5 dicas para enfrentar situações dolorosas no trabalho voluntário

Ser voluntário é dedicar tempo e talento em prol de causas sociais e de interesse comunitário. Muitas pessoas que se engajam nesse tipo de trabalho compartilham de um sentimento de inquietude ou inconformismo com algum tipo de situação. As possibilidades de atuação são quase infinitas. Há voluntários na educação, saúde, esporte, assistência social, entre tantas outras áreas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por vezes, a vontade de contribuir para uma transformação social verdadeiramente significativa faz com que os voluntários busquem atuar junto aos públicos mais vulneráveis ou em situações mais emergenciais. Alguns exemplos seriam aqueles grupos de voluntários que atuam em catástrofes socioambientais, junto a hospitais ou pessoas em situação de rua.

Saber que o seu trabalho ajuda a amenizar a dor, o sofrimento, a negligência e o abandono daqueles que mais necessitam aumenta o sentimento de propósito, retribuição à sociedade e a satisfação que sempre acompanha a atuação voluntária.

Mesmo contando com o poder transformador do voluntariado e tudo de positivo que envolve essa prática, voluntários não estão imunes a passarem por situações dolorosas. Ao ajudar aqueles que mais necessitam, conhecemos histórias de vida difíceis e convivemos com a desigualdade social e perdas.

Se por um lado dificilmente conseguimos simplesmente evitar de passar por situações dolorosas no trabalho voluntário, podemos seguir algumas dicas para enfrentar esse tipo de situação, quando as mesmas acontecem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

1. Conheça o público beneficiado 

Conheça o perfil, entenda as necessidades e acima de tudo, tenha empatia com o público que será beneficiado pelo seu trabalho voluntário.

2. Buscar capacitação 

É altamente recomendável que as pessoas se preparem para realizar trabalho voluntário. Especialmente nos tipos de trabalho onde encontramos maior probabilidade de ter de lidar com situações dolorosas. Há casos nos quais a capacitação é mandatória. Uma boa capacitação prepara os voluntários para os principais tipos de situações às quais os mesmos serão expostos.

3. Manter o devido distanciamento 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É importante que um voluntário entenda o contexto do trabalho que realiza e saiba evitar um envolvimento excessivo com o público beneficiado. Isso não significa que as pessoas devem tem um comportamento frio e distante, muito pelo contrário. As pessoas devem saber até que ponto devem se envolver e devem entender que passar por situações dolorosas pode fazer parte do trabalho.

4. Atuar em conjunto 

Quando as pessoas atuam em grupos de voluntários forma-se uma rede de apoio mútuo e compartilhamento que potencializa os momentos prazerosos e dá sustentação nos momentos mais difíceis.

5. Focar na missão 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mesmo passando por uma situação dolorosa, não se esqueça que sua atuação é muito importante para a causa que você escolheu apoiar.

Se você está pensando se deveria ou não ser voluntário, saiba que você está fazendo a coisa certa. Essa é uma decisão importante e que mexe com as expectativas de muitas pessoas. Agora, se você pensava em ser voluntário e se desanimou com a possibilidade de passar por uma situação dolorosa, saiba que os benefícios do voluntariado superam em muito, muito mesmo, qualquer dificuldade em realizá-lo. Além disso, há muitas possibilidades de atuar em atividades voluntárias, basta você encontrar aquela que é mais confortável para você.

Marcelo Nonohay é diretor da MGN Consultoria, empresa especializada na gestação de projetos para transformação social, e membro titular do Conselho Nacional do Voluntariado (Programa Viva Voluntário) do Governo Federal.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

5 dicas enfrentar situações dolorosas trabalho voluntáriocrédito da foto de capa: Reprodução/Pixabay

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,096,298FãsCurtir
2,698,520SeguidoresSeguir
22,639SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Coruja gravemente ferida e resgatada explode de alegria ao ver seu salvador

Gigi é uma coruja linda hoje, mas quando chegou na Wild at Heart Rescue, em Mississippi, estava muito mal, com um trauma feio na cabeça. Os...

Mulher de 30 anos luta para adotar idosa de 67: ‘Ela ganhou um lar e eu, mais uma filha’

A copeira Gláucia Andressa, 27 anos, conheceu Cotinha, 67, no hospital onde trabalhava, mantido pela Beneficência Portuguesa de Araraquara. Ela foi acolhida pela instituição...

Cachorro protege outro cão amigo que havia sido atropelado

Acabei de ver esse vídeo e achei incrível a capacidade que os cães tem para proteger e demonstrar afeto pela sua própria espécie. Alguém...

Motorista desempregado distribui currículo no semáforo e recebe 40 propostas de trabalho

O motorista Flávio Leonardo, 34 anos, se inspirou nos ambulantes que vendem produtos no semáforo, em Brasília, para entregar o seu currículo. Rapidamente, o motorista...

Já imaginou pagar a conta de água com trabalho voluntário?

Mais uma ideia genial para importarmos aqui para o Brasil! Na Itália, consumidores com a conta de água em atraso vão poder quitar a dívida por meio...

Instagram

5 dicas para enfrentar situações dolorosas no trabalho voluntário 2