Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou”

Esse relato lindo foi compartilhado pela internauta Sabrina Viana, de Sorocaba (SP).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além de comprar todos os bolos de pote de Sabrina, que ganha a vida trabalhando como vendedora ambulante, a empresária deu de presente à ela bolos que havia comprado para seus funcionários.

Confira abaixo:

Eu e minha mãe trabalhamos com a venda de bolos gelados dentro do nosso condomínio, porém ultimamente as vendas estão extremamente fracas aqui por causa da crise e por causa da concorrência rs.

Hoje como de costume ela fez, eu divulguei, embalei e vendi alguns. Meu namorado estava em casa comigo e vivíamos conversando sobre vender brigadeiro nas ruas, vender doces em semáforo, mas nunca tivemos coragem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eu senti que os bolos não seriam vendidos e teriam que acabar sendo descartados ou consumidos por nós e ficaríamos sem lucro algum, então tomei a iniciativa de pegar uma bolsa térmica que tinha aqui em casa e colocar os bolos e sair oferecendo fora do condomínio (moro em uma avenida bem movimentada). Minha mãe não botou fé, mas meu namorado deu apoio.

Ficamos pelo menos uma meia hora de um lado da calçada apenas ensaiando como seria a abordagem no sinal, contando os segundos e vendo o movimento. Mudamos de lado (fomos para o lado da ciclovia, lado do motorista para ficar mais fácil a abordagem).

Criamos coragem e eu oferecia e ele apresentava os bolos, bem rapidinho.

Ouvimos vários ‘não’, muitos nos abençoaram até que uma moça em um carro branco se interessou em comprar, pegou a bolsa no banco de trás e quando ia pegar a carteira o sinal abriu e ela disse “poxa vida, qualquer dia eu passo aqui de novo” e foi embora.

Uns segundos antes vimos um casal também desconhecido vendendo bala em um sinal próximo de lá, eles deram alguns joias pra gente também kkk (guardem esse dois personagens)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O sinal que estávamos ficava fechando muito rápido, quase não dava tempo da abordagem então resolvemos mudar de semáforo. Quando estávamos indo para outro ouvi alguém gritando “oww, owww, oh casal, e moça do bolo, tem um moça parada aqui na farmácia querendo comprar de vocês”. A gente achou super estranho, quem compraria da gente sendo que ouvimos vários nãos?

Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou”

Então fomos ver quem era já que queríamos vender kkkk ela estava dentro da farmácia comprando algumas coisas e quando saiu deu algo ao moço. Ela saiu e disse “eu disse que voltaria kkk” e perguntou logo de cara quem éramos. A moça disse que achou nós dois muito fofos abordando e vendendo juntos. E perguntou o motivo pelo qual eu estava vendendo.

Expliquei o fator da falta de vendas, a situação dentro da minha casa, que eu ficava extremamente triste em ver minha mãe preparar as coisas com todo amor do mundo e acabar não vendendo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aí ela já começou a falar sobre os propósitos maravilhosos de Deus, que quando ela estava indo embora pra casa ela sentiu um “opa, acho que você deveria voltar lá” e voltou. Perguntou se a gente estudava, nossa idade, se trabalhamos…

Contei a ela que em julho começarei um curso de confeitaria e ela com um sorriso meio irônico disse “e eu tenho uma confeitaria, acredita?”. Eu já estava me debulhando em lágrimas fiquei sem acreditar que aquele momento era real. Ela perguntou quantos bolos eu tinha e no total eu tinha 13, ela quis comprar 10 (cada bolo é R$ 5) tudo ficaria R$50.

Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou”

Ela me deu os R$50 eu os guardei no bolso e dei os bolos a ela, então ela disse “me vê os 13, quero todos!”.

Fiquei mais feliz ainda, eu iria voltar sem nenhum bolo embora!! Como ela já tinha me dado R$ 50 faltavam somente R$ 15, mas como ela já tinha comprado os 10, eu ia deixar por R$ 50 mesmo para voltar embora para casa.

