Música, jogos e até ginástica: educadores dão dicas para entreter crianças na quarentena

Professores e pedagogos têm utilizado a internet para dar dicas e sugestões de brincadeiras entre pais e filhos durante o período de isolamento social.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ideia é inspirar as famílias em meio à nova rotina, onde os pais precisam conciliar o home office com o cuidado aos filhos em tempo integral.

Para ajudá-los nessa questão, as educadoras Taís e Roberta Bento, mãe e filha, mantêm um canal no YouTube onde auxiliam pais e mães a entreter suas crianças, especialmente aquelas com menos de 9 anos de idade.

educadores dão dicas para entreter crianças na quarentena
Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com Taís, que é especialista em Aprendizagem Baseada no Funcionamento do Cérebro e Aprendizagem Cooperativa pela Universidade de Minnesota, nos EUA, meninos e meninas nessa faixa etária demandam mais criatividade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“As escolas criam vídeos online, aulas online e as crianças com mais de 9 anos conseguem se virar. Ficam ali no computador e vão realizando as aulas. Mas as crianças menores não têm essa autonomia, então o desafio é maior. Não há uma aula completa do berçário, por exemplo, para uma criança de 2 anos ficar assistindo e concentrada”, explica a pedagoga.

“A principal dica é que os pais não deixem a peteca cair. Que sejam os animadores dos filhos quando a energia baixar. É sentar, desenhar, brincar. Criar rotinas e colar na geladeira. E encarar esse desafio. Eu digo assim: que os pais continuem arrasando enquanto insistem em achar que não estão dando conta”, acrescentou Roberta.

Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.

As pedagogas dão cinco dicas para estimular as crianças durante a quarentena:

  1. Revisar conteúdos já passados em sala de aula ao invés de abordar matérias novas. Deixe essa atribuição para o professor(a);
  2. Estimular a escrita das pequenas com certas brincadeiras, como a de escolinha, onde o papai ou a mamãe é o professor e o filho é o aluno. Dessa maneira, elas quase não vão perceber que estão estudando;
  3. Levar o momento de estudo na brincadeira, sem pressioná-los. Foque nas habilidades do seu filho e aproveite o momento para ensiná-los algumas lições básicas, como ter paciência, persistência para aprender e até mostrar a importância da divisão de tarefas domésticas;
  4. Estabeleça uma rotina diária, uma espécie de cronograma com afazeres e atividades do dia. Pregue-o em algum local de fácil visualização, como a porta da geladeira;
  5. Mais concentração, menos procrastinação: crianças com mais de 10 anos já são capazes de seguir certas estratégias de estudo. Você pode criar um cantinho da casa livre de barulhos e distrações para que ele estude com mais concentração e recompensá-lo após esse horário, dando-lhe um tempo para assistir uma série de TV ou jogar seu game favorito.

educadores dão dicas para entreter crianças na quarentena
Foto: Silas Pereira

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Arte em tempos de quarentena

O professor Mateus Borges aposta na música para conseguir a atenção das crianças, inclusive os bebês.

“Produzo conteúdo para diferentes idades. E os retornos das escolas têm sido muito positivos com as músicas. Vale criar uma playlist aí na sua casa. As crianças se lembram da música quando cantávamos ali, juntinhos, e aí acabam criando uma lembrança positiva. Além das músicas temos os conteúdos mais didáticos. E a interatividade tem funcionado bastante. Você acaba respondendo uma mensagem no WhatsApp, interage, ensina, aí vamos caminhando”, detalhou o professor de inglês.

educadores dão dicas para entreter crianças na quarentena
Foto: Arquivo Pessoal

“Com os bebês é mais delicado aquela concentração 100%, mas é impressionante também. Porque eles nos dão retornos surpreendentes. ‘Tio Mateus, vem aqui logo’. Tem de tudo”, contou o professor.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já o professor Luiz Assunção, que ensina ginástica artística para crianças em São José dos Campos (SP), apostou nas artes circenses, onde envia conteúdos inéditos para seus alunos periodicamente. Nos vídeos, ele ensina os pais a criarem um ambiente de circo na sala de estar de casa.

“Tem o circuito com copinhos. Você deixa copos de plástico pela sala de casa. E aí vai driblando esses copos com as crianças como se estivesse numa apresentação. Trabalhando a coordenação motora. Ainda com copos, dá para construir castelos. Vai testando o equilíbrio, como se fosse um equilibrista de circo. Também vale o trabalho com bolinhas, como se fosse um malabarista. Pode começar com duas bolinhas, no modo fácil, e ir dificultando. Ou, por fim, criar uma apresentação de palhaço mesmo para estimular a criatividade das crianças. Rendem boas gargalhadas”, sugeriu o professor.

educadores dão dicas para entreter crianças na quarentena
Foto: Arquivo Pessoal

Aulas online

Com as escolas fechadas, o diretor Fabricius Tremocoldi apostou na internet para manter o contato com a equipe pedagógica e seus alunos.

“Logo no início da crise, abrimos os plantões de dúvidas online de todas as matérias. As tarefas começaram a ser resolvidas com vídeo aula. E a comunicação com as famílias através de aplicativos e e-mails. E com o passar dos dias fomos ampliando essa nossa relação online”, contou.

Para o diretor, a criatividade é essencial para que todos superem esse momento de crise com bom humor e otimismo.

“A crise é a oportunidade de ampliarmos a cultura digital em nosso colégio e na comunidade escolar. Através das ferramentas que já trabalhávamos, aprimorando essas ferramentas, então vamos ter um grande legado quando isso passar. O aluno com a sua família está ainda mais conectado à escola. E o professor também estimulado ao mundo digital. Acredito que essa relação se aproxima em momentos como esse”, comentou.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Fonte: G1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,575,137SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem com Síndrome de Down se forma em Educação Física no RS

Ela é a primeira estudante com síndrome de Down a concluir o curso de Educação Física na PUCRS.

Artista transforma lajes de barracos em incríveis painéis de pintura

O artista Dágson Silva, de 28 anos, queria mudar a imagem que as pessoas se acostumaram a ter de aglomerados como o que existe...

Mulher perde memória de curto prazo e marido a reconquista todos os dias, há 23 anos

Tudo começou em 1994, quando Michelle Philpots perdeu a memória de curto prazo após sofrer dois acidentes de trânsito, o que significa que, muitas...

Mesmo sem dinheiro, idoso constrói cama para cão paraplégico e ganha vaquinha com apoio da Luisa Mell

O que você daria pelo conforto dos seus bichinhos de estimação? Seu Cido, 62 anos, decidiu abrir mão de tudo para que seu cão,...

Instagram