Estudante goiano de 12 anos cria jogo para combater cyberbullying

O estudante Álvaro Arruda Marques, 12 anos, de Goiânia (GO), desenvolveu um jogo para combater o cyberbullying, um tipo de violência praticada contra alguém através da internet ou de outras tecnologias relacionadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Praticar cyberbullying significa usar o espaço virtual para intimidar e hostilizar uma pessoa (colega de escola, professores, ou mesmo desconhecidos), difamando, insultando ou atacando covardemente.

Ajude uma mãe que cuida de quatro filhos com paralisia cerebral

Álvaro foi orientado pela instrutora Leylane Guimarães Luiz, do curso Game 3D, no desenvolvimento do jogo. Ela ensina crianças a criarem softwares utilizando a ferramenta ‘Alice’. O estudante aprendeu a programar na escola Happy Code, em Goiânia.

estudante apresenta jogo combater cyberbullying

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com Leylane, “o jogo tem o objetivo de conscientizar as pessoas a não praticarem o bullying no âmbito da internet, além de auxiliar dando soluções, como, por exemplo, pedir ajuda aos pais, não dar muita atenção e confiar em si mesmo”.

Ajude uma mãe que cuida de quatro filhos com paralisia cerebral

Como funciona

Na justificativa pelo tema escolhido, Álvaro defendeu que o cyberbullying pode prejudicar a pessoa pelo resto da vida. “É quando alguém te chama de gordo, magrelo, quatro olhos, etc. Isso não é legal e, portanto, devemos lutar para que não aconteça”, destaca.

O game é um quizz tridimensional, que pode ser jogado pelo PC, sendo destinado a todos os públicos. Na apresentação do projeto, o chamado ‘Pitch’, Álvaro descreveu: “O meu jogo fala sobre uma menina que sofre cyberbullying por um grupo de meninas. Ela conta com a ajuda do pai para resolver o problema. Por isso elaborei um questionário de cyberbullying para conscientizar as pessoas”.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Curta Mais/Fotos: Reprodução / Curta Mais

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,429,587SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto ‘Rotina & Rabisco’ inspira uma rotina mais leve

Com traços leves e despretensiosos, o projeto Rotina & Rabisco, da artista, e economista de formação, Bruna Vettori, surgiu para aliviar um pouquinho o...

Cadela adotada compartilha cobertor com cão de rua no RS e foto viraliza

Na foto, a cadelinha Lana compartilha seu cobertor com um cão que vive em situação de rua, mesmo separados por uma cerca.

De novo, japoneses limpam estádio da Copa durante jogo de sua seleção

A faxina é um hábito milenar da cultura japonesa, chamado Oosouji, e que os japoneses repetiram no jogo de sua seleção contra a Colômbia na Copa da Rússia.

Campanha ‘Sinal Vermelho’ chega a Curitiba e ajuda mulheres vítimas de violência

A campanha "Sinal Vermelho" se tornou um super apoio contra a violência doméstica em todo o Brasil. A ideia foi integrada em junho pela Secretaria...

Nos EUA, igreja quita US $ 5 milhões de dívidas médicas dos cidadãos no Natal

Nos Estados Unidos, um dos países mais afetados pela pandemia do coronavírus, uma igreja no estado do Iowa decidiu quitar US $ 5 milhões...

Instagram