Estudantes de SP desenvolvem jogos e apps para combater feminicídio e violência doméstica

Dois jovens desenvolvedores de games, Tayla Dantas e Mario Henrique Silva, criaram um game que pretende ajudar a combater o feminicídio, chamado Illis, disponível para o sistema Android.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As protagonistas representam mulheres que inspiraram leis de proteção: Maria da Penha, Carolina Dieckmann, Joana Maranhão e Lola Aronovich.

“Essa referência lúdica é uma forma leve e divertida de aproximar as pessoas de uma temática pesada que é a violência de gênero”, explica a professora da Fatec Carapicuíba (SP), e parceira da dupla na segunda versão da franquia, Illis Por Elas, Erika Caramello.

O roteiro dos jogos conta com cinco fases que retratam os tipos mais comuns de violência contra a mulher: física, sexual, psicológica, patrimonial e moral. “O Illis por Elas será mais acessível para as mulheres que não são gamers hardcore e para quem não possui um celular tão potente”, afirma Tayla.

A produção tem sido feita pelo estúdio Hyper Foccus da dupla Tayla e Mario, em parceria com a empresa Dyxel. Para viabilizá-lo, os empreendedores estão captando patrocinadores que tenham interesse em associar suas marcas a projetos de inovação com temas sociais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todas por Uma

A aplicação da tecnologia na prevenção e redução da violência inspirou também os estudantes do técnico de Desenvolvimento de Sistemas da Escola Técnica Estadual (Etec) Professor Horácio Augusto da Silveira que lançaram o aplicativo Todas por Uma. A ferramenta, que permite o envio por SMS da localização e do pedido de ajuda da vítima, foi desenvolvida por Bianca Santos, Carlos Andrade, Juan Freire, Mateus de Lima e Tiago Reis e lançada em 2020.

Estudantes de SP desenvolvem jogos e apps para combater feminicídio e violência doméstica 1
Seguidoras postam fotos do app Todas por Uma e divulgam nas redes a ferramenta de combate à violência. Foto: divulgação

Entusiasmados com o alcance de mais de 15 mil downloads no Google Play Store, no período de cinco meses, alguns dos desenvolvedores do grupo partiram para a produção de outra ferramenta inteligente de segurança chamada Nice. O nome é uma homenagem à mãe de Mateus, que foi vítima de violência doméstica.

O Nice é um dispositivo do tamanho de uma bateria de relógio capaz de rastrear a localização da usuária que acionar o alarme de perigo e pedido de ajuda. O aviso de emergência não depende do uso do celular. Pelo tamanho mínimo de 3cm por 2cm, ele é discreto e de fácil manuseio podendo ser colocado na bolsa, na roupa ou em algum acessório que a mulher esteja usando.

Fonte: Centro Paula Souza

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pianista renomada leva música clássica à periferia. Dá o play!

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Estudantes de SP desenvolvem jogos e apps para combater feminicídio e violência doméstica 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,971,659SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Histórico: criança é autorizada pela Justiça brasileira a trocar de nome e gênero

Hoje com 9 anos, os pais de Leandro entraram com uma ação na Justiça para o filho mudar sua identidade de gênero e tornar-se...

Como um homem perdeu 64 quilos em 10 meses mesmo sem conseguir andar

Quem não conhece essa história: Um jovem cheio de sonhos e ambições se alista para servir ao seu país, logo tem que defendê-lo em...

Jogador americano com problema de memória escreve linda canção à família para tentar lembrar deles para sempre

O campeão de Super Bowl, Benjamin Jeffrey Utecht, se aposentou após 5 anos jogando para a NFL devido a grandes contusões durante sua carreira...

Adolescentes que vivem em abrigo ganham festa de debutante em Fortaleza (CE)

Dezesseis jovens que perderam suas casas e estão em um abrigo temporário da capital cearense ganharam uma festa de de debutante. Acolhidos pela ONG Casa...

Graças a uma cadeirinha de rodas, filhote de cabra com problema nas patas agora consegue andar

Frostie é um adorável bebê cabra que possui uma deficiência em suas perninhas traseiras devido a uns problemas de saúde que passou, fazendo com...

Instagram

Estudantes de SP desenvolvem jogos e apps para combater feminicídio e violência doméstica 3