Então quando acabo de dar o restante dos bolos para a moça, ela me dá mais duas notas de R$ 50 e eu já comecei a dizer que só faltava R$15, já que ela já havia me dado R$ 50.

Ela insistiu muito (eu recusei todas as vezes)… Depois de tanto insistir ela disse “uma vez quando eu precisei, alguém me ajudou e hoje eu senti que deveria ajudar vocês”. Após ela dizer essas palavras, eu senti uma paz dentro de mim inexplicável! Então aceitei.

Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou”

Ficamos conversando, ela nos contou que várias e várias vezes os próprios funcionários confundiram ela com a faxineira pela sua simplicidade no andar, vestir e falar. Contou que por causa das dificuldades que passou na infância teve que abandonar os estudos na 5° série.

Mas lutou e batalhou muito para chegar onde chegou, claro com a ajuda de Deus, e disse que quando eu tiver a opção e a condição de ajudar alguém, que eu faça sem pensar duas vezes.

Estávamos nos despedindo e ela guardando os bolos no banco de trás do carro. Então a moça diz: “vou dar um presente pra vocês também”. Eu e meu namorado NÃO FAZÍAMOS IDEIA do que fosse.

Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou”

Então ela diz: “comprei para os meus funcionários, mas nao tem problema”. Então ela coloca em minhas mãos uma caixa da marca Sodiê e dá pro meu namorado um caseirinho da Sodiê também.

Eu lá chorando que nem um neném não tinha palavras para agradecer por tanta bondade, meu coração pulsava alegria e gratidão. Agradeci ela demaaaaisssss demaisss mesmo! Ela anotou meu número e nos abençoou. Quando estava indo embora, ela completou: “isso foi apenas uma troca, eu te dei meus bolos e você me deu os seus”.

Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou”

Isso parece mentira, mas ocorreu comigo dia 23 de junho de 2022 em Sorocaba (SP). Sempre acreditei fielmente nos planos de Deus para minha vida, fosse na adversidade ou na alegria, sempre confiei demais e bem hoje, logo hoje que saí da minha casa determinada a vender todos os meus bolos o Senhor me colocou um anjo na hora e no local certo, que coisa de louco não?

Mas eu creio demais no Deus de milagres, no Deus do impossível! Que todos um dia possamos ser tão abençoados e prósperos que possamos ajudar aqueles que nem conhecemos, ajudar aqueles que precisam!

Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM





Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou” 3

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,985,520SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto reúne palestrantes de todo o mundo e foca em como o design pode criar soluções para um futuro sustentável

Ano passado, mostramos aqui o projeto What Design Can, que reuniu projetos inovadores, práticos, acessíveis e facilmente compreendidos para serem executados em menos de 10...

Torcedores de times rivais do Flamengo fazem homenagens aos garotos mortos no incêndio

Rivalidade apenas nas quatro linhas. Fora, torcedores de times rivais do Flamengo homenageiam garotos e desejam paz para seus familiares.

Empresa brasileira de coco recebe selo Rainforest de agricultura sustentável

Com 35 anos de tradição no setor de alimentos e bebidas derivados do coco, a Ducoco é a primeira empresa brasileira do agronegócio a...

Caixa de supermercado paga conta de cliente que esqueceu a carteira e ganha US$ 11 mil em doações

A gentileza é contagiante e a história da Rita Jackson Burns vem para nos mostrar isso, mais uma vez. Rita é caixa de um supermercado...

Alisa não, mãe! Fotógrafa cria projeto que valoriza os cachos das crianças

Segundo a fotógrafa Carolina Castro apenas quatro de 10 meninas de cabelo crespo e cacheado acham seu cabelo bonito e que as meninas são sete...

Instagram

Dona de confeitaria compra todos os bolos de vendedora ambulante: “Quando precisei, alguém me ajudou” 4