Em SP, empresa acaba com cargos de chefia e ganha em produtividade

Já não é de hoje que muitas empresas estão inovando e criando coisas diferentes, que antes até seriam consideradas fúteis, mas elas têm relação direta com o rendimento e a qualidade de vida de seus funcionários. Um grande exemplo de como as mudanças podem e são positivas é a empresa Verte, localizada na Vila Olímpia. Até pouco tempo atrás, essa era mais uma empresa comum, com CEO, diretor e etc…

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desde 2016 a empresa adotou um sistema de gestão compartilhada, onde existem três núcleos: o orientativo (onde estão os profissionais mais graduados), o executivo (equivalente ao nível de analista num sistema tradicional) e o de apoio (onde estão assistentes e auxiliares).

Resumidamente, nesta empresa não existem chefes, já que a ideia é que cada um possui a sua importância e assim a empresa acaba funcionando de forma mais orgânica e circular. Se antes a empresa tinha aquela estrutura tradicional, com várias mesas e salas apertadas, hoje o escritório é todo aberto, com mesas conjuntas e sem lugar marcado. Cada um pode trabalhar de onde quiser.

Quando a liberdade é maior, o rendimento também é. A dona da empresa e responsável pelo projeto é Sandra Rossi e ela afirma que desde que houve a mudança, os projetos passaram a ser avaliados em 100% pelos clientes e todas as decisões são tomadas em conjunto.

No começo os funcionários se assustaram um pouco com a mudança, mas isso é normal, pois todo mundo tem medo do desconhecido. Mas Leandro Gandra, que está na empresa há mais de 10 anos e tinha um cargo de diretoria antes da mudança, afirma que agora a empresa é muito mais preocupada com a gestão das pessoas que trabalham lá e que isso é extremamente importante para a felicidade dos funcionários e o bom funcionamento das coisas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As férias por exemplo, são os próprios funcionários que decidem entre eles quem vai tirar férias quando e assim, todo mundo fica feliz. O que fez a empresa adotar esse novo modelo? Quando eles viram que os funcionários estavam desmotivados e infelizes.

Felizmente, o mundo está cada vez mais propenso a adotar um sistema diferente de trabalho, consumo e vida em conjunto, mais democrático e que seja bom para todo mundo. Quem não gostaria de trabalhar em uma empresa assim?

Com informações de Exame

Fotos: Rafael Rupsel/Verte/Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,855,215SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Companheira de todas as horas, cachorra se recusa a sair de perto da dona com câncer

Casados há quase seis anos, Gustavo e Vivian adotaram a cachorra Nina pouco antes do noivado. Quando passaram a morar juntos, o casal naturalmente levou...

Fotógrafo registra crianças com seus brinquedos ao redor do mundo

Quem lembra dos filmes Toy Story? Então, essa premissa do filme, de mostrar a infância pela perspectiva dos brinquedos das crianças foi levada para...

Voluntários entregam cobertores e quentinhas a moradores de rua em Salvador

É no mês de junho que começa o inverno, estação marcada pelas fortes chuvas e tempo frio. A baixa temperatura é um clima convidativo...

Depois de tirar 2ª via de RG, desempregado descobre verbas do FGTS e que tem o direito a aposentadoria

O pedreiro "Genaro", como é mais conhecido em Campinas (SP), tirou a segunda vida de seu RG, e com isso foi até uma agência...

Eddie Vedder interrompe show para expulsar homem que agredia mulher

Durante uma apresentação em Chicago, nos Estados Unidos, na última segunda-feira (22), o vocalista da banda Pearl Jam, Eddie Vedder, expulsou um homem do...

Instagram