Moradores transformam ponto de ônibus em Pomar Solidário e revitalizam local

Sabe aquele pé de fruta do quintal que dá mais fruto do que a gente consegue consumir? Então, em Brasília, no conjunto Park Way, uma moradora percebeu que as frutas simplesmente eram desperdiçadas, foi aí que nasceu a ideia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Giovanna Mundstock é a idealizadora desse projeto. “Aqui os terrenos são muito grandes e a maioria dos moradores tem árvores frutíferas em seus quintais. Essas árvores produzem muito e as famílias não conseguem consumir toda a produção sozinhas”, explicou.

Na casa dela, um pé de laranja tangerina que dá até 20 kg de frutos por semana, motivou a ação. Giovanna teve a ideia durante um projeto de conclusão do curso de Design e acabou dando vida ao Pomar Solidário.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Pomar Solidário (@pomarsolidario) em


Os vizinhos passaram a colaborar e criaram um um ponto de compartilhamento de frutas em um ponto de ônibus que foi revitalizado. Quem tem fruta em excesso deixa lá e quem não tem pode pegar.

ponto ônibus transformado local distribuição frutas legumes
Pomar Solidário virou ponto de compartilhamento de outras coisas também, até de livros. Foto: Pomar Solidário

E tem gente que também planta feijão em casa, batata, aipim, legumes, verduras, e tá valendo tudo isso. Ah, e se você tem muita goiaba em casa, pode deixar goiaba e pegar laranja, banana e ir trocando para que nenhum alimento seja desperdiçado.

sacos frutas legumes caixotes ponto ônibus
Foto: Pomar Solidário

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em um ano já foi distribuída meia tonelada de alimentos. Isso é super importante num país onde 26 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas anualmente só na cadeia produtiva formal.

Ao ajudar na diminuição do desperdício de frutas, estamos contribuindo para a sustentabilidade e para a diminuição do efeito estufa“, avaliou Giovanna.

mulher carregando sacola frutas direção ponto ônibus
Moradores doam alimentos diariamente para o projeto. Foto: Pomar Solidário

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhamento de frutas aproximou comunidade

Além do efeito ambiental e social, o projeto também tem um caráter social. “Aproximamos a comunidade, os vizinhos, que aumentaram ainda mais sua cultura de colaboração”, disse.

Ah, e as pessoas que trabalham no bairro, podem passar por lá e se alimentar com as frutas orgânicas do pé dos quintais de cada um dos moradores do local.

Além disso, nesse período de distanciamento social, o Pomar tem ajudado muitos moradores, que conseguem ter frutas e verduras fresquinhas sem precisar ir frequentemente ao mercado.

pessoas segurando frutas ponto de ônibus
Moradores estão utilizando espaço com os devidos cuidados por causa da pandemia. Foto: Pomar Solidário

A produção é tanta que quando junto tudo, mesmo distribuindo entre os moradores ainda sobra. Então o projeto começou a enviar frutas três vezes por semana para um projeto social com crianças na região chamado Corrente do Bem.

Demais, não é não? Aqui tem um pouco mais sobre a história do projeto:

Vaquinha para ajudar vendedor de suco que teve seu rosto desfigurado e sua família. Clique aqui e contribua.

Livro digital ensina a como reproduzir o Pomar Solidário na sua comunidade

E para comemorar o primeiro ano do projeto, Giovanna criou um manual para ensinar outras pessoas a como montar o mesmo projeto em outros locais. Ele está todo disponível gratuitamente clicando aqui.

“É um livrinho digital que explica os principais aspectos que devem ser considerados por aqueles que desejam criar seus próprios pomares onde moram. Nele, dou dicas, digo o que deu certo e o que deu errado e gerou aprendizados muito úteis. Além disso disponibilizo os arquivos que eu usei e criei, como pesquisas e materiais gráficos para caso a pessoa queira usar”, explicou.

E aí? Se habilita? Bora compartilhar!

Pelo Brasil inteiro, existem diversas iniciativas de Geladeiras Solidárias, que têm o mesmo propósito do Pomar Solidário, de Porto Velho (RO) à Maringá (PR).

O ator Pedro Carvalho teve aulas de crochê com o André, menino que aprendeu crochetar para ajudar a mãe com as contas de casa, assista:

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,643,961SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com faixas de pedestres coloridas, artista deixa as ruas de Madri mais seguras

Quem disse que morar na cidade grande não pode ser bom ou divertido? Com pequenas mudanças, dá para transformar positivamente qualquer lugar do mundo....

Menina dança hip hop em cima de cadeira de rodas e dá um show! [VÍDEO]

Lauren tem uma doença nos ossos e, por isso, precisa usar uma cadeira de rodas. Mas isso não a impede de dançar, e como dança! Veja o vídeo dela dançando hip hop: um show!

Aplicativo brasileiro converte exercícios físicos em milhas para viajar

Você é daqueles que são vencidos pela preguiça e quase nunca fazem exercícios físicos? O aplicativo brasileiro Heartbit te fará mudar de ideia com uma...

14 atitudes gentis em época de coronavírus e o que você pode fazer pra ajudar

Na última quarta-feira (11), a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou o surto de coronavírus (Covid-19) uma pandemia global. Até esta segunda-feira (16), 174 mil...

O importante papel da robótica na integração dos alunos em sala de aula

Durante uma das oficinas de robótica que conduzo com alunos de primeiro ao quinto ano do ensino fundamental, um deles observava envergonhado a turma,...

Instagram