Com quase 50 anos e em busca de qualidade de vida, ele largou a vida de empresário e virou agricultor

0
264

Cansado do estresse da cidade grande e depois de sua esposa ser assaltada em um sinal de trânsito, o empresário Marinaldo Pegoraro, 62 anos, pegou a família e se mudou de mala e cuia de Curitiba para a Serra da Mantiqueira. No depoimento a seguir, ele conta como recomeçou a vida e se transformou num agricultor de orgânicos que aprende muito com a natureza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A vida na cidade tem fortes componentes de estresse, o que desperta na gente muitas neuroses. Já pensávamos em nos mudar para o interior para levar uma vida mais tranquila, o que ganhou força depois de minha esposa, Cilmara, ser assaltada quando parou no sinal vermelho, em Curitiba, onde morávamos.

Em 2009, fizemos uma viagem de férias para o sul de Minas Gerais. Passamos alguns dias em contato com a natureza, ouvindo os passarinhos e respirando ar puro. Ali, percebemos que a nossa vida na cidade não tinha mais sentido. O campo era o lugar ideal para ver nossas filhas crescerem sem preocupação com a violência e com mais qualidade de vida.

Em apenas quinze dias, vendi nossa casa e minha parte na empresa da qual era sócio e nos mudamos para a Serra da Mantiqueira, em Delfim Moreira, na divisa de São Paulo com Minas.

Aprendi a entender e respeitar os ciclos da natureza

Eu estava com 49 anos e pronto para recomeçar a minha vida no sítio Serra Dourada. O terreno era um pasto. Cuidamos da terra para nos juntar aos produtores de oliveiras da região para a produção de azeite orgânico.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas, até esse projeto se tornar viável, precisamos diversificar o negócio. Iniciamos uma plantação de frutas, hortaliças e legumes orgânicos e comercializamos cestas para a região
do Vale do Paraíba.

O trabalho no cultivo de alimentos melhorou diretamente a nossa alimentação: comemos o que plantamos e também itens da produção orgânica de nossos vizinhos, sem nenhum agrotóxico. Aprendemos a entender e respeitar os ciclos da natureza. O seu tempo é também o da vida.”

Texto: Karina Sérgio Gomes
Foto: Renato Olivas

Conteúdo publicado originalmente na TODOS #45, em setembro de 2022.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.