Livraria itinerante sobe o morro para estimular leitura entre crianças e jovens no RJ


PUBLICIDADE ANUNCIE

Os moradores do Morro do Zinco, uma comunidade do Complexo de São Carlos, no Rio de Janeiro, se acostumaram a ver Guilherme Vinícius Roberto, 30 anos, a subir o morro nos finais de semana com uma livraria ambulante para as crianças e jovens da comunidade.

Levo a literatura para as crianças do morro, para que nutram o gosto pela leitura desde cedo. Quero consolidar um espaço na comunidade voltado para a cultura, para a arte e para a esperança”.

Ele a sua equipe, formada por quatro jovens de 16 a 18 anos, sobem o morro com um triciclo customizado, que carrega um armário abarrotado de livros. A “livraria” é aberta sempre numa rua escolhida por Guilherme. Em instantes, a criançada aparece para pegar um livro e embarcar na leitura.

“Contamos histórias e emprestamos livros. Se demoramos para voltar para uma rua, somos cobrados pelas crianças. Isso é muito gratificante para nós”, afirma Roberto.

A inspiração de Guilherme para criar o projeto veio da dona Juraci Nascimento, famosa no Morro do Zinco. Essa senhora de 80 anos deixava as portas da sua casa abertas, onde realizava festas temáticas, como as de Natal, para cerca de 150 crianças no quintal do sobrado.

“Ela tinha uma lista de todas as crianças do Morro, com as suas medidas de roupa e de calçado. Com a ajuda de entidades parceiras da comunidade, distribuía um kit para a criançada toda no final do ano. Frequentei muito essas festas quando era menino. Dona Juraci me inspirou e me ajudou muito a ser o que sou”, conta Roberto, que deu o nome da dona Juraci, falecida há um ano, à sua livraria ambulante: Livreteria Popular Juraci Nascimento.

11403250_1004563376240858_5290353561537719599_n

11692805_1004563236240872_4807680548416994048_n

PUBLICIDADE ANUNCIE

11694910_1004563286240867_689917431248168746_n

11700827_1004563182907544_5519402456336039444_n

11707713_1004562966240899_5878442958276165218_n

20009_1004563032907559_7277775182168477798_n

Fotos: Reprodução/Facebook

via [El País]

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar