Comitê Paralímpico Brasileiro oferece treinos online grátis para pessoas com deficiência!

Desde o início da quarentena encontramos academias, instituições e profissionais de educação física postando vídeos de exercícios. Só que, geralmente, esses treinos não são tão inclusivos e pessoas com algum tipo de limitação física acabam não conseguindo seguir a rotina de atividades.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Então, o CPB – Comitê Paralímpico Brasileiro, desenvolveu um programa muito bacana, chamado “Movimente-se”, com aulas online e gratuitas para portadores de deficiência física e visual.

De acordo com Alberto Martins, diretor-técnico do CPB, “O objetivo é a melhora da qualidade de vida de cadeirantes, paralisados cerebrais, amputados e deficientes visuais. São pessoas que muitas vezes já têm certa dificuldade de mobilidade, e em um momento de isolamento acabam se movendo ainda menos“.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como funcionam os treinos?

Todo o conteúdo compartilhado é criado por profissionais de educação física que já atuam como técnicos de equipes paralímpicas nacionais. Eles também têm o suporte de um médico e um fisioterapeuta para que cada treino seja pensado considerando especificações para cada patologia.

E a parte mais legal das aulas é que os movimentos são todos demonstrados por atletas paralímpicos. “Essa é uma parte importante, já que o público, além de se sentir motivado, se vê representado naquelas figuras“, comenta Alberto.

Veja uma das aulas:

Nessa primeira fase dos treinos foram liberados cinco vídeos semanais, cada um abordando um tipo de deficiência. Quem é deficiente visual conta com dois vídeos, um com legenda para quem tem baixa visão e outro com audiodescrição.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Atividades praticadas

Para escolher os exercícios, focamos em equilíbrio, consciência corporal e no que poderia melhorar o dia a dia das pessoas, ou seja, movimentos funcionais como agachar, caminhar, pegar algo, segurar algo, até correr para quem consegue“, explica Everaldo Braz Lúcio, técnico de atletismo do CPB.

A partir disso, os treinos começam sempre com um aquecimento, têm o exercício principal – que varia de acordo com o dia e a patologia – e finalizam com um relaxamento.

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O @robertoalrz em ação chegou na sua timeline. Diz a lenda que se você comentar Movimente-se neste post, seu fim de semana será "movimentado" por boas notícias. Não ignore! 😂😂 Ah, se exercite em casa com a nossa plataforma: www.movimentoparalimpico.com.br #Sextou

A post shared by Comitê Paralímpico Brasileiro (@ocpboficial) on

Parceria com o aplicativo Be My Eyes

Trazendo ainda mais valor para os treinos, o CPB conseguiu uma super parceria com o app Be My Eyes.

O aplicativo permite que todas as pessoas inscritas no programa possam tirar dúvidas com profissionais de educação física do próprio CPB, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A assistência é especialmente importante para aqueles que não tem nenhuma memória corporal, como jovens que já nasceram sem enxergar“, comenta o diretor-técnico.

Leia também: Fotografia de nadador paralímpico volta a viralizar: “O poder da água”

Primeiros resultados

Com pouco tempo, o CPB já nota a resposta dos inscritos no programa. Maria Lourdes Takashi, 70 anos, perdeu todo o movimento da perna esquerda depois de sofrer um AVC. Com a pandemia, ela teve que deixar as suas aulas de pilates, que fazia duas vezes por semana.

Mulher idosa na cadeira de rodas
Reprodução: Uol

Quando soube do Movimente-se, Maria retomou os exercícios e diz que se sente muito melhor agora, de corpo e de mente.

Sentia muita falta de fazer exercícios. Não senti só mudança só corpo, mas principalmente na mente. Tenho mais vontade de fazer as coisas… Os treinos levantam o astral“, conta.

Se você quer saber mais como funciona o programa Movimente-se, pode acessar o perfil no Instagram do CPB ou o site oficial.

[ASSISTA: Segundo episódio do programa do Razões para Acreditar: Era Só  O que Faltava!] 

FONTE: Uol

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,520,475SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem e mulher trocam de e-mails no trabalho e comprovam como o machismo está enraizado

O que acontece quando dois colegas resolvem trocar seus e-mails, cada qual assumindo a personalidade do outro? O experimento, feito por Martin R. Schneider...

Estudantes gravam vídeos para alertar sobre os perigos do “desafio da rasteira”

Três estudantes do Colégio Batista de Brasília (DF) deram uma aula sobre os perigos do "quebra-crânio" ou "desafio da rasteira", que de brincadeira tem...

Criança refugiada submetida à revista oferece bolacha para guarda da fronteira

O primeiro ministro da Hungria,Viktor Orban, anunciou na quarta-feira, 10, que o país está construindo uma cerca de 4 metros de altura na fronteira...

“Vendo flores apenas para a felicidade”, diz florista que não vende coroas de flores há 46 anos

A história da florista Francisca da Glória, 70 anos, é tão bonita quanto o desabrochar de uma rosa. Glorinha decidiu aos 9 anos que...

No BBB, Manu Gavassi dá aula de respeito aos professores

No BBB, durante uma conversa com Thelma, Manu Gavassi falou sobre a época em que estudava na escola e como lidava com as disciplinas...

Instagram