Emissora pública de TV na Noruega tem programa de notícias para crianças

Com a velocidade da informação cada vez mais ágil, pessoas de todas as faixas etárias são expostas a um turbilhão de coisas, que por vezes não possuem nenhum tipo de filtro. Eis que uma emissora pública de TV na Noruega resolve criar um programa de notícias para crianças, estabelecendo uma linguagem mais clara e próxima do público de 8 a 12 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Narramos esse conteúdo para você. Que tal OUVIR ao invés de ler? Clique no play acima! =)

A NRK investe no “Supernytt”, que em português se traduz como “Supernotícias”, um noticiário que deixa de lado a imagem formal de um âncora para televisionar uma versão de vlog, algo mais familiar para os expectadores, acostumados com a linguagem de plataformas como o Youtube. O programa é exibido na grade do canal NRK Super, que tem programação infanto juvenil.

Quem comanda as edições são os apresentadores Dang Trinh, Benedicte Bendiksen e Tone Rekdal Sperre, três jovens de etnias distintas, o que é bastante positivo para a representatividade. Eles explicam às crianças o que está acontecendo no mundo, mostrando matérias especiais que propõem reflexões e debates. Eles também falam sobre música, livros e contam com a participação do público mirim, que envia vídeos e mensagens através das redes sociais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A equipe de 12 pessoas faz a cobertura de toda a Noruega, além de informar o que acontece em outras partes do mundo, não só pela televisão, mas também por plataformas digitais, como Instagram e Snapchat. Segundo o diretor da emissora, Frank Sivertsen, o objetivo é reduzir o medo, a insegurança, em pessoas que ainda estão em formação e aprendendo a cada dia sobre diversos temas.

No ano passado, os assuntos mais comentados foram a candidatura de Donald Trump, atual presidente do EUA, e os killer clowns, uma onda de palhaços assustadores que começou como brincadeira e acabou tomando uma parte do mundo. Assuntos mais delicados, como abuso sexual e alcoolismo também são falados e já implicaram até mesmo em denúncias. Depois de ver uma história no Supernytt, duas crianças reportaram abusos às suas professoras.

Espalhar a informação e aproximar a futura geração dos fatos diários, tanto bons quanto ruins, ajuda na assimilação dos fatos, a criar e inspirar soluções, a aceitar as diferenças e a saber lidar com as mudanças. Ampliar a visão de mundo dos pequenos é uma das chaves para, quem sabe, torná-los pessoas melhores no futuro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: reprodução/Supernytt

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,261,441SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Conheça 5 projetos inovadores que podem mudar a vida de refugiados

A crise migratória que se espalha ao redor do mundo já partiu inúmeros corações. Mas em meio ao caos, muitas luzes se acendem em...

Mulher, negra e da roça, ela abriu empresa de guincho e hoje fatura R$ 9 milhões por ano

Não faz muito tempo, o Sebrae apontou um dado preocupante: apenas 34% dos negócios brasileiros são de mulheres. As razões para isso são muitas...

Jovem entra em primeiro lugar em Direito na UFBA e diz que quer representar a escola pública

Sabemos que entrar em uma universidade pública no Brasil é uma tarefa muito difícil, mas se o ensino público no Brasil tem fama de...

Policial tira selfies com seu cão e mostra para o animal aprovar – ou não 😂

Uma mulher compartilhou nas redes sociais uma série de fotos de um policial tirando selfies com seu cão K-9. Ao que parece, eles estavam...

Professora transforma carteiras em caminhões para amenizar o impacto do distanciamento na volta às aulas presenciais

As aulas presenciais estão retornando em muitos países. Com isso, professores estão buscando diversas alternativas para driblar o medo e outros impactos negativos causados...

Instagram