Criança desenvolve síndrome rara com Covid-19, recebe apoio e se recupera milagrosamente

A história de José Neto é uma razão para sempre acreditarmos. Depois de passar vários dias internado, de desenvolver uma inflamação em todo o corpo e uma síndrome multissistêmica, a criança ganhou uma rede de apoio impressionante em todo o país e quase que milagrosamente se recuperou de forma surpreendente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

José Neto tem 9 anos de idade, foi diagnosticado com a Covid-19, mas não apresentou sintomas. Só que dias depois começou a ter dores abdominais e ao ser internado, os médicos descobriram que ele estava com uma síndrome inflamatória multissistêmica.

Da cabeça ao pé, todo o corpo dele estava inflamado, incluindo os ossos. Ele teve problemas cardíacos, edemas, alterações na região pulmonar, derrame pleural, líquido no pulmão e no abdômen, infecção na garganta e nos lábios… Mas isso nunca desanimou a família.

Criança com tubo de oxigênio em leito de hospital
José Neto ficou bastante debilitado. Foto: Arquivo pessoal

O amor, o desejo de ficarmos bem eram muito maiores do que qualquer coisa“, disse o pai, José Lima.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E foi aí, depois de tudo isso, que a família começou a receber uma rede de apoio impressionante e o menino se recuperou. Eram pessoas de vários estados de todo o país ligando para desejar força, pessoas desconhecidas mesmo. Teve até gente que fez jejum em promessa para que o menino melhorasse.

Deus estava trabalhando não só na vida de José Neto, mas através da história dele, trabalhando na vida de outras pessoas também“, disse o pai.

Desenho de criança com hospital, médicos e ele na maca
José Neto nunca reclamou e sempre foi otimista, já tinha até pintado como seria a sua alta médica. Foto: Arquivo pessoal

E José Neto nunca duvidou de que sairia bem de tudo isso. Tanto é que ele disse que iria se internar, mas voltaria e construiu uma lista de desejos do que queria comer e do que queria brincar quando saísse de lá.

O diretor do hospital soube e mandou preparar uma bandeja de pão de queijo para o garoto, mesmo internado, que era um dos seus desejos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Criança em leito de hospital ganhando bandeja de pão de queijo de enfermeira
Menino recebeu pão de queijo de diretor do hospital. Foto: Arquivo pessoal

A família é da cidade do Crato, no interior do Ceará. Inicialmente ele ficou internado no Hospital Padre Cícero, na cidade de Juazeiro do Norte. Depois teve que ser transferido para o Hospital Luís França, na capital Fortaleza.

Vaquinha para Pedrinho, que sofre de doença rara e sem cura, ter um tratamento completo

Médicos decidiram encerrar a medicação e José Neto se recuperou em menos de um dia

José Neto ficou com o corpo todo inchado por causa do líquido e ficou tão debilitado que não conseguia ficar em pé, não tinha força nem mesmo para levantar um travesseiro. Ele já estava tendo alterações severas de pressão arterial e batimentos cardíacos.

“A pressão dele já estava ficando baixa. Ele foi internado na UTI e começamos o tratamento específico com a hemoglobina endovenosa”, relatou o pediatra Felipe Macêdo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Teve um dia que a médica falou que o que tinha de ser feito eles fizeram e não havia mais o que ser feito e que eles iriam retirar a medicação para ver se o corpo reagia. Foi nesse momento que o inesperado aconteceu.

O menino brincava com seus heróis como se eles também estivessem hospitalizados. E Zé Neto também foi um herói nessa recuperação:

Criança em leito de hospital com bandeja de alimentos com brinquedos de super-heróis
José Neto ganhou apoio de desconhecidos e se agarrou na fé para superar dificuldade. Foto: Arquivo pessoal

“Veio em meu coração o homem e a ciência, a medicina chegou ao seu limite, agora era a hora de Deus intervir. No outro dia foram repetidos os exames de sangue e a médica entrou no quarto com o resultado de que todas as taxas dele já estavam regularizadas e ele estava apto para receber alta“, contou o pai.

No nascer da aurora, José Neto olhou pela janela e contemplou a notícia de que iria voltar pra casa. “Eu tive a certeza ali de que ele iria receber alta. Foi algo sobrenatural na vida dele“, disse o pai.

Menino de dentro do hospital com acesso de soro olhando o nascer do sol pela janela
José Neto recebeu alta ao nascer do sol. Foto: Arquivo pessoal

Ao chegar em casa, ele ganhou uma festa da família e teve até fogos de artifício:

Família em torno de mesa com decoração de festa posando para foto
Zé Neto ganhou festa completa ao chegar em casa. Foto: Arquivo pessoal

E uma loja do bairro ficou sabendo da história e decidiu realizar todos os desejos daquela lista que ele fez no hospital, enviando brinquedos e comida. Até salmão tinha na lista do José Neto e eles enviaram.

Desenhos feitos por criança
Menino fez lista dos desejos com desenhos ilustrando o que ele faria quando recebesse alta e está recebendo presentes agora. Foto: Arquivo pessoal

“Muito obrigado a todos, estou com muita saudade de todos, tenho bastante coisa pra fazer e pra me recuperar melhor, logo vou ficar 100%”, comemorou o garoto.

Se recupere logo, José Neto! 💪🏼

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,110,307SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pais que construíram barraco com pallets encontrados em lixo comovem internautas

A jovem dona de casa Jamile, o marido e seus filhos de 5 e 4 anos construíram uma “casa” de pallets para ter um...

Motorista de ônibus constrói ele mesmo um ponto para os passageiros em Cascavel (PR)

O motorista de ônibus "Silvo", como é conhecido na comunidade do Gralha Azul, em Cascavel, no Paraná, realizou neste último sábado, 23, uma boa...

Pai é impedido de ficar com filho na quimioterapia, então dança do lado de fora do hospital para alegrá-lo

A notícia que Aiden, de 14 anos, tinha leucemia, abalou muito o casal Chuck e Lori Yielding, de Fort Worth, no Texas (EUA). Eles buscaram...

Site oferece acompanhamento individualizado gratuito para concurso de Defensor Público Estadual

De olho na democratização do cargo de Defensor Público Estadual.

Chamada de “a mulher sem filhos”, indiana de 74 anos dá à luz a gêmeas

Antes chamada de "a mulher sem filhos", Erramatti Mangayamma deu luz a gêmeas na Índia, tornando-se a mãe mais velha do mundo, aos 74 anos.

Instagram

Criança desenvolve síndrome rara com Covid-19, recebe apoio e se recupera milagrosamente 2