Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque “chorava demais”

0
915

Olha só que exemplo de atendimento humanizado, feito com excelência! ❤️

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No mês passado, a médica Luisa Velho, de Canoas (RS), se dispôs a atender uma criança com suspeita de doença cardíaca, apesar de ter prometido a si mesma que não faria mais exames em pacientes pequenos.

“[Tomei essa decisão] porque geralmente quem atende adulto não atende criança, porém na minha formação aprendi a fazer”, explicou Luisa, que é médica cardiologista especialista em ecocardiografia.

A ecocardiografia ou ecocardiograma bidimensional com doppler é um exame de ultrassom no qual as imagens do coração, captadas por um transdutor colocado sobre o tórax do paciente, são transmitidas para um monitor.

“Uma amiga que trabalha na clínica chegou pra mim e disse que o afilhado dela estava com suspeita de doença cardíaca, mas que tinha ido numa clínica fazer ecocardiograma e a médica disse que não realizaria o exame”, disse Luisa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais"

O motivo para a recusa chamou a atenção da médica: alegou-se que a criança não parava de chorar quando era colocada na maca.

Sensibilizada com a falta de empatia no atendimento, ela decidiu agir.

“A vida dá voltas, hoje [3 de dezembro] a gente fez o nenê dormir e no colo da mãe eu fiz o exame do Erick”, contou Luisa em um post compartilhado no Instagram.

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais"

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na ultrassonografia, a profissional excluiu qualquer causas cardíacas para as crises de cianose (má oxigenação do sangue que causa rouxidão em partes do corpo) do menino.

“Tem coisas que a gente nasce pra fazer… E só descobre fazendo”, disse a médica, agradecida.

Graças ao atendimento empático e proativo dela, o pequeno Erick não será submetido a possíveis cirurgias ou procedimentos adversos relacionados ao seu coração.

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais"

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Obrigada Flavio por ter sido o melhor professor que além de me ensinar a fazer exame pediátrico me ensinou como fazer o exame, e com calma, paciência e empatia a gente consegue transformar o ‘não dá pra fazer’ em ‘foi feito com muito amor'”, completou Luisa.

Ao final da publicação viral, ela enfatizou que realizou o atendimento sem jaleco para não assustar o Erick. 🥰

Confira o post na íntegra:

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais" 2

Fotos: Reprodução / Instagram: @luisavelho

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.