Dono de restaurante dá exemplo e convida garis humilhados pelo vizinho para almoço grátis

Tudo começou no último dia 18, quando durante o horário do almoço, os garis Jackson Gabriel Dias Ribeiro, Cláudia Gomes Batista e Maria Fátima Dias foram impedidos de sentar para almoçar no Restaurante Brasil, em Brasília. Sobre o pretexto de não constranger os outros clientes, o caso ganhou notoriedade e após a humilhação, eles foram convidados para um almoço grátis no Faz Bem Casa Vegana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Localizado na Quadra 311 Sul, os proprietários do restaurante natural se sensibilizaram com a história, que chocou o Brasil inteiro. “Eu soube ontem do caso e pensei, a gente tem que fazer uma ação mais concreta pra demonstrar solidariedade. Falei com os meus sócios e eles toparam”, disse Thiago Dutra Vilela, um dos fundadores do restaurante, em entrevista ao Só Notícia Boa.

restaurante vegano faz bem
Foto: arquivo pessoal

Ao tomar conhecimento da história, Thiago entrou em contato com o trio e está aguardando a resposta. “Fazemos questão que seja por conta da casa dessa vez e e eles sempre serão muito bem recebidos nas próximas visitas”, explicou.

Os garis trabalham na SLU – Serviço de Limpeza Urbana e foram impedidos de sentar à mesa depois de comprar suas quentinhas. Segundo a dona do estabelecimento – Vânia Costa, tudo não passou de um mal-entendido. Isto porque, segundo ela, havia a promoção do dia, por R$ 10, com retirada no balcão para que as pessoas levem a marmita para viagem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu comprei três marmitas e um refrigerante. Perguntei: ‘Posso sentar aqui’? A mulher informou que não, pois, se outros clientes que fossem comprar vissem a gente sentado não iriam querer sentar lá, algo assim que ela quis falar”, contou Maria Fátima Dias.

De acordo com ela, sua atitude foi apenas para evitar aglomeração em seu restaurante. No entanto, a fiscal do SLU Maria Fátima Dias, afirma que a empresária foi bem enfática quando disse que eles estavam proibidos de pegar uma mesa, para não constranger os outros clientes.

gari trabalhando
Foto: Hugo Barreto / Metrópoles

Entretanto, se algumas pessoas optam pelo caminho da discriminação, Thiago Dutra Vilela, do restaurante Faz Bem Casa Vegana, considera inaceitável esta situação. Por isto, para dar o exemplo, convidou os trabalhadores para almoçar em seu restaurante, na quadra vizinha do incidente.

Segundo ele, ele já viu acontecer inúmeras vezes este tipo de preconceito, também com os entregadores de aplicativo. “É um problema que eu vejo também acontecendo com entregadores de aplicativo. Às vezes o trabalhador presta um serviço para o restaurante e não deixam nem ele usar o banheiro”, denunciou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

equipe do restaurante faz bem
A equipe do restaurante faz bem. Foto: arquivo pessoal

Em conversa com seu sócio, ele destacou a importância de mostrar que, ao contrário de outros lugares, lá todos os profissionais são muito bem recebidos. “Até pela proximidade do local [onde os trabalhadores não puderam sentar] e o tipo de trabalho que os garis efetuam, acredito que eles possam estar sempre pela região e queremos mostrar que há locais ali onde eles serão muito bem recebidos”, afirmou.

 

Fonte: Metrópoles

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Restaurante emprega refugiados e pessoas de baixa renda junto a ONGs

Você já viu alguma vez um café ou restaurante com uma proposta tão diferente do comum? Talvez você já tenha aproveitado as comidinhas por...

Casal cuida de 40 órfãos deficientes há 26 anos

Quando um jovem casal da aldeia Zhuangxi na província de Shanxi da China encontrou um bebê abandonado em 1989 , eles decidiram levar a...

Mãe tira fotos inspiradoras de sua bela filha de uma só mão

Esta adorável mãe, Holly Spring, começou a fotografar depois que sua filha lutou no início de sua vida contra a doença de Hirschsprung. Ela...

Moradores da Bahia sem acesso à eletricidade ganham lampiões movidos a energia solar

Por The Greenest Post Atenção a contradição: apesar de manter a maior número de usinas de energia eólica em seu território, o Nordeste ainda tem a maior concentração de...

Após desapontar os pais, filho anuncia formatura com surpresa

“Por vocês comecei, por vocês terminei... Obrigado mãe e pai!”

Instagram