Desempregada pede ajuda a ex-patrão e ele doa R$ 20 mil para levar comida a 170 famílias

Uma história para deixar o nosso coração quentinho. Uma mulher perdeu o emprego por causa da pandemia de coronavírus. Ela decidiu procurar seu antigo chefe para pedir ajuda e ele não só a ajudou, mas também outras centenas de famílias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A história é uma sequência de atos de solidariedade. Quando Jaqueline Ribeiro teve seu contrato de trabalho suspenso, ela pensou logo em como conseguiria continuar ajudando Verônica, que tem oito filhos e que fazia a janta de Jack.

Jaqueline foi até o seu ex-patrão, o economista Guilherme Benchimol, que é o fundador da XP Investimentos. Ela pediu ajuda para a Verônica e ele simplesmente doou R$ 20 mil para Jaqueline distribuir com o máximo de pessoas.

“A atitude dele, no primeiro momento, me surpreendeu. Eu não esperava nem que ele lesse a mensagem que mandei, mas ele me respondeu muito rápido e em quatro horas, ele resolveu e disponibilizou o recurso“, disse Jaqueline.

Guilherme Benchimol
Guilherme Benchimol é CEO e fundador da XP Investimentos, uma das maiores companhias da América Latina. Foto: Zeca Caldeira

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Jack juntou vizinhos e amigos e comprou dezenas de cestas básicas. Eles saíram distribuindo os alimentos no Complexo do Alemão e no Complexo de Manguinhos (RJ).

Feiras de doação feita por ex-patrão depois que desempregada pediu ajuda e ele contribuiu com toda a comunidade
Doação foi suficiente para ajudar centenas de pessoas. Foto: Jaqueline Ribeiro

Em poucos dias, eles levaram comida para 170 famílias, um verdadeiro mutirão do bem que deu alento para cerca de 500 pessoas no meio da agonia da quarentena.

Pessoa recebendo doação feita por ex-patrão depois que desempregada pediu ajuda e ele contribuiu com toda a comunidade
Doações foram distribuídas para toda a comunidade. Foto: Jaqueline Ribeiro

“São camelôs, são pessoas que trabalham no sinal, são faxineiras domésticas que não têm uma renda fixa”, explicou. Ah, e as cestas também tinham produtos de higiene e limpeza para proteger as pessoas do vírus.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Materiais de limpeza de doação feita por ex-patrão depois que desempregada pediu ajuda e ele contribuiu com toda a comunidade
Materiais de limpeza também foram entregues. Foto: Jaqueline Ribeiro

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Moradores se juntaram e dividiram até as próprias doações

É nessas horas que você percebe como gentileza gera gentileza. Os próprios voluntários que se uniram à Jaqueline são pessoas que têm muitas dificuldades, mas mesmo assim, eles trabalharam no mutirão e até dividiram o que ganharam.

“Foram extremamente solícitas, são pessoas que também têm dificuldades, passam por situações financeiras difíceis, mas todas ficaram engajadas e ajudaram muito“, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mulher abaixada segurando feira que ganhou de ajuda de dono da XP Investimentos
Moradores circularam dezenas de quilômetros para ajudar a todo mundo. Foto: Jaqueline Ribeiro

Uma dessas pessoas é Daiana Gama. Ela tem quatro filhos, trabalha com um carrinho de lanches, e o marido é porteiro. Ela largou tudo para ajudar no mutirão e doou até do que ganhou para esse senhor.

“Dei coisas para ele por fora do que veio na minha cesta, comprei sabão, tirei escova, pasta de dente e dei pra ele”, disse Daiana.

Moradora entregando doação a outro morador
Daiana doou até o que tenha ganhado para outros moradores. Foto: Jaqueline Ribeiro

As irmãs de Daiana, Daiara e Rafaela, também passam por perrengues iguais ou maiores. Daiana é manicure, mãe solteira de três filhos, está mudando de apartamento porque não conseguiu pagar o aluguel.

Rafa tem duas filhas e o marido, que é motorista de transporte por aplicativo, sofreu um acidente e já fez oito cirurgias. Em vez de elas serem somente ajudadas, também contribuíram, fazendo o levantamento das famílias carentes.

Mulheres que ajudaram comunidade com doação de dono da XP Investimentos
Na sequência: Rafaela, Daiara, Daiana e Jaqueline encabeçaram a distribuição de donativos. Foto: Arquivo pessoal

Nossa, impressionante a força de uma comunidade unida!

Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.

Voluntários agora produzem máscaras para distribuir

Depois da distribuição das cestas, Jaqueline e os amigos viram que tinham que fazer mais, e agora eles estão produzindo máscaras de proteção para os moradores do bairro.

Se você quiser ajudar, pode entrar em contato com a Jack, no número (21) 97027-4830.

Demais, não é não? Que exemplo!

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,761,430SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudantes de escolas públicas de Jundiaí (SP) passam a estudar ao ar livre: ‘Sala de aula a céu aberto’

A rede de escolas públicas de Jundiaí, no interior paulista, está transformando o conceito de sala de aula em meio a volta às aulas...

Jovem se forma em fisioterapia para cuidar de amigo tetraplégico no RN

Há cinco anos, a paraibana Samara Elânia da Costa, até então estudante do curso de História da Universidade do Estado do Rio Grande do...

Cachorro adotado por gari ganha uniforme e faz sucesso limpando ruas do RJ

Pretinho, o cachorro do gari Alcenir de Aguiar Oliveira, de 50 anos, ficou famoso em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Tratando um câncer há 13 anos, tatuador doa lanche de hospital a morador de rua e boa ação vira projeto

O farol nunca ficava vermelho, sempre verde, mas aconteceu. Foi então que o tatuador Gustavo Franzoni começou a doar lanches para pessoas em situação...

[VÍDEO] Filha ‘se torna os olhos’ do pai cego para que ele se divirta em montanha-russa

O pai de Jaclyn Neuser's ficou cego enquanto lutava na Guerra do Vietnã. Ela cresceu entendendo sua deficiência, então, se acostumou a ser 'seus...

Instagram