Em sua exposição, Marina reencontra um grande amor depois de 23 anos

0
6679

Nos anos 70, Marina Abramovic viveu uma intensa história de amor com Ulay. Durante 5 anos viveram num furgão realizando todo tipo de performances. Quando sentiram que a relação já não valia aos dois, decidiram percorrer a Grande Muralha da China; cada um começou a caminhar de um lado, para se encontrarem no meio, dar um último grande abraço um no outro, e nunca mais se ver.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

23 anos depois, em 2010, quando Marina já era uma artista consagrada, o MoMa de Nova Iorque dedicou uma retrospectiva a sua obra. Nessa retrospectiva, Marina compartilhava um minuto de silêncio com cada estranho que sentasse a sua frente. Ulay chegou sem que ela soubesse e… Foi assim:


(Traduzido por Rodrigo Robleño)

Em sua exposição, Marina reencontra um grande amor depois de 23 anos 1Em sua exposição, Marina reencontra um grande amor depois de 23 anos 2Em sua exposição, Marina reencontra um grande amor depois de 23 anos 3Em sua exposição, Marina reencontra um grande amor depois de 23 anos 4Em sua exposição, Marina reencontra um grande amor depois de 23 anos 5Em sua exposição, Marina reencontra um grande amor depois de 23 anos 6

Fico tentando imaginar o que passou na cabeça dos dois nesse eterno 1 minuto de silêncio que eles ficaram se olhando.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

[UP-DATE]

Encontrei esse vídeo onde eles fazem uma performance enquanto estavam juntos, em 1978:

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.