‘Desabafo Social’: jovem de Salvador (BA) funda projeto para empoderar crianças e jovens

A Monique Evelle foi eleita recentemente pelo site Blogueiras Negras uma das 25 negras mais influentes da internet brasileira e saiu na lista das 30 mulheres com futuro promissor da Revista Cláudia e do Portal MdeMulher, da Editora Abril. Nascida e criada em Salvador (BA), Monique fundou em 2011 o projeto ‘Desabafo Social’, hoje presente em 13 estados do País, buscando criar espaços de debates, envolver escolas, comunidades e instituições para promover a cultura de direitos humanos, incentivar e estimular o engajamento de adolescentes e jovens em causas sociais e subsidiar a elaboração e criação de novas iniciativas pensadas por jovens. A missão do projeto é garantir práticas alternativas de educação em direitos humanos e pela comunicação, através de cursos, oficinas, palestras e participação em eventos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na entrevista a seguir, concedida ao Razões Para Acreditar, a soteropolitana conta como surgiu a ideia do Desabafo Social, os estados onde o projeto atua, juventude e protagonismo, além do documentário que está sendo produzido sobre a sua vida e os resultados do trabalho que desenvolve com o Desabafo Social.

A ideia. Quando eu estava na terceira série li o livro Por uma Semente de Paz, de Ganymedes José. O livro conta a história de uma professora que conseguiu mudar a escola, os estudantes e a comunidade. Por conta desse livro cresci querendo ser educadora. Talvez isso me serviu de inspiração. Hoje o Desabafo Social atua na área de educação em direitos e pela comunicação, utilizando as novas tecnologias.

'Desabafo Social': jovem de Salvador (BA) funda projeto para empoderar crianças e jovens 2

Colaboradores. O Desabafo Social tem 48 colaboradores espelhados por 13 estados: Roraima, Rondônia, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas, Bahia, Maranhão, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba.Os colaborares realizam ações que tem mais habilidades e afinidade. Quem gosta de falar, realiza muitas oficinas e workshop. Quem gosta de escrever fica produzindo conteúdo para a plataforma digital. Cada membro tem uma linha de atuação diferente. Uns tem mais afinidade com a temática de gênero, outros com direitos da infância e juventude, outros educomunicação e assim por diante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

'Desabafo Social': jovem de Salvador (BA) funda projeto para empoderar crianças e jovens 3

Juventude e protagonismo. Se a gente voltar na história do Brasil, vamos ver que as maiores manifestações e realizações foram protagonizadas pela juventude. Hoje os jovens, principalmente negros e de bairros populares, estão se apropriando das novas tecnologias da informação e comunicação para narrar suas histórias, lutando contra essa invisibilidade social e rompendo com o silenciamento que foi imposto para os jovens negros. A cada canto do Brasil encontramos grupos de jovens comunicadores, jovens educadores… Encontramos jovens empreendendo suas vidas e fazendo intervenções sociais significativas.

'Desabafo Social': jovem de Salvador (BA) funda projeto para empoderar crianças e jovens 4

Família. Minha família super me apóia. Desde o início meus pais estão comigo nessa aventura que é o Desabafo Social. Completamos 4 anos na garra, sem apoio logístico e financeiro, fazendo vaquinha entre os colaboradores para que pudéssemos realizar nossos projetos. Para nossa felicidade, fechamos parceria com a Defensoria Pública do Estado da Bahia. A Defensoria cedeu uma sala para o Desabafo com móveis e computadores para que a gente realize nossos encontros, principalmente internos. Além disso, disponibilizou o auditório, biblioteca e outros equipamentos. Tudo isso veio no momento certo!

'Desabafo Social': jovem de Salvador (BA) funda projeto para empoderar crianças e jovens 5

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Documentário. Inicialmente o documentário era para contar histórias de jovens comunicadores. Mas no processo as coisas foram mudando e agora será sobre minha história. É uma sensação boa e ao mesmo tempo estranha. Já estamos gravando há um ano e ainda não me acostumei com isso. O documentário vai mostrar a montanha russa da minha vida e os resultados do trabalho que desenvolvo com o Desabafo Social. E, por coincidência ou não, desde que Carolina Moraes-Liu, a cineasta que está fazendo esse documentário, começou a gravar minha história, muitas coisas legais aconteceram com Desabafo Social.

Todas a imagens: Reprodução/Facebook Desabafo Social

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,279,775SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menina se identifica com Maju Coutinho na TV e viraliza: ‘Ela se viu representada’

“Olha o meu cabelo aqui! Aqui é meu cabelo, olha! E o meu vestido é amarelo, amarelo! Yellow, yellow!”, explicou a menina para o papai, que filmou a cena no celular.

Menino autista tem crise em parque e funcionária reage da melhor forma possível

Um garotinho autista de 9 anos sofreu uma crise súbita durante uma visita ao parque de diversões da Universal, em Orlando, nos EUA. Por...

Brasileira de 19 anos coleciona prêmios com pesquisas sobre despoluição dos rios

A estudante goiana Patrícia Honorato, de 19 anos, ganhou destaque nas redes sociais ao criar uma vaquinha para bancar duas importantes viagens em que...

Pizzaria de SP oferece curso de alfabetização gratuita para funcionários

Cerca de 27% da população do Brasil é analfabeta, uma situação vivida por muitos profissionais que trabalham em restaurantes. E foi preocupada com essa...

Filha realiza casamento fictício para dançar com pai com câncer terminal

Na maioria das cerimônias de casamento, o pai da noiva está presente no momento mais importante: a hora de conduzir a filha ao altar. ...

Instagram

'Desabafo Social': jovem de Salvador (BA) funda projeto para empoderar crianças e jovens 6