Projeto de professor pernambucano ensina alunos por meio de popular jogo de estratégia


Game apoia aprendizagem de conteúdos em projeto desenvolvido por professor no interior de Pernambuco
PUBLICIDADE ANUNCIE

O projeto desenvolvido pelo professor André César Gomes envolveu toda a escola no interior do estado de Pernambuco.

Na cidade de Gravatá, a 80 km do Recife, as aulas da disciplina Gestão de Projetos Estruturados em Redes mudaram a rotina da Escola Técnica Estadual Professor José Luiz de Mendonça no segundo semestre de 2018. As aulas expositivas cederam espaço para as batalhas em videogame do projeto Starcraftcamente Planejado desenvolvido pelo professor André César Gomes.

Starcraft II é um jogo comercial de estratégia em tempo real no estilo multiplayer. Criado pela empresa americana Blizzard Entertainment, foi lançado em 2010 e se tornou free to play (gratuito) no Brasil em 2017, o que possibilitou o surgimento de diversas comunidades online de jogadores. Um desses jogadores é o professor André César Gomes, mais conhecido nesse universo pelo nickname SnakesPE.

Esses jogadores se reúnem periodicamente para jogar grandes torneios online em equipe. No jogo de ficção científica existem três raças distintas de personagens, cujos exércitos formam unidades. O objetivo é construir exércitos e os grupos competem pela conquista do campo de batalha. Há um comandante que observa tudo e é o responsável por pensar estrategicamente e direcionar os ataques para que as conquistas se concretizem. O maior desafio é formular uma estratégia vencedora.

Observando essa dinâmica André César fez um link entre o jogo que gostava tanto e sua disciplina, Gestão de Projetos Estruturados em Redes, em que os alunos são estimulados a desenvolver o pensamento estratégico para o desenvolvimento e a gestão de projetos.

A história do projeto

Com uma ideia na cabeça e muita disposição para transformar sua prática docente o professor ingressou nas turmas do ProfLab, projeto de inovação que apresenta aos educadores formas de desenvolver experiências mais criativas de aprendizagem. Entre as formações do projeto existem programas focados justamente nas contribuições dos jogos para a educação. Era o cenário perfeito para desenvolver e tirar a ideia do papel. Foi o que aconteceu.

Projeto de professor pernambucano ensina alunos por meio de popular jogo de estratégia

Durante os encontros do programa ProfLab Level UP!, uma imersão de 30h sobre jogos e educação, André César desenvolveu o projeto Starcraftcamente Planejado. A iniciativa conquistou a turma de professores e recebeu contribuições que potencializaram as ideias iniciais do professor.

Leia tambémJogo ‘Sobrevivência na Amazônia’ traz aventura, mitologia e educação ambiental

“Eu tinha o interesse de melhorar minhas aulas com o uso de games ou gamificação em sala de aula. Quando apareceu a oportunidade, quis fazer parte. A gente leva uma preparação do uso de um jogo comercial em sala de aula. As dificuldades que a gente tem em implementar isso — de como pensar, de como abordar — com essa gamificação que a gente fez aqui, com esse curso, a gente conseguiu tirar essas dúvidas. Apareceram outras, mas a gente conseguiu o esboço de um projeto para usar um jogo não educativo, um jogo comercial, que está até agora funcionando”, comentou André ao final da formação que o certificou como Educador Game Designer com direito a troféu.

O objetivo do projeto do professor André César era fazer com que os alunos aprendessem os conteúdos sobre gestão de projetos usando o game. Com o plano pronto, André começou sua jornada “vai lá e faz” comunicando sua ideia à direção da escola. Ao apresentar o protótipo desenhado durante sua formação, conseguiu total apoio da diretora Maria José da Silva Medeiros que deu carta branca para a aplicação do projeto com os alunos das turmas de 3º ano da Escola Técnica de Gravatá no curso técnico em Rede de Computadores.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Projeto de professor pernambucano ensina alunos por meio de popular jogo de estratégia

Jogador de Starcraft, o professor já sabia o que era necessário para fazer o campeonato acontecer. Com apoio da direção e a ajuda dos próprios alunos, instalou o jogo nas máquinas do laboratório de informática e preparou toda uma estrutura de transmissão das partidas no auditório da escola. Cada problema que surgia era resolvido com a participação ativa dos alunos que davam sugestões e já começavam a trabalhar o pensamento estratégico a partir daí. Não satisfeito, o professor ainda convidou seus amigos jogadores profissionais para narrar as partidas dos alunos. Foi assim que o projeto mobilizou todos os alunos e quase toda a escola quando lotou o auditório nos dias de transmissão dos combates.

“A princípio alguns alunos que não conheciam o jogo mantiveram uma certa distância, inclusive as meninas. Preparei alguns vídeos de treinamento e em pouco tempo as duas turmas inteiras se envolveram. 70 alunos, 35 em cada turma, todos jogaram. As meninas se tornaram as revelações do campeonato e já querem criar uma competição só delas”, afirma André César.

Na disciplina de Gestão de Projetos Estruturados em Redes o professor apresenta conceitos relacionados a gestão de projetos com ênfase em PMBOK, um conjunto de práticas do mercado para a gestão de projetos. Os alunos partem de situações em que precisam descrever tarefas, habilidades, tempo de execução, custos e outras questões específicas de cada projeto. “O Starcraft é justamente isso! É você ver que tem unidades, entender que tem um tempo para cada unidade e cada construção ser criada. A gente precisa ter esse controle”, complementa o professor.

Projeto de professor pernambucano ensina alunos por meio de popular jogo de estratégia

Ao conectar o game com a disciplina o professor não só desenvolveu uma experiência de aprendizagem criativa como aliviou a carga de stress dos seus alunos. “A disciplina que eu ministrava aos alunos às vezes ficava um pouco entediante por ser uma coisa sempre voltada pra redes. Por serem alunos do 3º ano que estão com vestibular às portas, há sempre muito stress, muita pressão, muita cobrança. Então fiquei feliz por conseguir ver essa luz de que eu posso trazer um jogo que vai divertir e que eles vão aprender os conceitos que eu preciso”.

Os alunos do professor André César usaram o game para entender as 10 áreas de conhecimento do PMBOK, do planejamento dos combates, passando pelo custo de cada exército e o quanto eles iriam levar de tempo para montá-los.

A primeira atividade consistia em produzir uma EAP (Estrutura Analítica de Projeto) com o passo a passo da estratégia desenvolvida para o combate no jogo. Essa estrutura foi chamada de Ordem de Construção. Os grupos que executassem nas partidas a ordem mais parecida com o que tinham planejado na atividade ganhavam a pontuação maior. Foi assim que o professor transformou também o processo de avaliação da disciplina. “Quem ganhasse o combate tinha uma pontuação maior e quem conseguisse juntar as duas coisas ganhava a vitória suprema que a gente diz que é o combate total”, conclui André César.

Assista ao vídeo produzido pelo ProfLab que foi até Gravatá acompanhar a aula final da disciplina:

Para saber mais sobre o projeto do professor, acesse aqui o link do Starcraftcamente Planejado.

Leia também“Gameterapia” ajuda paciente a se recuperar de lesões cerebrais por meio de jogos

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar