Após diagnóstico de Parkinson, idoso de 65 anos decide realizar sonho antigo de ser pintor

Há 13 anos, após ser diagnosticado com doença de Parkinson, um veterano do Exército norte-americano e assistente social aposentado de 65 anos decidiu que transformaria o diagnóstico de uma doença em uma oportunidade de realizar um sonho de toda a vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, Norman Greenstein é conhecido no meio artístico como ‘O Pintor de Parkinson’.

Na faculdade de Belas Artes, ele era um desenhista talentoso, mas seu orientador disse que ele “nunca daria certo como artista”.

“Mostrei meu trabalho ao orientador e ele disse: ‘O problema da arte moderna é que você pode cuspir em uma tela e chamar de arte’ – foi isso que ele achou da minha obra de arte, e fiquei muito abalado com isso”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Norman colocou seu sonho de lado e optou por dedicar-se à família: apoiou sua esposa e três filhos com devoção ao longo dos últimos quarenta anos.

Ele chegou a pintar algumas obras ao longo dos anos, sempre de maneira escondida e com medo do que os outros iriam pensar. Sua paixão pela arte e pela expressão artística perduraram por todo esse tempo.

Depois que Norman foi diagnosticado com Parkinson, ele conversou com seu filho sobre finalmente embarcar na carreira de pintor – e esquecer as críticas do passado.

“Meu pai continuou a lutar contra os fardos e lutas de suas aflições para continuar a pintar”, disse Gabe Greenstein, filho do artista ao portal Good News Network.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Inspirados por isso, meu irmão Steven e eu começamos o que se tornaria um projeto envolvendo toda a nossa família, a fim de ajudar a divulgar o trabalho de nosso pai, sua experiência e sua missão de ajudar outras pessoas com Parkinson.”

Uma galeria online foi lançada para apresentar as telas coloridas do norte-americano e nas horas vagas de Gabe ele entrevistou seu pai para um livro de memórias chamado “Cuspir em uma tela: A jornada do pintor de Parkinson” – em referência ao comentário maldoso que o orientador de Norman falou quando ele era jovem.

Em 2018, Norman começou a vender suas primeiras pinturas, com galerias extensas exibindo seu trabalho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, sua equipe tem trabalhado no lançamento da primeira coleção digital de arte do pintor. Cerca 20% de todos os lucros advindos das vendas estão sendo doados a duas fundações de pesquisa de Parkinson.

Confira o vídeo abaixo:

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 8º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: GNN
Fotos: Reprodução / YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,970,136SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

15 heróis do ataque em Las Vegas que restauraram nossa fé na humanidade

Na madrugada do último domingo(2), um homem atirou em um festival de música country em Las Vegas, matando pelo menos 59 e ferindo mais de...

A “saga” desse mineiro que insistiu em sorrir na sua carteira de motorista viraliza na web

O Lipe Borges passou por uma situação inusitada na hora de renovar a carteira de motorista, isso porque não queriam deixá-lo sorrir na foto de sua CNH.

Drones revolucionam restauração da Grande Muralha da China

Uma das regiões mais bonitas e famosas da Grande Muralha da China vai ser restaurada com ajuda de drones da Intel.

Pessoas incríveis fazendo coisas espetaculares #1

Enquanto está bombando na internet vídeos de situações em que as pessoas sofrem algum escorregão ou acidente, encontramos uma compilação de vídeos com pessoas...

Muçulmanos arrecadam mais de U$180 mil para vítimas de ataque em sinagoga

“Nós desejamos responder ao mal com o bem assim como nossa fé nos ensina e enviamos mensagens poderosas de compaixão por meio da ação".

Instagram