Curitiba terá 1º centro de referência em ensino para autistas do país

As crianças autistas da rede municipal de ensino de Curitiba terão uma experiência completamente nova a partir do dia 10 de setembro. Essa é a data marcada pela prefeitura para inaugurar o primeiro Centro de Ensino Estruturado para o Transtorno do Espectro Autista (TEA) do país. O espaço vai funcionar dentro da sede da própria Secretaria Municipal da Educação. A informação foi divulgada no I Fórum Curitibano sobre Autismo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No novo serviço, as crianças terão auxílio de profissionais capacitados para dar apoio e desenvolver atividades pedagógicas voltadas especificamente para pessoas com autismo, que detêm dificuldade de aprendizado por meio da abstração, mas que conseguem desenvolver excelentes resultados com o ensino construtivista com base na concretude das ações.

Ajude uma mãe que cuida de quatro filhos com paralisia cerebral

“E as famílias também contarão com um trabalho personalizado de orientação, tanto com relação ao manejo comportamental com os filhos, em casa, quanto na atenção aos cuidados com eles mesmos, responsáveis pelas crianças”, explicou a secretária de Educação, Maria Sílvia Bacila.

Curitiba terá 1º centro de referência em ensino para autistas do país 2
Curitiba terá 1º centro de referência em ensino para autistas do país 3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado

Além dessa assistência no centro, as crianças continuam estudando normalmente nas escolas municipais, o que faz parte do projeto de inclusão. A rede pública de Curitiba tem hoje 1.105 estudantes com TEA. Os estudantes com deficiência somam 2,5 mil na rede municipal de ensino, entre os 140 mil alunos. Em 2016, 281 crianças contavam com assistência de um auxiliar em sala para a inclusão. O número de atendimentos saltou para 853 neste ano.

Além do novo serviço, também está prevista a abertura de um novo Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (CMAEE). Hoje, existem nove em toda Curitiba e, com isso, todas as dez regionais passarão a contar com um CMAEE, unidade voltada ao apoio especializado às crianças e aos estudantes com deficiência, autismo, altas habilidades e transtornos funcionais específicos da aprendizagem.

O Razões e o Educa Mais Brasil te ajudam a conseguir bolsa de estudo para cursos técnicos e profissionalizantes, cursos de idiomas, entre outras, clique aqui

Curitiba também foi a cidade escolhida pelo Governo do Estado do Paraná para iniciação do Programa de Atenção ao Autismo. Desde o ano passado está sendo realizado um censo das pessoas com autismo, que são encaminhadas para diagnóstico e tratamento. Os profissionais da unidade de referência também estão sendo capacitados e a idade é formar um protocolo uniforme de atendimento aos autistas e suas famílias.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Prefeitura de Curitiba/Fotos: Valdecir Galor/SMCS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,277,197SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem mais alto do Brasil, que está sem andar, ganha cadeira de rodas especial

Joelison Fernandes da Silva, o “Ninão”, mora no interior da Paraíba. O homem mais alto do Brasil tem 2,37 m e 193 kg e,...

Conversamos com o fotógrafo que fez relato emocionante sobre adoção tardia

"Queria conseguir mostrar a gratidão e alegria que estávamos passando e também incentivar outras pessoas a passarem pela mesma experiência."

Escola inteira aprende língua de sinais para dar boas-vindas à primeira aluna surda

Os alunos de uma escola primária no estado norte-americano do Maine decidiram aprender a língua de sinais para receber adequadamente uma nova aluna. Morie...

Estudo comprova: famílias homoafetivas dedicam mais tempo aos seus filhos

Vai ter família homoafetiva sim e se reclamar, vai ter mais!

Idosa de 93 anos é poeta e dá conselhos preciosos sobre a vida

Lúcida, feliz, poeta e apaixonada pela vida. É assim que Esther Camurça, nascida em 1920, se descreve. Aos 93 anos ela ainda escreve poemas...

Instagram

Curitiba terá 1º centro de referência em ensino para autistas do país 5