Como assumir um erro pode resgatar a confiança das pessoas

Quando assumimos nossos erros, crescemos como seres humanos e ganhamos o respeito e a admiração das outras pessoas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É essa a mensagem que traz o post publicado pela Larissa Lopes no seu perfil no Facebook. Leia na íntegra:

“Há umas tres semanas aconteceu algo muito legal comigo, e eu não sei porque não contei aqui. Mas como esses dias eu tenho lutado com uma crise de desesperança na humanidade, pensei que contar agora pudesse me fazer bem e ajudar outras pessoas que estão tristonhas com o mundo a terem um pouquinho de fé.

A passagem da linha de ônibus Bragança <-> Atibaia aumentou, o que já é um incômodo por si só, além de dificultar o troco. A empresa também está diminuindo o número de funcionários, são poucos os ônibus que ainda tem cobrador, ficando esse serviço sob encargo do motorista.

Ainda nas férias, fui com as crianças ao asilo. Tivemos uma tarde ótima! Na volta, pegamos um ônibus no horário em que costumam ser lotados (e de fato esse estava). Uma delas pagou a passagem ao motorista e passou pela catraca, eu passei a carteirinha e logo atrás de mim a Luana pediu para que cobrasse duas passagens juntas (a dela e da Mikaelle). Quando a Mika foi passar, contudo, o motorista a barrou e disse que faltava uma passagem. Ela disse que todos tinham pagado, mas ele insistiu. Fui ver o que estava acontecendo e ele disse que só pagamos três passagens. Expliquei que havia passado a carteirinha, mas ele disse que não tinha visto e que eu precisava pagar a minha passagem. As pessoas do ônibus começaram a tomar partido, dizendo que tinham visto que passei a carteirinha, mas o motorista estava muito irritado. Disse que tinha girado a catraca mais vezes e que sairia do salário dele. Pra evitar o rebuliço (as pessoas adoram uma confusão!), eu paguei uma passagem a mais e fui sentar no fundo com as crianças.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É claro que assim que descemos do ônibus praguejamos pela situação injusta que tinha acontecido, mas ao mesmo tempo eu entendia que ele não tinha feito por mal. Estava sobrecarregado com as tarefas de dirigir, cobrar a passagem, dar troco, ver quem sobe e quem desce do ônibus, etc. Era normal um erro desses acontecer!

Já tinha até esquecido a situação quando, uma semana depois, subo no ônibus e era esse mesmo motorista. Logo que me viu ele disse: “preciso falar com você!”. Esperamos todos os passageiros entrarem e ele me falou: “aquele dia, quando cheguei na garagem fui puxar as imagens na câmera e vi que você realmente passou a carteirinha. Conversei com meu chefe a respeito da situação e gostaria de te devolver o dinheiro. Estou a semana inteira a sua procura, olhando todo mundo que entra no ônibus pra ver se não é você. Me desculpe.”

Ele me devolveu cada centavo da passagem e eu fiquei boquiaberta. Vocês podem achar que é uma coisa simples, ou que ele não fez mais do que devia, mas nos dias de hoje isso foi uma fato louvável! Não somente por ele ter devolvido o dinheiro, mas por ter se preocupado em me encontrar (eu não pego o ônibus todos os dias e nem no mesmo horário, portanto era uma tarefa difícil), em reconhecer o erro e fazer o que é justo, sendo que seria muito mais fácil simplesmente esquecer. Enfim, cada um pode tirar a lição que quiser, mas para mim, apesar de talvez ser um caso isolado, é reconfortante presenciar situações como essas, onde os seres humanos externam o que tem de bom. Ajuda na tarefa diária de manter a fé e trabalhar por um mundo melhor.”

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mulher resgata cão abandonado nas ruas de Buenos Aires e o ajuda em recuperação

Na véspera de Natal, uma mulher argentina chamada Pia andava pelas ruas da capital Buenos Aires, quando avistou um cãozinho esquelético e bastante frágil escondido...

Ativista de 16 anos é indicada ao Nobel da Paz por luta contra mudanças climáticas

A sueca Greta Thunberg, incomodada com a inércia dos políticos em relação ao aquecimento global, resolveu protestar sozinha com um único cartaz na mão. Era...

Criado nos lixões, morador de rua entra na Universidade de Harvard

A vida, bem, na verdade a sobrevivência, sempre foi algo difícil para Justus Uwayesu. Durante o genocídio de 1994 contra os tutsis em Ruanda,...

O que mudou depois que resolvi sair do armário (“culpa” da Pabllo Vittar)

No dia 17 de maio de 1990, há exatos 30 anos, a homossexualidade deixou de ser considerada uma doença pela Organização Mundial da Saúde...

Gato cego ‘cura’ idosa de 88 anos com câncer de pulmão

A combinação das radiações com o amor do gato curou a idosa de 88 anos.

Instagram