Curitiba inaugura ciclovia que gera energia limpa a partir do movimento

Há dois anos, Curitiba prometeu que suas ciclovias iam gerar energia. Promessa feita é promessa cumprida. Em julho, foram instalados os pisos geradores de energia na ciclovia e na ponte sobre o Rio Belém, no centro da capital paranaense.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A tecnologia usada é da empresa japonesa Soundpower e foi oferecida à Prefeitura de Curitiba sem nenhum custo, depois de assinar um documento da Agência de Cooperação Internacional do Japão em 2016, de acordo com o CICLOVIVO.

Leia também:

Londres será ‘movida’ a energia solar a partir de outubro

Pai constrói “cadeira de bicicleta” para filho com paralisia cerebral

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estudantes em Cuiabá reaproveitam peças de bicicleta para criar cadeira de rodas

A vibração emitida quando pedestres e bicicletas passam pelo piso gera a energia que ilumina o caminho da ciclovia. Através de sensores, a tecnologia também faz a contagem do tráfego da pista.

“Esses caminhos que se acendem por si, com a energia do pedalar e do passo humano, são um novo parâmetro que chega em Curitiba junto com as comemorações da imigração japonesa”, afirma o prefeito Rafael Greca.

Veja as fotos da ciclovia iluminada:

curitiba inaugura ciclovia gera energia limpa movimento

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

curitiba inaugura ciclovia gera energia limpa movimento

curitiba inaugura ciclovia gera energia limpa movimento curitiba inaugura ciclovia gera energia limpa movimento

crédito das imagens: Rafael Brustolin/SMCS

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,425,269SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Como o autoconhecimento pode ser positivo para você e toda a sociedade

“Eu não diria que as pessoas têm medo de autoconhecimento, diria que elas não estão acostumadas, não tem o hábito de investirem tempo, energia e dinheiro nisso”, diz a especialista em desenvolvimento humano Viviane Ribeiro.

Aprovada em Medicina com livros emprestados agora retribui ajuda que recebeu

Para mostrar que esse papo de meritocracia é uma furada.

Casal vende doces nos semáforos de SP para realizar casamento

Quanto custa casar? Melhor, o que você seria capaz de fazer para bancar seu casamento? O casal Priscila Miranda (25) e Jefferson Tiago (30)...

Coronavírus: mulheres criam grupo de apoio para pagar boletos de trabalhadoras informais

Eventos cancelados, serviços adiados e cortes de dias de trabalho. Com a pandemia do coronavírus, as trabalhadoras informais e autônomas formam um dos grupos...

Ambulante faz sebo a céu aberto em BH, tem 3.000 livros queimados e ganha o triplo em 48 horas

Odilon Tavares é uma personalidade conhecida pelo bairro do Carmo de BH há cerca de 3 anos. Praticamente todo mundo que mora na cidade...

Instagram