Início SUSTENTABILIDADE Ambiente Companhia aérea vai remover 55 milhões de itens de plástico de seus...

Companhia aérea vai remover 55 milhões de itens de plástico de seus voos

Para cada quilômetro percorrido por um avião, gera-se 25 quilos de dióxido de carbono ejetados na atmosfera. Até que tenhamos um suprimento melhor de biocombustível para a aviação, existem outras maneiras adotadas pelas companhias aéreas para reduzir o impacto ambiental negativo.

A Air New Zealand, por exemplo, está cortando massivamente o uso de plástico nos seus voos – 55 milhões de itens à base de plástico serão retirados de circulação, pra ser mais exato. Mais leves, os aviões também vão economizar combustível.

A lista de itens de plástico, anunciada à imprensa no dia 8 de julho, é bem, bem longa: copos de plástico, garrafas de água, pacotinhos, bandejas, sacolas etc. Segundo a companhia aérea, os 55 milhões de itens retirados de circulação se traduzem em 4,7 milhões de quilos de CO2 anuais retirados da atmosfera.

Companhia aérea vai remover 55 milhões de itens de plástico de seus voos

E os passageiros não precisam se preocupar, pois não serão afetados pela mudança. Copos, pratos, talheres, garrafas, pacotes e sacolas, por exemplo, serão substituídos por versões reutilizáveis, ao invés dos velhos e obsoletos modelos descartáveis.

A Air New Zealand espera eliminar o uso de 200 mil peças de plástico por ano com essa iniciativa.

Para Anna Palairet, diretora de sustentabilidade da Air New Zealand, a ideia é fazer a diferença de alguma forma, ajudando o meio ambiente com a redução do consumo de carbono da companhia aérea.

E a iniciativa vem na hora certa: no ano passado, a empresa gerou 3,5 milhões de toneladas de dióxido de carbono, tornando-se uma das maiores poluidoras da Nova Zelândia.

Leia também: 

“O plástico de uso único é uma questão altamente atual e visível para nós e nossos clientes, por isso estamos muito satisfeitos em poder compartilhar esse progresso”, disse Anna.

Uma parte do lixo que descartamos nos aterros sanitários é biodegradável, o que significa que se decompõe com o tempo e é reciclado naturalmente no solo. No entanto, a maioria do que é descartado, como plástico e vidro, leva no mínimo décadas e em média, séculos, para se decompor na natureza.

Infelizmente, na Nova Zelândia ainda não há uma infraestrutura organizada o suficiente para reverter o quadro de desperdício de objetos potencialmente recicláveis – um problema crônico que também afeta o Brasil.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Good News Network/Foto: Reprodução/GNN

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

982,395FãsCurtir
1,679,017SeguidoresSeguir
8,239SeguidoresSeguir
11,000InscritosInscrever

+ Lidas

Designer da UFMG cria embalagem sustentável de pasta de dente que pensa fora da caixa – literalmente!

Um projeto acadêmico liderado por Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), repensa a maneira como as embalagens são dispostas aos consumidores...

Mãe pede pizza só para ver o filho entregar no primeiro dia de trabalho

Lindo gesto de amor da mãe para incentivar o filho no novo trabalho!

Pesquisadora de Manaus desenvolve plástico biodegradável a partir do cará

Quem já comeu sabe o quanto o cará é saboroso. O tubérculo, que é bem parecido com o inhame, é rico em fibras e...

Casal gay adota bebê com HIV que foi rejeitada por 10 famílias

Pouco depois de nascer, Olivia foi abandonada em um orfanato. Na fila de adoção, foi rejeitada por 10 famílias. O motivo? A menina é...

Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

O futuro da medicina está cada vez mais próximo do presente. No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é...

Instagram