Funcionários demitidos de hospital permanecem de maneira voluntária em Americana (SP)

Devido a uma determinação judicial, 12 dos 34 funcionários comissionados do Hospital Municipal de Americana, em São Paulo, foram demitidos e agora estão trabalhando de forma voluntária.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo a prefeitura municipal, os funcionários demitidos criaram uma espécie de “força-tarefa” voluntária até que um novo pessoal seja contratado e admitido na instituição de saúde.

Os servidores eram mantidos pela Fusame (Fundação de Saúde do Município de Americana) e encarregados de várias áreas e setores sensíveis do hospital. Dentre os funcionários demitidos há concursados que ocupava cargos comissionados, voltando assim a suas funções de origem, apesar de também integrarem a ‘força-tarefa’, de acordo com a prefeitura.

Funcionários demitidos de hospital permanecem de maneira voluntária em Americana (SP)

Alguns dias depois, na última sexta-feira (5), a Fusame demitiu mais 22 funcionários comissionados (os que restavam) em obedecimento a uma determinação do Tribunal de Justiça.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia tambémCom falta de médicos em posto de saúde, prefeito assume e realiza atendimentos

O tribunal julgou inconstitucional uma lei aprovada em março de 2000, que criou 44 cargos comissionados na área de saúde do município. Destes, 34 estavam ocupados. O pedido de improcedência foi capitaneado pelo Ministério Público, que pediu a inconstitucionalidade da lei.

Como motivo do pedido, o MP apontou a ausência de descrição dos cargos, que foram melhor nominados apenas no ano passado.

Uma funcionária do Hospital Municipal de Americana, que pediu para não ser identificada, disse que o fato dos comissionados continuarem trabalhando mesmo após suas respectivas demissões deixaram “dúvidas” entre os servidores, que não sabiam como proceder ou obedecer ordens de pessoas que, na prática, não ocupam mais tais cargos.

A Prefeitura de Americana disse que os 34 profissionais demitidos assinaram um “termo de voluntariado” para continuarem ajudando, com base na Lei Federal 9.608/98 e na Lei Municipal 3721/2002.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo o executivo municipal, foram os profissionais que se ofereceram para trabalhar voluntariamente, por terem ciência da importância da continuidade do atendimento.

Leia tambémTrabalho voluntário gera satisfação e comprometimento entre família e escola

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: O Liberal
Foto: Reprodução / O Liberal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casal gaúcho adota Tintim, cão deficiente abandonado duas vezes

O cãozinho Tintim tem apenas dois anos de idade, mas já passou por muita coisa. Nascido com uma deficiência nas patas dianteiras, ele só consegue...

10 ideias criativas de camisetas para usar em dupla

Como eu não pensei nisso antes?!

Maravilhe-se com as 20 melhores fotografias da National Geographic de 2015

Saiu umas das listas de fotografias mais esperadas do ano: as melhores “Foto do Dia” de 2015 da National Geographic. “A cada dia, nós trazemos uma Foto...

Ação de Luisa Mell faz maior rede de pet shops do Brasil parar de vender cães e gatos

Todo o espaço interno das filiais que eram utilizados para a venda dos animais será reestruturado e destinado a eventos de adoção promovidos por ONGs parceiras.

De frutas a chicletes: Ford recicla diversos materiais para serem aplicados nos carros

Já falamos algumas vezes aqui da fabricante de automóveis Ford que está fazendo estudos sobre como nos locomoveremos no futuro, relembre aqui. Mas e com...

Instagram

Funcionários demitidos de hospital permanecem de maneira voluntária em Americana (SP) 2