Desejar o bem a outras pessoas pode aliviar ansiedade, diz estudo

Segundo um novo estudo conduzido por pesquisadores da Universidade Estadual de Iowa, nos Estados Unidos, o simples fato de desejar a felicidade e o bem-estar do nosso próximo pode melhorar os sintomas do estresse e da ansiedade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A pesquisa foi publicada no período científico Journal of Happiness Studies (Jornal de Estudos da Felicidade, em tradução livre). O experimento condicionou os participantes a caminharem por 12 minutos ao ar livre e focassem em determinados pensamentos ao encontrar outras pessoas.

Os participantes foram divididos em quatro grupos heterogêneos, cada qual encarregado de refletir diferentes pensamentos enquanto observava outros indivíduos. Eles foram encorajados a produzir pensamentos e sensações genuínas, sem muito planejamento, durante o experimento.

Leia tambémPara incentivar pessoas a tratar ansiedade, psicólogos contam o que fazem para relaxar

O grupo 1 deveria desejar felicidade a quem encontrasse, mentalizando a frase “eu desejo que essa pessoa seja feliz”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O grupo 2 concentrou-se em tentar encontrar ‘conexões’ que eles eventualmente poderia ter com os outros, imaginando que pudessem manter uma ambição ou sentimento em comum, por exemplo.

O grupo 3 deveria focar apenas em si mesmos, egoisticamente.

O grupo 4 serviu como “controle”, devendo levar em conta apenas o aspecto visual das pessoas, como as roupas que vestiam e quais humores emanavam.

Desejar o bem a outras pessoas pode aliviar ansiedade, diz estudo
Fotos: Reprodução / Social Artist

Houveram entrevistas antes e depois do experimento social conduzido pela equipe de pesquisadores, onde eles puderam medir os níveis de estresse e ansiedade das ‘cobaias’.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Não é surpreendente dizer que o grupo dedicado a mentalizar e emanar felicidade se sentiu mais empático, sensível às necessidades do próximo e, sobretudo, feliz.

Em igual medida, o segundo grupo, que deveria tentar se colocar no lugar do outro, demonstrou bons níveis de empatia e conexão.

O grupo 3, ou o ‘grupo dos soberbos’, não teve melhora alguma em nenhuma dessas características, reafirmando pesquisadores anteriores, que demonstraram que o ato de ficar se comparando com outras pessoas pode ser prejudicial à autoestima. Mais: esse tipo de comportamento competitivo já foi relacionado à depressão e ao transtorno de ansiedade.

O resultado final é bastante singelo: desejar o bem das outras pessoas indiretamente também nos faz bem. De quebra, nos tornamos indivíduos naturalmente mais empáticos e pessoalmente satisfeitos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia tambémInstagram oferece ajuda para usuários quando termos “ansiedade” e “depressão” são pesquisados

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Super
Foto destacada: Reprodução / Vez da Voz

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,274,824SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Maurício de Sousa tira foto com namorado do filho: “Meu genro!”

O cartunista Maurício de Sousa, de 83 anos, o criador da "Turma da Mônica", compartilhou em seu perfil oficial do Instagram neste último sábado...

O gato de óculos escuros é mais do que um companheiro! Ele que ajuda seu dono a se manter longe das drogas!

Na semana passada demos a notícia do gato de óculos escuros que apareceu em rede nacional e ficou famoso. Lembra? O que a gente...

Eremita mexicano viaja de cidade em cidade salvando cães doentes e feridos

Edgardo já resgatou sozinho quase 500 cães em situação de rua, doentes, feridos e por vezes, maltratados e abandonados por seus antigos donos.

Empresa oferece mudança gratuita para vítimas de violência doméstica

Infelizmente, mais pessoas reclusas em casa devido ao Covid-19 significa mais casos de violência doméstica. 😞 De acordo com um artigo publicado no renomado jornal...

Aos 90 anos senhor realiza sonho antigo e começa faculdade de Arquitetura em Ribeirão Preto

Não existe limite quando se trata de correr atrás de nossos sonhos. Quem acha que tem uma idade certa para fazer determinada coisa, está...

Instagram

Desejar o bem a outras pessoas pode aliviar ansiedade, diz estudo 1