Conheça o homem de 79 anos que é o ‘Robin Hood’ médico na Índia

Omkarnath, um técnico de banco de sangue aposentado de Nova Delhi, é um Robin Hood médico dos tempos modernos. Nos últimos três anos, o senhor de 79 anos recolhe medicamentos não utilizados dos ricos e os distribui entre os menos afortunados. Seus esforços lhe renderam o apelido de “Baba da Medicina”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Baba” é um termo utilizado na Índia para descrever um homem idoso sábio. Baba caminha ao longo de sete quilômetros por dia, vasculhando a cidade e parando em quase todas as portas, pedindo medicamentos não utilizados.

Ele também coleta dezenas de caixas de doações em clínicas particulares ao redor da cidade, onde as pessoas podem fazer deixar os remédios e ele recolhe depois.

600x450xMedicine-Baba-600x450.jpg.pagespeed.ic.tF_16Ubk2c

De acordo com Omkarnath, “cada bangalô em Delhi tem medicamentos extras, mas eles estão jogando no lixo.”Os melhores bairros, que mais ajudam, insiste ele, são os da classe média e os mais humildes. Certa manhã, recebi uma caixa de medicamento para tratamento de câncer de 35.000 rúpias (545 dólares)”, lembrou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No final de cada viagem, ele se senta em um canto sossegado em um parque ou um banco de beira de estrada. Ele então organiza e cataloga cuidadosamente tudo em sua pasta, incluindo o nome do medicamento, o fabricante e a data de validade.

Qualquer coisa que não esteja devidamente selado ele descarta imediatamente. Ao longo de várias viagens de fim de semana, ele conseguiu acumular um estoque razoável de medicamentos no valor de dezenas de milhares de dólares.

600x498xMedicine-Baba4-600x498.jpg.pagespeed.ic.UFInvstUJg

Ele armazena todos em uma pequena sala alugada ao lado de sua casa – há fileiras e mais fileiras de medicação comum da gripe, injeções de insulina e mesmo medicamento para o câncer. Ele também tem equipamentos como cilindros de oxigênio, cadeiras de rodas, andadores e nebulizadores.

Omkarnath se inspirou para começar a sua missão depois que ele testemunhou alguns trabalhadores da construção civil ficando gravemente feridos. Ele acompanhou os homens para os hospitais do governo, mas eles foram recusados e precisaram achar uma forma alternativa de conseguir esses remédios. Foi quando ele teve a ideia de tirar dos ricos e distribuir aos pobres.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Embora ele não seja farmacêutico formado, ele não fornece medicamento sem ver a prescrição de um médico, e não cobra um centavo para o seu serviço. Ele estima que os remédios doados valem cerca de US $ 9.000 por mês!

Ele trabalha em conjunto com organizações sem fins lucrativos e médicos para fazer seus remédios disponíveis para o maior número de pessoas possível. Dra. Lalima Rangwani, um dos médicos que distribui seus remédios, disse que ela não estava tão certo que podia confiar nele em primeiro lugar. “Mas quando ele trouxe os medicamentos, eu verifiquei, o número do lote, tudo o que ele tem escrito sobre a lista”, disse ela. “Então, só então eu me convenci de que são medicamentos genuínos.”

Muitas pessoas se beneficiaram com a generosidade e trabalho duro de Omkarnath, e todos eles são muito gratos a ele.

600x450xMedicine-Baba3-600x450.jpg.pagespeed.ic.bqBRhVOTJr

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dhulichand, 52 anos, um antigo sapateiro que vem sofrendo de enfisema por muitos anos, recebeu o seu suprimento muito necessário de cilindros de oxigênio de Omkarnath. Se não fosse pela ajuda do homem, ele teria que desembolsar US $ 100 para 20 cilindros cada mês.

“Eu não posso me mover ou até mesmo tomar banho sem esses cilindros”, disse Dhulichand, que agora está confinado em sua cama. “Hospitais governamentais não me tratam. Eles me dizem para voltar para casa.”

A família de Omkarnath é bastante orgulhosa do que ele faz, mas isso não foi sempre assim. Quando ele anunciou pela primeira vez sua decisão de começar a coleta de medicamentos, eles não estavam felizes com isso. “A família pensou que eu os estava envergonhando por, basicamente, implorar”, disse ele. “Eles me advertiram. Mas eles finalmente cederam, uma vez que eles entenderam o enorme impacto positivo que o trabalho tem na vida das pessoas”.

Hoje, Omkarnath vive com cerca de US $ 500 por mês, que ele recebe através de doações em dinheiro e não tem planos de parar a coleta de medicamentos para ter uma vida melhor. Na verdade, ele sonha em construir uma rede nacional de bancos de medicina. “Meus esforços são apenas uma gota de solução para um enorme oceano de problemas”, disse ele. “Espero que, antes de morrer, isso se torne um movimento maior e eu contribuia com pelo menos um copo.”

image

000266d9_medium

000266db_medium

000266dd_medium

628x471

20150724_101027_0

20150724_101031_0

india_medicine_baba_ap

IndiaTv230673_medicinebaba10

medicine-baba.jpg.size.xxlarge.letterbox

Fonte: Oddity Central

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,838,442SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Equipe de remo britânica lança novo calendário com atletas sem roupa em combate à homofobia

Ano passado, postamos aqui no RPA sobre esse projeto feito pela "The Warwick Rowers", que desde 2009 combate a homofobia com uma série de...

De ‘cara fechada’: funcionária do Walmart EUA viraliza com fotos hilárias em anúncios de produtos

Charlene Mull tem 64 anos e é funcionária de uma loja do Walmart em Maryland (EUA). Por lá, já a consideram a sucessora de...

Uma surpreendente apresentação de salsa de uma senhora de 80 anos

As vezes algumas pessoas precisam de lições, e nada melhor que uma senhora de 80 anos para fazê-lo. Essa simpática senhora chamada Paddy foi...

Mãe faz agradecimento emocionado para tripulação que ajudou filho autista durante voo

Empresas aéreas não costumam receber muitos elogios públicos, mas a Jetstar Australia ganhou um elogio e um de deixar qualquer mortal arrepiado e emocionado. Shelley Baudoux...

Doença rara do filho e diagnóstico tardio motivam mãe a criar projeto para ajudar outras famílias na mesma situação

Ser forte não é para qualquer um, nunca foi. Ser forte é ser capaz de transformar o que é dor, em amor. Na verdade, é...

Instagram