Crianças leem para cães que sofreram maus tratos e os ajudam a interagir com humanos

A doçura das crianças prova, mais uma vez, o seu poder regenerador.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No Estado do Missouri (EUA), elas estão ajudando cães que sofreram maus tratos a perderem o medo e a interagirem com os humanos através da leitura de um pequeno livrinho.

A iniciativa do abrigo Shelter Buddies Reading Program pretende com isso livrá-los de traumas profundos e encaminhá-los para a adoção.

“Nós queríamos ajudar nossos cachorros tímidos e medrosos sem forçar a interação física com eles, e observar o efeito positivo que isso poderia ter”, explicou Job Klepacki, diretor do programa ao site The Dodo. “Ouvir uma criança ler pode realmente confortar esses animais. “É incrível a resposta que temos visto nos animais”, completa.

Antes de conhecerem os animais, as crianças participam de um programa de treinamento de 10 horas e só depois se sentam em frente do canil de algum cão para fazer a leitura.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

ShelterReading0

ShelterReading2

ShelterReading3

criancas-cachorros-01

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todas as imagens: Missouri Humane Society

barra reserva

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,499,046SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Prefeitura oferece lanches grátis para pacientes em UPA de Araucária

Todos sabemos que existem muitas reclamações sobre o atendimento dos hospitais de rede pública. Mas na cidade de Araucária, no Paraná,  esse problema foi...

Prodígio! Adolescente é premiada por criar fio de sutura que detecta infecções

Dasia Taylor, 17 anos, desenvolveu fio de sutura - pontos cirúrgicos - que mudam de cor para detectar infecções. A garota, que vive em...

Casal de POA cria marca infantil sem definição de gênero e com responsabilidade social

Eles também quiseram fugir da questão de gênero, e não diferem suas peças entre meninos e meninas. “A gente acredita em educar para as diferenças, e não para a semelhança.

Este vovô jogando “Call of Duty” vai te arrancar boas risadas

Duvido você arrancar seu avô do Sudoku e fazer ele jogar Call of Duty ou Halo 4 no videogame. Pois um menino americano conseguiu!...

Estudo diz que morar perto de árvores reduz casos de depressão

Um estudo recente feito pelo Instituto de Medicina da Universidade de Exeter, no Reino Unido, pesquisou a relação que a arborização tem na saúde mental...

Instagram