Como criar um produto com alta tecnologia e preço acessível aos brasileiros

Clique e ouça:

Muitas pessoas, principalmente os mais jovens, se perguntam como era possível viver sem acesso à internet há algum tempo atrás. Mas acreditem, as pessoas se encontravam, conversavam e se divertiam mesmo sem comunicadores instantâneos e redes sociais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas não dá para negar o quanto tudo isso ajuda a vida moderna, certo? Podemos falar com nossos amigos a qualquer hora e de onde quisermos; conhecemos pessoas novas com os mesmos interesses; fazemos pesquisas sobre qualquer assunto; compartilhamos informações e conhecimentos, etc. Pena que as facilidades dos smartphones ainda não estão acessíveis a todos os brasileiros. Mas, pela iniciativa de alguma fabricantes de celular, isso é uma questão de tempo.

E, por nós defendermos que a tecnologia também deve ser uma ferramenta social, que potencializa mudanças positivas no mundo, queremos falar um pouco sobre o smartphone top de linha da companhia chinesa Alcatel Onetouch: o IDOL 3, único smatphone do mercado com tela 100% reversível e qualidade de som JBL. Já viram algo assim?

O IDOL 3 vem em dois tamanhos idênticos ao da Apple (4.7 e 5.5 polegadas). Ele oferece uma experiência de som em 3D, com dois alto-falantes frontais e um fone de ouvido com qualidade JBL, um dos melhores do mercado. Possui tela 100% reversível, câmera de 13 megapixels e um design simétrico e ultrafino. Ou seja, não importa qual o lado que vc atenda seu telefone, todos os recursos estarão à sua disposição!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A versão 5.5 (que ainda não chegou ao mercado brasileiro) tem Full HD, um Qualcomm Snapdragon octa-core 615, com arquitetura 64-bit, 2GB de RAM, 16GB ou 32GB de armazenamento, dual-SIM opcional e uma bateria mais robusta, com 2.910 mAh.

O aparelho não deixa nada a desejar em relação aos produtos concorrentes e seus preços salgados. Outra grande vantagem do IDOL 3 é que ele é fabricado no Brasil, na fábrica de Manaus da Alcatel Onetouch, ou seja, consegue chegar ao consumidor a um preço bem mais acessível do que a maioria e tem um pós venda bem bacana e rápido.

Mas, vale destacar que tudo que é demais, pode fazer mal. Por isso o uso da tecnologia deve ser moderado. Quando usado demais, há alguns riscos como: o afastamento da realidade, o desligamento do convívio e da interação, o entretenimento permanente e a incapacidade de lidar com o ócio, a perda de criatividade e a redução da capacidade de concentração.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,027,050FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
12,017SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram