Alunos da UFRJ criam embalagem que indica se a comida está estragada

Uma embalagem que muda de cor e mostra se o alimento está próprio para o consumo? É isso mesmo! O Plasticor foi desenvolvido por uma startup formada por seis alunos e ex-alunos de diferentes cursos da Universidade Federal do Rio de Janeiro. A coloração, esverdeada ou rosada, indica se a comida está estragada ou não.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Plasticor começou a ser desenvolvido há um ano e foi premiado durante o Hackaton, evento de empreendedorismo realizado por alunos da UFRJ e pelo Sebrae, no campus Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

“Fomos premiados como melhor projeto de sustentabilidade na área de alimentos e ganhamos a consultoria do Sebrae. A ideia é internacionalizar o projeto do bioplástico, que é biodegradável e inteligente”, explica Lorena Ballerini, 26 anos, aluna do último período do curso de Nanotecnologia.

“Além do dado estatístico, que é a data de validade, o consumidor vai poder verificar a embalagem do produto”, completa o estudante do 5º período de Biofísica, João Vitor Lira, 20 anos.

embalagem muda cor alimento estragado
Lorena e João com o plástico que mostra o estado do alimento. Foto: Guilherme Pinto/Agência O Globo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Plasticor poderá funcionar de duas maneiras: embalando produtos para venda ou em fitas para o cliente poder conferir se ele ainda pode ser consumido. Antes, é necessário formalizar a startup e receber a certificação do Ministério da Cultura e da Vigilância Sanitária, o que pode levar até dois anos.

Entre os apoiadores, a startup tem o Sindicato de Alimentos da Baixada Fluminense. “Os empresários procuraram o sindicato porque os produtos estavam se deteriorando nas prateleiras. O sindicato está se comprometendo a encaminhar a demanda de vários setores. A expectativa é muito grande”, destaca o presidente do Simapan, Henrique Seita.

embalagem muda cor alimento estragado
Dependendo do Ph do alimento estragado, o plástico fica verde ou rosa. Foto: Reprodução

O sindicato ajuda no contato com equipe de pesquisa e produção com padarias da região. Segundo Henrique, o Plasticor poderá reduzir o desperdício de alimentos em até 80%.

“Essa indicação por meio da cor, inclusive, vai evitar que se perca produtos por causa da validade. O empresário vai conseguir observar o real estado do produto com mais facilidade e, se for o caso, pode fazer uma promoção, por exemplo, para acelerar a venda e evitar que o alimento tenha que ser descartado”, conclui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Exta

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,452,816SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Como apoiar uma mulher que luta contra o câncer de mama

O que fazer caso o diagnóstico dê positivo? A agência de publicidade F/Nazca Saatchi & Saatchi se uniu à Fundação Laço Rosa para ajudar a responder essa pergunta.

Geladeira Solidária alimenta pessoas em situação de rua em Porto Velho (RO)

O projeto Geladeira Solidária oferta comida de graça para moradores de rua de Porto Velho, em Rondônia. Nas prateleiras são oferecidas frutas, iogurtes, queijos...

Casal de idosos aventureiro vende a casa e bate a meta de conhecer os 194 países do mundo junto

Quem disse que viajar e conhecer novas culturas é coisa de gente jovem? O casal de holandeses Christina e Willem Beekenkamp, juntos há 60...

Goiás agora também tem geladeira solidária

Já mostramos aqui outros países que aderiram à geladeira comunitária e agora é a vez de enaltecer nosso Brasil, mais exatamente Goiás. A ideia é...

Instagram