DANÇA CONTIGO – Um bate-papo com Fernanda Cunha, precursora do Yoga Dance no Brasil

Por Loraine Luz

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A combinação de yoga e dança brotou espontaneamente no coração de Fernanda Cunha. A partir daí, foi só seguir sua curiosidade, sempre alimentada pelos encantamentos que surgiam a cada aprendizado.

Apaixonada por dança e tendo começado as práticas no tapetinho em 2002, essa catarinense percebeu que os estados de presença, integralidade, expansão interna e bem-aventurança experienciados nas sessões de yoga também “surgiam” quando ela dançava. Por que não juntar os dois? Ao encontrar muita gente explorando essa possibilidade, foi aos Estados Unidos ver e principalmente sentir isso de perto.

A inspiração maior do que executa hoje, aos 36 anos, veio de Megha Nancy Buttenhein, dos programa Let Your YogaDance. Ainda nos EUA, onde ficou cinco anos, fez outras formações: Yoga Works, Radiant Child Program, Journey Dance, com Toni Bergins, e Shake Your Soul, com Dan Leven. Ayurveda, dança indiana e a forma como os indianos entendem a dança também receberam sua atenção.

Os estudos em yoga continuaram: hatha, vinyasa, ashtanga, Iyengar, tantra, Vedanta. Porém, a abordagem única que desenvolveu não visa à postura, mas prioriza o fluxo, o ritmo, os movimentos – muitos deles inspirados em asanas, mas também em tai chi chuan, capoeira, dança africana… uma mistura eclética sempre inconclusa, em evolução.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que amarra tudo isso? A trilha sonora, o acesso ao terreno das emoções através da música. As práticas são pensadas para que cada som escolhido se comunique com um centro energético (chakras) diferente, expandindo-os, alinhando-os. Um trabalho feito também em outras linhas do yoga mas que, nas aulas da prática desenvolvida por Fernanda, se exibe na forma dançante única de cada participante. A metodologia da prática estimula para que toda a dança aconteça, antes de mais nada, dentro de cada um.

Gayatri – Qual a sua relação com o yoga dance como praticante?

Fernanda – Eu amo ir à aula de outras professoras, mesmo que não seja de yoga dance, mas práticas irmãs no sentido de considerar a dança como um processo meditativo e de auto-conhecimento. Porém, nem sempre minha agenda permite. Então, faço minha prática em casa quase todos os dias. Não tenho um horário fixo. A minha prática passou a ocupar qualquer instante do meu dia em que eu possa ter a oportunidade de aumentar o volume do rádio e sentir a música tocando meu corpo e me movendo de dentro para fora. Entro em processo de meditação em movimento, em estado de flow, quando mente e corpo estão em perfeita harmonia no momento presente. Esse é o maior objetivo da prática de yoga dance.

Gayatri – Qual o papel do instrutor/professor numa aula de yoga dance?

Fernanda – Ele é um guia, um facilitador, que vai apresentar alguns movimentos e músicas específicas, cuidadosamente escolhidas. O grupo vai na direção de um estado de meditação em movimento, que promove integração, libertação e cura.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gayatri – A música tem um papel muito importante na prática…

Fernanda – Sim, muito. Eu amo danço e eu amo yoga. Quando eu danço, eu sinto todas as partes de mim integradas, eu sinto o estado de yoga. Diferentes músicas vibram em diferentes partes do meu corpo. São partes diferentes do meu corpo que querem dançar. Fiquei curiosa com isso. Quem em nós dança? Onde a música vibra primeiro? A dança começa dentro, no corpo energético. Então comecei a pensar que outras pessoas podiam sentir isso também. Aí começou minha jornada até desenvolver o yoga dance que pratico hoje. Muita pesquisa. Eu amo estudar isso. Hoje tenho a parceria de musicoterapeutas, com quem aprendi muito e sou muito grata. Eles têm me ajudado muito. Conseguimos fazer trilhas sonoras exclusivas.

Está gostando do papo? Leia a entrevista completa no site.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino de 5 anos vende limonada para ajudar animais vítimas de maus tratos

Mais uma da série: crianças que nos dão esperança!

Após cavar poço sozinha para salvar família da seca, mulher constrói sua casa com ajuda de vaquinha

Durante uma semana inteira, a Joana cavou sozinha um poço artesiano para poder levar água potável até a sua casa. Na época, descobrimos uma série...

Após ser assaltada e agredida, vendedora de ovos recebe apoio dos internautas para continuar trabalhando

Itala, conhecida como “tia do ovo”, é mãe de 2 filhos e vende ovos em São Bernardo (SP) há 9 anos. É dessa venda...

Aluna pede pra levar sua cachorra para a escola e recebe a melhor resposta do professor

Jessica Lewis mora na cidade de Statesboro, na Geórgia (EUA), onde faz faculdade. O furacão Irma se aproximava da cidade, então Jessica achou melhor...

Menino que faz crochê para ajudar mãe com paralisia realiza sonho da casa própria com apoio de vaquinha e internautas

Olha que notícia boa a gente recebeu! O André Luiz, que faz crochê para ajudar a mãe, Luciane com paralisia, já conseguiu dar entrada...

Instagram

DANÇA CONTIGO – Um bate-papo com Fernanda Cunha, precursora do Yoga Dance no Brasil 3