Cruz Vermelha já retirou mais de 3 mil civis do conflito de Alepo, na Síria

0
1724

A Cruz Vermelha realizou a retirada de 3 mil pessoas do conflito no leste de Aleppo, nesta quinta-feira (15).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

São cerca de 3 mil civis e mais de 40 pessoas feridas, incluindo crianças, em duas operações de saída, segundo o comunicado do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. Antes da evacuação, cerca de 50.000 pessoas permaneciam sitiadas na região, que está sob o controle de grupos rebeldes.

Nos próximos dias, serão necessárias mais ambulâncias e ônibus, disse Robert Mardini, diretor regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para o Oriente Médio. “Esse é o primeiro passo, e foi positivo”, declarou Mardini.

Leia também: Este finlandês arrisca sua vida para levar brinquedos às crianças na Síria

O Comitê Internacional informou que um terceiro comboio partiu em direção à Alepo após o entardecer. As autoridades sírias fizeram uma “inspeção muito leve” nas pessoas retiradas, que não foram registradas, nem tiveram os documentos checados, disse ele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Até agora, a grande maioria das pessoas transferidas são civis”, declarou ele. A prioridade continua sendo retirar os mais feridos, porque “é uma questão de vida ou morte” e montar a saída dos civis, finalizou o diretor.

aleppo
(Abdalrhman Ismail/Reuters)

mundo-alepo-siria-retirada-civis-rebeldes-20161216-17-copy
(Baraa Al-Halabi/AFP)

alepo-cruz-2-e1481857116402
Foto: KARAM AL-MASRI

Com informações da Reuters e Veja / Foto de capa: Abdalrhman Ismail/REUTERS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.