Cristiano Ronaldo paga todas as despesas médicas das vítimas dos incêndios em Portugal

Há quatro meses, desde a tragédia de Pedrogão Grande, na região de Leiria, no centro de Portugal, uma sucessão de incêndios em Portugal causou várias vítimas e feridos. O incêndio foi considerado uma das maiores tragédias dos últimos 50 anos no país. O jogador português Cristiano Ronaldo, se comoveu com o ocorrido e mostrou ser uma pessoa muito solidária ao ajudar os seus conterrâneos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com a irmã do jogador, Katia Aveiro, Cristiano se sensibilizou com a tragédia dos incêndios ocorridos em seu país e pagou o atendimento médico das 370 vítimas.

Em seu Faceboook, ela compartilhou a notícia, que foi publicada em uma página de fãs do jogador.

Desde junho, Portugal já registra mais de 100 mortos e mais de 500 mil hectares consumidos pelo fogo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em sua página no Instagram, Cristiano também publicou uma foto em solidariedade aos bombeiros e vítimas:

“Impossível ficar indiferente a esta tragédia. Solidário com familiares e amigos das vítimas. Apoio total aos bombeiros que arriscam a vida para ajudar da melhor forma possível”, escreveu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No ano passado, o jogador também ajudou as vítimas de um incêndio na sua terra natal, na Ilha da Madeira.

Via

Foto: Reprodução/ Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,452,816SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Dispositivo de baixo custo gera energia a partir da urina

O sistema é inusitado, mas promete fazer um bem danado para o meio ambiente, gerando energia limpa. É isso mesmo, a tecnologia desenvolvida por...

Brasileiro realiza sonho de estudar música na Suíça com ajuda de campanha na internet

Weslei Felix Ajarda, de 18 anos, começou cedo na música. Aos três anos, o jovem de Porto Alegre já acompanhava seus pais, Luis Roberto...

Etna retira a palavra ‘criado-mudo’ de seu catálogo para combater o racismo

O termo, que tem dois séculos, é uma herança do nosso passado escravagista e hoje é considerado racista.

Confeiteira que foi humilhada cria projeto para ajudar outras mulheres a terem uma renda

Ângela foi humilhada por uma cliente, somente porque cobrou uma taxa de R$ 2,00 pela entrega dos seus bolos de pote. Ela comoveu muita gente...

Mãe faz pedido para filho que queria McDonald’s e lanchonete usa criatividade para atendê-los

Gente, sabe aquela fome de méqui que quando dá não tem jeito, tem que matar com sanduba, batata frita e coca? Então, o pequeno...

Instagram