Dono de livraria doa material escolar para menino que não pediu dinheiro, mas sim caderno para estudar

O protagonista desta história é Mauricio Casado, um homem de 48 anos de Mendoza, no oeste da Argentina, que fez questão de dar uma sacola com material escolar para uma criança que entrou em sua livraria dizendo que queria estudar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“O menino entrou e perguntou se tínhamos algum material escolar para dar, pois ele não tinha dinheiro para comprá-los e queria continuar estudando. Perguntei o que ele precisava e tudo o que ele pediu foram cadernos e lápis de cor.”

“Nós adicionamos um lápis, uma caneta, uma borracha, um apontador, uma régua, um estojo e algumas outras coisas. Coloquei tudo em uma sacola e dei para ele. Ele ficou muito feliz, agradeceu antes de sair e foi embora”, contou Mauricio.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Enquanto tudo isso acontecia, um cliente estava na livraria e ficou maravilhado com o que viu. Assim que parabenizou Mauricio, o homem decidiu compartilhar a história em seu Facebook. No relato, ele escreveu:

“Fatos que transcendem. Por acaso, presenciei nesta manhã um acontecimento que nos incentiva a continuar caminhando pelo lado da bondade. O dono da Livraria Dino deixou uma criança que não pedia nem dinheiro e nem comida entrar em seu estabelecimento.”

“O menino entrou simplesmente para pedir materiais para poder estudar (palavras do menino que não tinha mais que 8 anos). O dono caminhou até as estantes dos produtos, encheu um saco com material escolar e perguntou ‘O que mais você precisa?'”

“Precisei expressar minha admiração e recomendo esse lugar onde mais eventos como esse com certeza irão acontecer, mas, dessa vez, tive a sorte de presenciar. Eu tiro o meu chapéu para vocês da Livraria Dino.”

A publicação do homem viralizou, alcançando mais de 11 mil curtidas, mais de 55 mil compartilhamentos e milhares de comentários que festejavam e parabenizavam a nobre ação de Mauricio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

comerciante doa material escolar para menino
Funcionários da Livraria Dino reunidos para foto – Foto: Nation

Nos comentários, muitos reconheceram a Livraria Dino e até mencionaram que o pai de Mauricio, Dino Casado, 74, é muito amado e respeitado pelos vizinhos, além de sempre ter ajudado crianças da mesma forma que seu filho fez naquele momento.

“Desde que isso aconteceu, muitas pessoas passaram a nos mandar mensagens. Uma senhora disse que quando ela perdeu o emprego, meu pai deu materiais para sua filha. Eu mostrei para meu pai e ele chorou lendo a mensagem”, conta Mauricio.

Além disso, Mauricio contou que quando era criança, sempre via seu pai dar sacos de material escolar para as crianças. “Todo mundo reconhece meu pai na rua e isso me deixa muito feliz e orgulhoso.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tal pai, tal filho, né, gente? 💜

Fonte: Nation

Quer ver mais uma história incrível? Dá um play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,758,975SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menina cria manual para tia cuidar de seu cãozinho nas férias

Prestes a entrar de férias, uma menininha criou um "manual de cuidados" para a tia, que tomará conta de seu cachorro enquanto ela está...

Reino Unido cria 1º teste de gravidez acessível para mulheres cegas

Um designer britânico independente criou o primeiro teste de gravidez acessível para mulheres cegas, que pode ser produzido e distribuído em larga escala nos...

Projeto brasileiro busca ‘pais por uma hora’ para crianças sem perspectiva de volta pra casa

O projeto tem como objetivo garantir o direito de convivência familiar e comunitária a crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional, promovendo a criação de vínculos afetivos com pessoas de fora da instituição.

Empresa constrói parque eólico para movimentar fábricas sem a emissão de C02 nos EUA

A P&G (Procter & Gamble) anunciou nessa segunda-feira, 19/10, que as fábricas nos Estados Unidos onde são produzidos seus produtos para cuidados com o...

Advogados oferecem apoio jurídico a estudantes, professores e pais ocupantes das escolas de São Paulo

Nas últimas semanas, a página no Facebook "Não fechem minha escola” tem divulgado informações, fotos e vídeos sobre as ocupações de estudantes, professores e...

Instagram