Cursinho pré-vestibular social aprova jovens da periferia em universidades do Rio

Um cursinho pré-vestibular comunitário está dizendo para jovens da Vila Cruzeiro, uma das comunidades mais carentes do Rio de Janeiro, marcada pela pobreza e a violência, que eles podem entrar na universidade pública sim.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fazer faculdade é um sonho distante para jovens de comunidades como a Vila Cruzeiro, pois a formação que receberam no ensino básico não é suficiente para garantir uma vaga na universidade, via ENEM e outros vestibulares.

Os professores do ‘Pré-Vestibular Estudando Para Vencer’ sabiam disso antes de abrir o cursinho, em 2017. Mas, ao invés de ficar lamentando a situação da educação pública brasileira, eles decidiram fazer sua parte para dar aos jovens da Vila Cruzeiro uma razão para acreditar que a universidade pública pertence a eles.

Vários alunos da primeira turma já ocupam sua cadeira na universidade. E muitos chegaram lá entre os primeiros classificados de vestibulares para cursos como Matemática, Ciências Biológicas e Informática!

cursinho popular aprova jovens periferia universidades

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O coordenador, Marcelo Martins, e toda a equipe do Pré-Vestibular Estudando Para Vencer estão de parabéns!

crédito das fotos: Rosani Simão

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,829,971SeguidoresSeguir
24,609SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Biblioteca itinerante circula interior de SP levando cultura e diversão para crianças

Um casal de artistas de Piracicaba, no interior de São Paulo, leva cultura e diversão para crianças a bordo de uma Kombi que é...

Menino de 4 anos enfrenta transplante delicado e salva irmãos gêmeos

Assim que nasceram, os gêmeos Giovanni e Santino Demasi foram diagnosticados com uma doença crônica rara chamada Doença Granulomatosa Crônica (DGC), que torna as pessoas...

Familiares coreanos se reencontram quase sete décadas depois

Separadas pela Guerra da Coreia, as famílias voltaram a se encontrar em território norte-coreano.

Razão ou emoção? Série de ilustrações humoradas explora dicotomia envolvendo o cérebro e o coração

Pensar com a cabeça ou com o coração? Volta e meia temos que optar por uma dessas opções na tomada de qualquer decisão. Uma série...

Casal adota bebê com microcefalia rejeitado duas vezes

Moisés foi abandonado numa caixa de sapato e, em seguida, rejeitado pela primeira família que o adotou.

Instagram

Cursinho pré-vestibular social aprova jovens da periferia em universidades do Rio 2