Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20

Lançado em 2009 na Clinton Global Initiative, G (irls) 20 foi a primeira empresa de lucro social a defender que a participação feminina da força de trabalho seja um elemento-chave das prioridades e ações do G20.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

G (irls) 20 coloca meninas e mulheres no coração do processo de tomada de decisão econômica, defendendo que o aumento da participação da força de trabalho feminina irá gerar crescimento, estabilizar as comunidades e os países e levar à inovação social.

G (irls) 20 Summit reúne um delegado de cada país do G20, além de um representante da região do Oriente Médio e Norte da África, Afeganistão e Paquistão.

Enquanto os 20 delegados do G (irls) discutem os mesmos tópicos que os Líderes do G20, os participantes são todas meninas, entre 18 e 23 anos. A 8ª Cúpula G (irls) 20 aconteceu nos dias 21 e 22 de junho de 2017 em Munique, Alemanha.

Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20 2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lorenna Vilas Boas foi a representante brasileira. A proposta de Lorenna nesse encontro foi a de melhorar o acesso de meninas à ciência e à tecnologia como ferramentas de empoderamento feminino.

Seu artigo “Every Girl Deserves To Discover Her Own Superpower”, publicado no HuffPost Canadá, explica melhor o que ela defende: http://m.huffpost.com/ca/entry/16855760.

Natural de Candeias, Bahia, Lorenna é técnica em Automação Industrial, estudante de Engenharia Elétrica e engajada nas disciplinas STEM (sigla em inglês para Science, Technology, Engineering and Mathematics) e na luta contra estereótipos de gênero e raça.

Com apenas 19 anos já se envolveu e venceu diferentes competições nacionais e internacionais, fundou a Equipe de Robótica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), representou o Brasil no Youth Ambassador Program da Embaixada dos Estados Unidos, foi uma das finalistas da Intel International Science and Engineering Fair (ISEF), e já fundou um grupo de teatro beneficente.

Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20 3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Divulgação

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,786SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garotinha inclui amigo com paralisia cerebral em desenho da família: “Eles se entendem no olhar”

Allice incluiu Vitor, que tem paralisia cerebral, no desenho que fez da sua família. Essa linda amizade floresce a cada dia e nos ensina sobre generosidade e acolhimento.

Histórias que nos dão razões para acreditar… e inspirar!

Esse mês de Fevereiro faz sete anos que moro em São Paulo, nunca imaginei que fosse passar tão rápido minha vida por aqui. É interessante...

Casal dedica-se há vinte anos a cuidar de animais

Sr. Claudio e Dna. Regina são um casal que há vinte anos dedicam suas vidas aos animais. Muito mais que isso, eles dão suas...

Só o amor importa: gay e solteiro, ele realizou o sonho de ter filhos adotando quatro crianças deficientes

Jack, de 10 anos, Ruby, de 7, Lily, de 5, e Joseph de 2, podem se considerar crianças muito sortudas, apesar de serem deficientes....

Gene Simmons, do Kiss, arrecada 1 milhão para hospital infantil

O rockeiro Gene Simmons, do Kiss, ajudou a levantar 450 mil dólares, pouco mais de 1 milhão de reais, para o novo Hospital de...

Instagram

Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20 4