Maior atleta paralímpico do Brasil, Daniel Dias é nomeado membro da Academia Laureus

Às vésperas das Paralimpíadas de Tóquio, a Academia Laureus anunciou que o nadador paratleta brasileiro Daniel Dias foi nomeado como um de seus embaixadores. A instituição, que elege os atletas mais relevantes do esporte anualmente com um prêmio que leva seu nome, já entregou a estatueta três vezes a Daniel: 2009, 2012 e 2016.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O nadador brasileiro se juntará ao time da academia após os Jogos Paralímpicos de Tóquio, escolhidos por ele como ponto final de sua carreira como atleta. Apesar de grato pela nomeação, Daniel declarou durante o seu discurso como embaixador Laureus que está completamente focado nas Paralimpíadas.

“Estou encantado de me tornar um membro da Academia Laureus hoje, ainda que anunciado alguns meses antes de poder ocupar meu cargo, já que primeiro espero completar minha carreira como nadador com sucesso nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.”

Com três aparições em Paralimpádas (Pequim 2008, Londres2012 e Rio 2016), Daniel acumulou 24 medalhas nos jogos, dez medalhas a mais que os segundos colocados André Brasil e Clodoaldo Silva, ambos da natação. Foram 14 ouros, sete pratas e três bronzes para o maior paratleta brasileiro.

Academia Laureus

Membros da Academia Laureus em 2021
Da dir. à esq.: Lindsay Vonn, Jessica Ennis-Hill, Nicol David e Daniel Dias. Foto: reprodução/Laureus Academy

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além de nomear o maior atleta dos esportes anualmente, a Academia Laureus também promove e patrocina projetos ao redor do mundo. A ideia da instituição é usar o poder do esporte para acabar com a violência, descriminação e desigualdade social.

Em 2021, a Academiai Laureus também recebeu em sua classe de novos membros as atletas Jessica Ennis-Hill do heptatlo, Lindsey Vonn do esqui alpino e Nicol David do squash. Daniel e estas craques se juntam ao time já consagrado da Laureus de 67 esportistas, que conta com nomes como o do piloto brasileiro Emerson Fittipaldi e do futebolista alemão Franz Beckenbauer.

“Eu fui sortudo em ganhar três Prêmios Laureus durante a minha carreira e posso dizer para você a honra que é para um atleta. Realmente desejo ser capaz de ajudar os jovens no futuro e dar o meu melhor para mudar o mundo”, concluiu Daniel em entrevista à equipe do site da Academia.”

Desejamos toda sorte para você em sua última grande competição, Daniel! Torcemos para que venham grandes resultados das piscinas de Tóquio para o Time Brasil!

Quer conhecer mais histórias inspiradoras? Dá o play!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,843,411SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Senhora de 104 anos é a artista de rua mais antiga do mundo

Enquanto muitos nem imaginam chegar aos 100, Grace Brett não só chegou aos 104, como está cheia de energia e disposição. Com seis netos e 14 bisnetos,...

Vacina experimental pode prevenir infecção de HIV entre mulheres, revela estudo

Ahh, a Ciência! Existe uma grande epidemia de HIV em curso na África Subsaariana e 25% dos novos casos ocorrem entre as mulheres. O mundo...

Professor goiano é indicado ao “Nobel da Educação” 2021: ‘Honrado em representar a escola pública’

Cientista, doutorando e professor de matemática: o goiano Greiton Toledo de Azevedo, de Ipameri (GO), se tornou o único representante brasileiro no prêmio "Global...

Auxiliar de limpeza deita no chão para acalmar aluna autista e mãe exalta a atitude

“Apesar de não falar inglês, consigo me comunicar com as crianças. O amor não tem idioma”, disse a funcionária da escola onde a menina estuda.

Instagram