Matilda da vida real: menina de 9 anos é adotada pela professora após sofrer em lares adotivos

Uma menina de 9 anos foi adotada de um orfanato por sua professora da segunda série em uma história que está sendo comparada à de Matilda e Miss Honey.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dois anos atrás, Loralie Henry entrou na classe da segunda série de Zoe Henry em La Verne, Califórnia (EUA). A pequena estava em um orfanato há anos na época, e Zoe, até então, não tinha intenção de adotar.

Mas, como Zoe disse à emissora KABC, ‘Loralie entrou na minha aula e lembro de ter observado suas características e a admirado […] Foi quando pensei comigo mesma: eu vou adotar essa garotinha. Ela será minha filha.’

Matilda da vida real: menina de 9 anos é adotada pela professora após sofrer em lares adotivos Matilda da vida real: menina de 9 anos é adotada pela professora após sofrer em lares adotivos

Loralie passou 1.445 dias (cerca de quatro anos!) em um orfanato, o que foi quase metade de sua vida. “Eu estava em um orfanato quando tinha 4 anos. Então voltei para minha mãe biológica quando tinha 5. Depois voltei para um orfanato quando tinha 6 anos”, relembrou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Foi realmente assustador pra mim tantas idas e vindas. Eu não sabia o que esperar dos lares adotivos ou de como iriam me alimentar”, disse a menina.

“Eu realmente não sabia o que fazer. Então pensei: ‘Bem, o que devo fazer? Há alguém esperando por mim?’. Eu estava com medo. Até conhecer minha mãe. Minha professora da segunda série”, completou.

Zoe se apaixonou pela simplicidade de Loralie e implorou aos assistentes sociais da menina que a deixassem adotá-la. Em dois dias, a criança estava se mudando para a casa da educadora.

“Eu me lembro do momento em que estávamos sentadas no carro, e ela disse, ‘você vai vir comigo’. Fiquei muito surpresa e feliz”, disse Loralie.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Demorou dois anos, mas o processo de finalização da adoção foi finalmente concluído no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Adoção nos EUA, quando a menina estava entre 165 crianças acolhidas em uma alegre cerimônia virtual.

“Ela completa nossa família, ela completa nossa vida. Ela traz muita aventura, alegria, diversão e coragem para tudo o que fazemos, então é perfeito”, disse Zoe, segurando o choro.

Os pais biológicos têm o direito de contestar essas adoções, mas isso não aconteceu no caso de Loralie.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu sei que a mãe dela realmente a ama. Eu sei que ela realmente queria tornar sua vida melhor”, disse Zoe. “Mas isso não foi possível. E Loralie compreende isso. Então eu estou aqui para fazer o melhor que posso para ela”.

A história das duas tem atraindo comparações com Matilda, o filme de 1996 baseado em um livro de 1988 de Roald Dahl. Na versão cinematográfica, Matilda – interpretada por Mara Wilson – é uma criança especial com poderes mágicos que se sente infeliz em casa com os pais, que não a tratam bem.

Ela estabelece uma ligação especial com sua professora, Srta. Honey, que acaba adotando-a.

Assista como foi, na íntegra, o I Prêmio Razões Para Acreditar!

Fonte: Pais & Filhos
Fotos: ABC News

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,234,546SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Para espantar tédio da quarentena, idosos de casa de repouso recriam capas de álbuns clássicos

Tudo começou quando Robert Speker, que trabalha como coordenador de um lar de idosos na Inglaterra, notou que precisava levar mais alegria à vida...

Após segurar cartaz em semáforo (e ser ridicularizado), homem consegue emprego em Palmas

O que um pai de família, com dois filhos - um de 9 anos e um de 12, desempregado, com várias contas atrasadas e...

Costureiras do sertão baiano abrem mão de renda e confeccionam máscaras para hospitais

As costureiras já entregaram 548 máscaras descartáveis em TNT para hospitais e moradores.

Empresa envia executivos para trabalhos voluntários no mundo inteiro

A Dow, empresa do setor químico, enviou altos executivos para trabalhos voluntários no Senegal e na Índia.

Chef prepara esfirra sem recheio em forma de coração para menina autista

Era apenas mais um dia de trabalho para Gabriel Pires, chef de cozinha de uma filial do Habib's em Recreio dos Bandeirantes, no Rio...

Instagram