Agora é crime: homofobia e transfobia podem dar até 5 anos de prisão

Homofobia e transfobia agora são crimes no país e podem dar de 3 a 5 anos de prisão. A decisão do Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (13), por 8 votos a 3, enquadra declarações homofóbicas e transfóbicas no crime de racismo. Isso até o Congresso Nacional aprovar uma lei específica para o tema.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Será crime “praticar, induzir, ou incitar a discriminação ou preconceito” em razão da orientação sexual da qualquer pessoa. A pena será de 1 a 3 anos, mais multa, e pode subir de 2 a 5 anos se houver divulgação do ato homofóbico em meios de comunicação, como publicação em rede social.

Com a decisão, o Brasil se tornou o 43º país a criminalizar a homofobia, segundo o relatório “Homofobia Patrocinada pelo Estado”, feito pela Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais (Ilga).

[A Ana Paula é uma mulher trans e foi acolhida pela dona de um salão de beleza, após ter sido vista comendo comida do lixo. Tatiana criou uma vaquinha online para ajudar a moradora de rua a recomeçar sua vida do zero, saiba como ajudar aqui.]

Os ministros atenderam parcialmente as ações apresentadas pela Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT) e pelo Partido Cidadania (antigo PPS). Uma das ações que não foram atendidas pedia que o STF fixasse prazo para o Congresso aprovar uma lei sobre o tema.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora é crime: homofobia e transfobia podem dar até 5 anos de prisão 1
Homofobia e transfobia agora são crimes no país e podem dar de 3 a 5 anos de prisão

Ressalvas

No julgamento, iniciado em fevereiro, os ministros fizeram ressalvas sobre manifestações homofóbicas e transfóbicas em templos religiosos. Conforme os votos apresentados, não será criminalizado dizer em templo religioso que é contra relações homossexuais ou incitar/induzir a discriminação e o preconceito.

[O Esdras é um protetor de animais e fez uma vaquinha para comprar um terreno para construir o abrigo e poder salvar ainda mais animais, vamos ajudá-lo? Acesse aqui.]

Discriminação ‘castiga’

Ao apresentar o voto, a ministra Cármen Lúcia afirmou que o STF deve proteger o direito do ser humano à convivência pacífica e destacou que “todo preconceito é violência e causa sofrimento”.

“Numa sociedade discriminatória como a que vivemos, a mulher é diferente, o negro é diferente, o homossexual é o diferente, o transexual é diferente. Diferente de quem traçou o modelo, porque tinha poder para ser o espelho e não o retratado. Preconceito tem a ver com poder e comando. (…) Todo preconceito é violência, toda discriminação é causa de sofrimento”, declarou a ministra.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nas palavras da ministra, a discriminação “castiga” a pessoa desde o lar, uma vez que afasta pai de filho, irmãos e amigos.

[Conheça a história da Liliane: Mulher, negra, periférica, que conseguiu uma vaga em uma das faculdades mais renomadas do mundo e criou uma vaquinha para custear os estudos, saiba como ajudá-la aqui.]

O presidente da Corte, Dias Tóffoli, não concordou em enquadrar a homofobia e a transfobia no crime de racismo. No entanto, destacou a omissão do Congresso por não aprovar uma lei e falou de repúdio à discriminação.

“Todos os votos proferidos, mesmo com divergência, reconhecem o repúdio à discriminação, ao ódio, ao preconceito e à violência por razões de orientação sexual. Estamos aqui a dar efetividade à Constituição. […] Bom seria que não houvesse a necessidade de enfrentar esse tema em 2019”, disse Tóffoli.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A marca Opaloka é parceria do Razões e apoia a causa LGBT, clique aqui e siga o perfil.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: G1/Foto: EBC

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,849,393SeguidoresSeguir
24,900SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menina de 4 anos com paralisia cerebral se torna dama de honra em casamento de tia graças a equipamento adaptado ligado ao pai

O sonho de se tornar dama de honra não foi impossível para uma criança que tem paralisia cerebral. Meses atrás uma mãe inventou um suporte...

Aspirador gigante suga partículas de microplástico em praia no Havaí

Se limpar as praias contaminadas por lixo já não é uma tarefa fácil para voluntários e ambientalistas, imagine só remover bilhões de partículas de...

Senhora revitaliza área abandonada e a transforma em jardim de flores e árvores frutíferas no Rio

O local virou um espaço de lazer para as crianças do bairro, que vão até lá em busca de contato com a natureza.

Hacker derruba 20% da Deep Web e consegue barrar sites de pornografia infantil

Deep Web é o nome dado para uma zona da internet que não pode ser detectada facilmente pelos tradicionais motores de busca, garantindo privacidade...

Instagram

Agora é crime: homofobia e transfobia podem dar até 5 anos de prisão 2