Conheça a história da polonesa que salvou mais de 2500 crianças judias do regime nazista

Irena Sendler foi a mulher que ficou conhecida como “A mãe das crianças do Holocausto” ou “O Anjo do Gueto de Varsóvia”. Você talvez ainda não tenha ouvido falar dela e realmente sua história era bem desconhecida antes de 1999 onde um grupo de alunos norte americanos resolveram pesquisar sobre a vida dela para um trabalho de conclusão de curso. Na segunda guerra essa mulher salvou mais de 2.500 crianças judias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Antes da guerra ela era uma assistente social para o Departamento de Bem Estar Social de Varsóvia onde já trabalhava com enfermeiras e ajudava pessoas necessitadas proporcionando alimento, roupas, medicamentos e até dinheiro a elas. Quando a segunda guerra estourou e ao ver as terríveis condições que as pessoas passavam para sobreviver no Gueto de Varsóvia, ela se uniu ao Conselho de Ajuda aos Judeus conseguindo para ela e uma amiga uma permissão para entrar no Gueto com o intuito de limpar os esgotos para prevenir doenças contagiosas.

irena-1

Uma vez dentro do gueto, Irena propunha aos pais levar seus filhos para fora, para então esconde-los em lares temporários. Ela chegou a utilizar vários meios para esconder e tirar as crianças de lá como cestos de lixo, caixas de ferramentas, sacos de batata e até caixões.

Nos novos lares as crianças recebiam novos nomes a fim de esconder suas identidades judias e para que um dia essas crianças pudessem recuperar suas identidades e histórias, Irena anotava seus dados em pedaços de papel e escondia em uma jarra que ela enterrava no quintal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

irena-2

Em um certo momento os nazis descobriram suas atividades e Irena foi presa e brutalmente torturada. Mas ainda assim, mesmo após lhe quebrarem vários ossos ela não entregou os nomes e moradas das crianças escondidas, até que foi condenada a morte. Porem no dia de sua execução um soldado alemão a ajudou a escapar e forjar sua execução.

Ao final da guerra entregou suas notas ao Dr. Adolfo Berman, primeiro presidente do comité de salvação dos judeus sobreviventes, que a ajudou a procurar as famílias das crianças, porém infelizmente a maior parte delas já haviam sido mortas nos campos de extermínio.

Irena_Sendler_at_98_-_2008

irena-3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 2007 essa incrível mulher foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz e em 2009 foi lançado um filme que conta sua história estrelado por Anna Paquin que foi indicada ao globo de ouro de 2010.

irena-4

Irena Sendler morreu em 12 de maio de 2008, aos 98 anos, e seu trabalho ainda continua através de uma organização chamada Life in a Jar.

“A razão pela qual resgatei as crianças tem origem no meu lar, na minha infância. Fui educada na crença de que uma pessoa necessitada deve ser ajudada com o coração, sem importar a sua religião ou nacionalidade.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Encontramos o filme completo da vida dela no youtube, você pode ver aqui:

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,496,742SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Executivo se demite após receber uma carta de sua filha de 10 anos listando acontecimentos que ele havia perdido em sua vida

O executivo Mohamed El-Erian, reconhecido internacionalmente por seu trabalho na companhia de gestão de investimento Pimco, revelou ter deixado o cargo de CEO na empresa no...

Após superar câncer, empresária cria cerveja para pacientes em quimioterapia

Indivíduos diagnosticados com câncer podem recorrer ao processo de quimioterapia em busca da eliminação da doença. No entanto, o tratamento é considerado bastante invasivo e...

Cientistas produzem polímero para a reciclagem infinita do plástico

Promessa de um futuro com "plásticos verdes".

Estudante encontra dinheiro na escola e devolve ao dono no Amapá

O estudante de 13 anos encontrou 400 reais na escola onde estuda e devolveu para seu dono.

Gata se recusa a sair do lado da sua dona idosa prestes a falecer

Todos nós ouvimos histórias de como os cachorros são leais, não é verdade? Mas alguns outros bichinhos também são igualmente devotos aos seus donos....

Instagram