Após apelo de mãe, empresa promete enviar para menino autista biscoitos que saíram de linha

Essa é mais uma ação daquelas fofinhas de empresas que entendem a particularidade de crianças com autismo que consomem algum dos seus produtos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Marco Antônio, de 9 anos, tem autismo severo e é apaixonado pelo biscoito de nata da Marilan. Especialmente porque ele tem formato de coração no centro, que ele parte cuidadosamente ao meio antes de comer.

Ele tem todo um ritual, como é comum para a criança autista. Ele pega o biscoito, olha bem, faz uma inspeção visual, cheira, aí quebra bem no meio do coração. Se quebrar torto ou se tiver um trincadinho, ele não come”, disse a mãe, a enfermeira Loreta Toffano, de Dourados (MS).

Mas aí, a Marilan decidiu modificar o formato do biscoito e simplesmente partiu o coração do Marco. “Mesmo assim eu comprei para tentar. Ele pegou o biscoito no formato novo, olhou, cheirou e deixou de lado”, relatou Loreta.

Apelo da mãe para conseguir os biscoitos

Nossa! Loreta ficou desesperada porque Marco tem seletividade alimentar e o biscoitinho faz parte do produtos que ele consome sem problemas. Aí a mamãe começou uma verdadeira campanha nas redes sociais e deu muito certo. Vejam o print no post do Razões:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

View this post on Instagram

Empatia e amor ❤

A post shared by Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) on

O garoto chegou a chorar querendo o biscoito no formato anterior. “Marco come só esse biscoito desde os dois anos de idade. Parece besteira para muitas pessoas, mas só quem convive sabe o quão complexo é trabalhar essas questões”, falou a mãe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Primeiro, Loreta explicou a situação através do SAC, mas o Serviço de Atendimento ao Consumidor não resolveu a situação. Então ela publicou no Instagram e o pedido especial da mãe ganhou a adesão de um monte de internautas que saíram marcando a Marilan na postagem.

A marca de biscoitos entendeu o apelo e entrou em contato informando que vai garantir o fornecimento do biscoito no formato de coraçãozinho até o final do ano e que ainda vai mandar outros modelos e sabores.

Tweet da Marilan sobre o biscoito do menino autista
Fonte: Instagram

Marco foi diagnosticado com autismo com 1 ano e 11 meses. De lá pra cá, a mãe vem fazendo o que pode para dar o melhor tratamento ao menino. Hoje ele está num estágio moderado, evoluiu bastante, consegue se comunicar e fala outros idiomas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Marco faz todas terapias que meu dinheiro e empréstimos podem pagar, para poder ser independente”, contou.

Só de biscoitos ela gasta cerca de R$ 150,00 por mês. Um terço dos biscoitos que ela compra, ele não come porque quebra errado e como ele tem TOC, acaba não comendo. O fornecimento da Marilan vai ajudar bastante a família.

Garoto autista sentado em sofá comendo biscoito de coração

“Estou muito feliz com tanta ajuda de tantas pessoas de vários lugares do Brasil, recebida nessa empreitada. Muito obrigada a todos. Muito feliz por essa comoção. O biscoito é a companhia dele”, finalizou a mãe contente.

O que é o autismo?

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma condição de saúde que abrange vários níveis e pode se manifestar de diversas formas, de leve, moderado a severo. Por isso é que é um espectro, porque pode variar bastante.

Mas dentre as principais características estão a dificuldade de comunicação e socialização, e o comportamento diferente do habitual, que pode levar a pessoa a ter estereotipias ou simplesmente não agir como as demais pessoas em determinadas situações.

A causa do autismo ainda é muito abrangente, por isso, os estudiosos não costumam cravar os diagnósticos, mas acreditam que o autismo esteja bastante correlacionado à genética.

Os primeiros sinais podem ser observados ainda na infância. Apesar de toda a diversidade de comportamentos, geralmente as pessoas com autismo têm dificuldade para falar, olhar nos olhos, interagir, têm rotinas bem estabelecidas, querem exatamente os mesmos alimentos sempre, podem fazer exercícios repetitivos e muitos outros aspectos.

O tratamento é contínuo e pode ajudar a pessoa a desenvolver mais habilidades, condicionar o comportamento, estabelecer mais interação com as demais pessoas e, principalmente, compreender as abstrações, já que geralmente só conseguem lidar com as coisas concretas.

Jovem realiza o sonho da irmã gêmea ao doar todos seus órgãos e agora precisa de apoio com dívida em hospital

Parabéns aos envolvidos! Ficamos muito contentes quando a população e também as marcas se solidarizam, se dispondo a melhorar a vida das pessoas ❤️

Pacotes de biscoito em carrinho de supermercado
Loreta comprou todos os pacotes que encontrou da marca antes do biscoito sair de linha. Foto: Reprodução Instagram/@loretatoffano

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,634,668SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pai posta foto de seu filho com namorado, chamando-o de “noro” e vira sucesso na internet

Recentemente, o jovem Abhner Benevides teve uma das maiores surpresas da sua vida, quando seu pai, Aldo Benevides postou uma foto do filho, com...

Casal trans dá à luz um filho em Porto Alegre

“Eu gerei o Gregório, mas sou o pai. A mãe é a Helena. Vamos explicar isso para ele quando crescer”. É dessa maneira, bastante...

Monja Coen dá importante lição sobre amor e autoestima

Muito se fala sobre autoestima, mas pouco paramos para pensar nela. Afinal, o que faz uma pessoa ter uma boa autoestima e o que...

Empresa brasileira transforma seu lixo reciclável em bicicletas ecológicas sensacionais

A escolha do transporte público e ciclovias tem sido algo cada vez mais comum nos dias atuais. E olha que conta legal: pedalar não só...

Professor do Irã raspa o cabelo em ato solidário para seu aluno e se torna herói nacional

Quando Ali Mohammadian, professor de 45 anos, percebeu que os alunos da escola de ensino fundamental, Sheikh Shaltoot, estavam fazendo bullying em Mahan Rahimi...

Instagram