Desde os 6 anos este garoto ajuda a levar água para povoados na África

Ryan nasceu no Canadá, em maio de 1991.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando pequeno, na escola, com apenas seis anos, sua professora lhes falou sobre como viviam as crianças na África.

Profundamente comovido ao saber que algumas até morrem de sede, sendo que para ele próprio bastava ir a uma torneira e ter água limpa.

Ryan perguntou a professora quanto custaria para levar água para a Africa, e a professora lembrou que havia uma organização chamada “WaterCan”, que poderia fazer poços custando cerca de 70 dólares.

Quando chegou em casa, foi direto a sua mãe Susan e lhe disse que necessitava de 70 dólares para comprar um poço para as crianças africanas. Sua mãe disse que ele deveria conseguir o dinheiro pelo seu esforço, e deu-lhe tarefas em casa com as quais Ryan ganhava alguns dólares por semana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Finalmente reuniu os 70 dólares e foi para a “WaterCan”. Quando atenderam, disseram-lhe que o custo real da perfuração de um poço era de 2.000 dólares.. Susan deixou claro que ela não poderia lhe dar todo esse dinheiro, mas Ryan não se rendeu e prometeu que voltaria com os 2.000.

Passou a realizar tarefas na vizinhança e acumulando dinheiro, o que contagiou seus irmãos, vizinhos e amigos, que puseram-se a ajudar. Até reunir o dinheiro necessário. E em janeiro de 1999 foi perfurado um poço numa vila ao norte de Uganda.

Quando o poço ficou pronto, a escola de Ryan começou a se corresponder com a escola que ficava ao lado do poço. Assim Ryan conheceu Akana: um jovem que lutava para estudar a cada dia. Ryan cativado, pediu aos pais para viajar para conhecer Akana. Em 2000, chegou ao povoado, e foi recebido por centenas de pessoas que formavam um corredor e gritavam seu nome.
– Sabem meu nome? – Ryan surpreso pergunta ao guia.
– Todo mundo que vive 100 quilômetros ao redor sabe. respondeu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje em dia Ryan, com quase 23 anos, tem sua própria fundação, a Ryan’s Well Foundation, e já levou mais de 400 poços para a Africa. Encarrega-se também de proporcionar educação e de ensinar aos nativos a cuidar dos poços e da água.

ryan_in_africa1

Ele inclusive conheceu seu melhor amigo em Uganda, veja foto deles quando crianças e agora:

Ryan-FriendJimmy Akana Hreljac & Ryan Hreljac

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hreljac-Foundation-Londres-Recordo-Burkina_ARAIMA20120729_0034_20

Fonte: Quer Café? Dica da Maryanna Santana

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,864,101SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Eddie Vedder interrompe show para expulsar homem que agredia mulher

Durante uma apresentação em Chicago, nos Estados Unidos, na última segunda-feira (22), o vocalista da banda Pearl Jam, Eddie Vedder, expulsou um homem do...

Cachorrinha da CIA é “demitida “por preferir brincar do que farejar bombas

Se todo mundo tem sua vocação, a cachorrinha Lulu provou que isso também se aplica aos cães. A CIA teve que tomar a decisão...

Crianças ganham material escolar, alimentos e calçados com festa promovida por ONG de Fernanda Gentil

Instituição que oferece educação integral a crianças carentes teve a linda surpresa de ser contemplada pela ONG Caslu, da apresentadora e jornalista Fernanda Gentil.

Policial compra cadeirinhas para mamãe motorista ao invés de multá-la

Ao invés de multar a mãe das crianças, Zimmermann comprou duas cadeirinhas infantis no Walmart e surpreendeu a família mais tarde naquele dia.

Uma maçã por dia pode reduzir risco de Alzheimer, diz estudo

Uma maçã, todos os dias, pode reduzir o risco de você desenvolver a doença de Alzheimer. Foi o que disse a pesquisa feita por...

Instagram