Dona de casa de 63 anos doa sangue há 25 e já ajudou a salvar 832 vidas no RJ: ‘Sensação maravilhosa’

Dona Valéria é uma pacata dona de casa de 63 anos que já ajudou a salvar 832 pessoas em todo o Brasil através da doação de sangue e plaquetas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A idosa mora em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro (RJ), doa sangue há 25 anos ininterruptos. Mais: ela é a doadora mais antiga do Hemorio e já fez 208 coletas desde 1996.

maior doadora de sangue do rio de janeiro

“As únicas vezes que não pude doar foi há uns dois anos, quando o Hemorio estava sofrendo com falta de equipamentos, e no começo da pandemia da Covid, quando tudo fechou”, diz ela, orgulhosa.

Valéria sempre quis ser doadora de sangue, mas durante boa parte da vida ela não tinha peso mínimo exigido (50kg), meta atingida aos 38 anos, quando fez a primeira doação. De lá pra cá, não parou mais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

maior doadora de sangue do rio de janeiro

É muito bom doar porque você faz um bem. Além de fazer um bem para outras pessoas, porque você sai leve, vai tranquila pra casa“, afirmou.

As coletas de sangue são feitas de 4 em 4 meses, que é o tempo mínimo exigido para mulheres doadores. Já as coletas de plaqueta, uma vez ao mês.

maior doadora de sangue do rio de janeiro

“Há um tempo atrás, uma amiga que morava em Belo Horizonte teve leucemia e precisou de doação de plaquetas. Aí descobri que, para doar as plaquetas, você pode doar todo mês. Já o sangue precisa de mais tempo”, diz ela, explicando ainda que uma bolsa de sangue ajuda até quatro pessoas, e a de plaquetas, até oito.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em outras palavras, as 208 visitas da idosa ajudaram, segundo os registros do Hemorio, ajudou 832 pessoas, entre receptores de sangue e de plaquetas.

maior doadora de sangue do rio de janeiro

“Digo que é uma sensação muito boa! Eu me sinto muito bem quando sei que meu sangue, uma coisa que tenho de graça, pode ajudar alguém. Além disso, doar é uma coisa que não dói, não engorda, não faz mal. Só faz o bem. É sensacional”, completou a carioca. “Vou doar até não poder mais”.

E se você também quer seguir o exemplo da Dona Valéria, todas as informações pra ser um doador de sangue, você confere no site do HemoRio, clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Globoplay
Fotos: Reprodução / TV Globo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,850,818SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pessoas estão transformando TVs vintage em incríveis casinhas de gato e nós estamos apaixonados

A verdade é que, antes de termos animais em casa, julgamos os exageros de quem têm, mas depois que eles entram em nossas vidas,...

Cachorro vítima de maus-tratos e com grave infecção no rosto é acolhido por família de MG

O cachorro Billy passou metade da vida sobrevivendo em um lar negligente, cujo tutor lhe agredia com frequência, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, até...

Nigerianos usam estrutura à base de garrafa pet que é 20 vezes mais resistente que tijolos nas suas casas

Vida na África tem muitos desafios: da doença à pobreza e guerra. O continente também tem uma reputação de dificuldades extremas que são solucionáveis​​,...

Leia tudo que puder, pague quando quiser e se puder

Qual o valor da cultura? Do aprendizado? Um belo exemplo de coletividade e colaboração. Com dinheiro ou não, o objetivo é ler e se educar.   Tradução: "Durante...

Cartilha em Braille sobre câncer de mama orienta mulheres deficientes visuais na Paraíba

Um trabalho desenvolvido em Campina Grande, na Paraíba, tem orientado mulheres deficientes visuais sobre o câncer de mama com uma cartilha em Braille. O projeto foi desenvolvido...

Instagram