O Pão Que o Viado Amassou: curitibano cria padaria delivery e discute realidade LGBTQ+

Em pouco mais de um mês, o curitibano Gabriel Castro, 34 anos, bombou na internet vendendo o “pão que o viado amassou”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi assim que ele chamou seu empreendimento doméstico. A padaria que funciona apenas por delivery trouxe um conceito totalmente diferenciado: além de pães saborosos, propaga com positividade a realidade da comunidade LGBTQ+.

Gabriel atuava como ator, trapezista e DJ antes da pandemia. Quando a quarentena começou, ele precisou se reinventar para manter as contas em dia. De quebra, ele viu uma oportunidade para desmistificar muitos conceitos homofóbicos.

“Minha intenção é botar na casa das pessoas a cultura gay. não tenho pretensão de fazer fortuna, mas quero discutir a realidade bicha com a sociedade”. 

Muito glitter pelo caminho

Gabriel teve um cuidado muito especial com a criação da sua padaria. Todo o processo, desde o pedido até a entrega foi pensado com uma linguagem que remete à cultura gay.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E o nome (maravilhoso) “o Pão Que o Viado Amassou” surgiu em uma conversa com uma amiga. Ela perguntou onde estavam os amigos de Gabriel e ele respondeu: “Estão na sala, comendo o pão que o viado amassou”. E boom, nome criado!

Gabriel mostra pães pronto para venda
Gabriel faz todos os pães em sua casa! (Foto: reprodução Metrópoles).

Logo de cara, ao abrir o formulário (no instagram da padaria) você se depara com uma chamada especial: Cheguei, tô preparada pra sovar! Me conta seu e-mail, que não precisa ser necessariamente o da conta do Grindr

Leia também: Mãe pinta casa com as cores do arco-íris e homenageia filho LGBT no ES

O formulário segue muito divertido, com campos de preenchimento com títulos muito despojados. Dá uma olhada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

formulario para pedidos pão que o viado amassou
A linguagem do formulário é completamente descontraída. Foto: reprodução Instagram.

formulário de pedidos padaria pão que o viado amassou
E essas opções de pagamento? (Foto: reprodução Instagram)

Os pães que o viado amassou custam entre R$ 11 e R$ 35. A taxa de entrega também muda, considerando a distância. Para quem quiser e puder, pode retirar os pedidos no “Gabinete do Glitter” (casa e padaria do Gabriel).

Com pouco tempo de funcionamento, Gabriel já precisou chamar suporte. A irmã dele é responsável pela logística da padaria delivery e um amigo, o “motobofe” faz as entregas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Depois dá uma passadinha lá no insta do Pão Que o Viado Amassou e se você é de Curitiba, dá uma forcinha pro Gabriel ganhar seu aqué!

Sabe outra história bem bacana que publicamos aqui no Razões para Acreditar? É da Carrie Myers, uma drag queen de Brasilia que está vendendo e entregando cestas de São João!

FONTE: Metrópoles

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,829,971SeguidoresSeguir
24,609SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Inspirado por policial negra, homem decide remover tatuagens de suásticas

"Meu trabalho é ser uma pessoa positiva na vida de alguém"

Famílias criam projeto que recolhe lixo de praias de Peruíbe (SP) voluntariamente

O projeto não tem apoio externo nem tem interesse: é por amor à Peruíbe!

Mulher cria bonecas com as mesmas características físicas de seus pequenos donos

A confeccionista norte-americana Amy Jandrisevits fabrica bonecas que auxiliam bebês e crianças a se aceitarem como são, sem se envergonharem de seres diferentes das...

Homem cria ‘calçados que crescem’ para que crianças pobres possam usá-los mais tempo

As vezes, a invenção mais simples pode mudar milhões de vidas, neste caso a invenção de calçados que crescem junto com as crianças. Existem soluções...

Instagram

O Pão Que o Viado Amassou: curitibano cria padaria delivery e discute realidade LGBTQ+ 1