Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque “chorava demais”

Olha só que exemplo de atendimento humanizado, feito com excelência! ❤️

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No mês passado, a médica Luisa Velho, de Canoas (RS), se dispôs a atender uma criança com suspeita de doença cardíaca, apesar de ter prometido a si mesma que não faria mais exames em pacientes pequenos.

“[Tomei essa decisão] porque geralmente quem atende adulto não atende criança, porém na minha formação aprendi a fazer”, explicou Luisa, que é médica cardiologista especialista em ecocardiografia.

A ecocardiografia ou ecocardiograma bidimensional com doppler é um exame de ultrassom no qual as imagens do coração, captadas por um transdutor colocado sobre o tórax do paciente, são transmitidas para um monitor.

“Uma amiga que trabalha na clínica chegou pra mim e disse que o afilhado dela estava com suspeita de doença cardíaca, mas que tinha ido numa clínica fazer ecocardiograma e a médica disse que não realizaria o exame”, disse Luisa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais"

O motivo para a recusa chamou a atenção da médica: alegou-se que a criança não parava de chorar quando era colocada na maca.

Sensibilizada com a falta de empatia no atendimento, ela decidiu agir.

“A vida dá voltas, hoje [3 de dezembro] a gente fez o nenê dormir e no colo da mãe eu fiz o exame do Erick”, contou Luisa em um post compartilhado no Instagram.

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais"

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na ultrassonografia, a profissional excluiu qualquer causas cardíacas para as crises de cianose (má oxigenação do sangue que causa rouxidão em partes do corpo) do menino.

“Tem coisas que a gente nasce pra fazer… E só descobre fazendo”, disse a médica, agradecida.

Graças ao atendimento empático e proativo dela, o pequeno Erick não será submetido a possíveis cirurgias ou procedimentos adversos relacionados ao seu coração.

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais"

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Obrigada Flavio por ter sido o melhor professor que além de me ensinar a fazer exame pediátrico me ensinou como fazer o exame, e com calma, paciência e empatia a gente consegue transformar o ‘não dá pra fazer’ em ‘foi feito com muito amor'”, completou Luisa.

Ao final da publicação viral, ela enfatizou que realizou o atendimento sem jaleco para não assustar o Erick. 🥰

Confira o post na íntegra:

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais" 2

Fotos: Reprodução / Instagram: @luisavelho

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,811,797SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Dove e Getty Images fazem parceria para montar biblioteca online de fotos com mulheres reais

A Dove, juntamente com seus parceiros, Getty Images e Girlgaze, anunciou o projeto #ShowUs; sua maior e mais ambiciosa iniciativa até o momento. Com...

Após receber uma ‘câmara de ar remendada’ no lugar do presente, menino recebe apoio de internautas

“A reação dele foi apenas chorar e dizer que não tinha sido aquilo que ele pediu. Partiu o meu coração”, contou a mãe

Após ‘dia de beleza’, dona de salão oferece emprego à moradora de rua trans

“Quando vi ela comendo o lixo, peguei na sua mão e a convidei para jantar”. Esse foi o relato da proprietária de um salão...

Instituição que oferece ensino integral gratuito busca a sua colaboração em campanha de financiamento coletivo

A educação é uma das principais ferramentas de desenvolvimento do ser humano. Com ela, é possível atrair oportunidades e construir a consciência social de...

Tratamento pioneiro contra o câncer de mama é capaz de matar o tumor em 11 dias

Embora os resultados sejam surpreendentes, pesquisadores afirmam que mais estudos serão necessários.

Instagram

Com amor e empatia, médica atende criança rejeitada por outro profissional porque "chorava demais" 4