Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20

Clique e ouça:

Lançado em 2009 na Clinton Global Initiative, G (irls) 20 foi a primeira empresa de lucro social a defender que a participação feminina da força de trabalho seja um elemento-chave das prioridades e ações do G20.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

G (irls) 20 coloca meninas e mulheres no coração do processo de tomada de decisão econômica, defendendo que o aumento da participação da força de trabalho feminina irá gerar crescimento, estabilizar as comunidades e os países e levar à inovação social.

G (irls) 20 Summit reúne um delegado de cada país do G20, além de um representante da região do Oriente Médio e Norte da África, Afeganistão e Paquistão.

Enquanto os 20 delegados do G (irls) discutem os mesmos tópicos que os Líderes do G20, os participantes são todas meninas, entre 18 e 23 anos. A 8ª Cúpula G (irls) 20 aconteceu nos dias 21 e 22 de junho de 2017 em Munique, Alemanha.

Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20 1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lorenna Vilas Boas foi a representante brasileira. A proposta de Lorenna nesse encontro foi a de melhorar o acesso de meninas à ciência e à tecnologia como ferramentas de empoderamento feminino.

Seu artigo “Every Girl Deserves To Discover Her Own Superpower”, publicado no HuffPost Canadá, explica melhor o que ela defende: http://m.huffpost.com/ca/entry/16855760.

Natural de Candeias, Bahia, Lorenna é técnica em Automação Industrial, estudante de Engenharia Elétrica e engajada nas disciplinas STEM (sigla em inglês para Science, Technology, Engineering and Mathematics) e na luta contra estereótipos de gênero e raça.

Com apenas 19 anos já se envolveu e venceu diferentes competições nacionais e internacionais, fundou a Equipe de Robótica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), representou o Brasil no Youth Ambassador Program da Embaixada dos Estados Unidos, foi uma das finalistas da Intel International Science and Engineering Fair (ISEF), e já fundou um grupo de teatro beneficente.

Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20 2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Divulgação

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,092,486FãsCurtir
2,667,217SeguidoresSeguir
22,312SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino resgatado desnutrido da Nigéria e adotado em 2016, hoje tem vida cheia de amor

Muita gente se comoveu com a história do Hope, um garotinho que foi abandonado pelos pais, na Nigéria, pois pensavam que ele era bruxo....

Jovem de SC faz live de jogos para ajudar a família e recebe doação anônima de R$ 900 mil ao vivo

Leonardo Kuhn faz lives há 1 ano na plataforma Twitch, jogando na internet com a finalidade de arrecadar dinheiro para o tratamento do irmão...

Pequena índia esbanja fofura ao mostrar com orgulho a cultura do seu povo (MS)

Joelaine da Silva Cotócio, de 3 anos, é dona de uma simpatia maior que ela. A pequena índia mostra pra todo mundo, como tem...

Menino de 11 anos doa 22 mil fraldas para mães solteiras usando dinheiro da sua barraca de limonada

Cartier Carey, de 11 anos, recentemente deu um super exemplo pra todos nós. Ele usou todo o dinheiro da sua barraquinha de limonada para...

Professor vai todos os dias até lan house para dar suas aulas online para seus alunos

A gente tem visto como os professores têm passado alguns perrengues nessa pandemia para não deixar os alunos sem estudo. Recentemente, uma imagem de...

Instagram

Defendendo o empoderamento feminino, brasileira representa o país na G(irls) 20 3