Detentas tocam cooperativa de artesanato e costura em SP

Clique e ouça:

Um grupo de 30 presidiárias toca uma cooperativa de artesanato e costura, na detenção feminina de Tremembé 2, interior de São Paulo. A iniciativa é uma proposta da ONG Humanitas360, após negociações com o Governo e a Justiça do Estado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Trata-se apenas da segunda cooperativa formada por detentas nos presídios do Brasil, que carregam a triste marca de ter a terceira maior população carcerária do mundo.

O projeto foi inspirado na cooperativa de presidiárias de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, no Pará, de acordo com uma reportagem da BBC News Brasil.

“Quando explicamos o projeto, poucas presas quiseram participar. Depois, uma foi contando para a outra e chegamos em 30 pessoas. Hoje, o presídio inteiro quer entrar”, afirmou o vice-presidentes de operações da ONG, Ricardo Anderáos.

Leia também: Detentos produzem 200 mil peças de eletroeletrônica em presídio

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A cooperativa funciona em três salas pequenas numa área separada das celas onde as presidiárias ficam alojadas. Todos os dias, elas deixam as celas para trabalhar e manter a cabeça ocupada – bem longe de confusões que podem agravar sua situação na cadeia.

“Um dos pontos chaves da violência social é a questão carcerária. O encarceramento em massa alimenta facções criminosas, pois em geral você coloca pessoas condenadas por delitos não violentos para serem alistadas por grupos de criminosos”, explica Anderáos.

Graças à cooperativa, as detentas conseguem remissão de pena – um dia de pena para cada três trabalhados – e se comprometem a dividir o lucro dos produtos comercializados.

Há alguns meses as ‘sócias’ da cooperativa participam de oficinas de desenho, costura, artesanato e design. A ideia é formar profissionais com múltiplas habilidades, espírito empreendedor e deixar a criatividade tomar conta da elaboração dos produtos.

Em um futuro próximo, esses itens serão vendidos em lojas fora da prisão. O primeiro cliente da cooperativa será o próprio Governo de São Paulo, que se comprometeu a comprar as primeiras criações da cooperativa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito das fotos: BBC News Brasil/Reprodução

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,074,367FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,447SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Policial compra bolo de aniversário para jovem que chorava por terem esquecido a data

O que você faria se todo mundo que você conhecesse esquecesse de seu aniversário? Esta situação, hipotética para muitos, aconteceu com um garoto tailandês....

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Após 8 anos presos em gaiolas, leões de circo são resgatados e pisam na grama pela primeira vez

Não é de hoje que percebemos uma mudança radical nos cuidados aos animais de circo. O público tem cobrado mais responsabilidade com espaço, alimentação...

Internautas impedem falência de camisaria de idoso e vaquinha arrecada mais de R$50 mil em menos de 24h

Genteee, conseguimos! Batemos a meta da vaquinha pro Seu Pedroso não perder sua pequena camisaria, que ele tem há 75 anos. A história do vovô...

Instagram

Detentas tocam cooperativa de artesanato e costura em SP 13