Ela resolveu parar e conversar com esse morador de rua. E olha no que deu

Você já parou pra pensar que as pessoas em situação de rua tem uma história pra contar? E que essa história tem que ser recebida sem julgamentos, apenas escutada. Afinal, todos cometemos erros, e então porque não damos uma segunda chance para essas pessoas?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Bruna Castro publicou recentemente em sua timeline do Facebook uma história que nos ensina a escutar mais os outros, e que qualquer pessoa pode se redimir e querer uma vida digna.

Tudo começou quando Douglas, pediu desculpas a ela por estar fumando perto, e ela disse que tudo, pois também fumava e já engatou uma conversa. Ele então perguntou se parecia morador de rua, no que ela disse que não, e ele respondeu: “Mas eu sou. Mas eu tomo banho todos os dias, mesmo no frio.”

No desenrolar da conversa ele fala que quer muito trabalhar, mas que não lhe dão chance por ter antecedentes criminais. “Mas tudo bem, prefiro isso aqui ó (respirou fundo e fechou os olhos), respirar esse ar, pisar nesse chão, do que ser rico à custa dos outros.” Leia o relato completo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Bruna atualizou com mais um trecho da conversa:

Leia também: Morador de rua consegue emprego graças à ajuda de desconhecidos em Vitória

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,234,546SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Nubank muda data de fatura de enfermeira que estava de plantão

A enfermeira Mary Vasconcelos, de Campina Grande (PB), estava de plantão no dia do vencimento da fatura do seu cartão Nubank, impossibilitada de efetuar o pagamento.

Médicos fazem o primeiro transplante de coração morto da história

Descrito como o maior avanço no transplante de coração da década, a cirurgia bem sucedida tem profundas implicações na redução da escassez de órgãos...

Plataforma de empregos conecta refugiados a empresas dispostas a contratá-los

Os imigrantes que estão fugindo de guerras e perseguições nos seus países de origem acreditam que terão oportunidades de trabalho em seu novo país....

Casa feita de papelão é mais barata e pode durar até cem anos

Você deve estar com uma pulga atrás da orelha e pensando: como, se papelão não é resistente? Pois, um design inovador transformou essa fragilidade...

Candidatas do Miss Peru quebram protocolo e falam sobre a violência contra mulheres

O que é a medida do busto, cintura ou quadril perto de estatísticas aterrorizantes de feminicídio?

Instagram