Empresa em NY cria plástico feito a partir de cogumelos

18
8273

Isso mesmo que você leu: cogumelos. A empresa Ecovative Design é a pioneira no processo de fabricação de um material plástico que usa como base o fungo, que atualmente é amplamente conhecido apenas na área alimentícia (champignon).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com a Fast Company, a dedicação da empresa para encontrar “alternativas de baixo custo para isolamento de plástico e embalagens” os levou a descobrir a magia do micélio, uma rede de células de fungos filiformes que tornam possível vincular subprodutos agrícolas juntos. O resultado? Usando cogumelos para substituir plásticos desperdiçáveis e isopor usado para proteger produtos durante o transporte.

its-a-small-world-mushrooms-jennie-marie-schell

No blog deles, eles contam um pouco mais da técnica utilizada:

“Ecovative usa micélio (“raízes” de cogumelo) para se unirem a subprodutos agrícolas como espigas de milho em um material que pode substituir a espuma plástica. Esse “mix” de cogumelos e subprodutos agrícolas cresce em formas de madeira ao longo de alguns dias, formando uma vedação hermética. Seca durante no próximo mês e deixam como uma parede hermética que é extremamente forte”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O CEO da empresa, Eben Bayer, falou com bastante clareza sobre o processo de produção e o quanto de desperdício podemos evitar com esse novo material durante o TEDGlobal2010, assista:

A empresa tem uma equipe de pesquisadores e engenheiros que trabalham na técnica que tem menor impacto ambiental, pois o material 100% reciclável, além de muito mais barato, pois é produto com resíduos orgânicos.

1682117-slide-6806709787-88a54a0643-o 1682117-slide-6806727591-548639024b-b 1682117-slide-6806728235-0ab95034fe-b 1682117-slide-6806733883-f50a834d50-b 1682117-slide-8244127123-93bcdfff68-b 1682117-slide-8244127917-ff869893ac-b 1682117-slide-8245193478-75f3a328a9-b

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

18 COMMENTS

  1. Adorei o artigo e a ideia!
    Gostaria de fazer apenas uma colocação para fins informativos:

    “fabricação de um material plástico feito com a planta que é largamente mais conhecida como alucinógeno.”

    Cogumelos não são plantas, pertencem a um Reino diferente chamado Reino Fungi, e somente parte das espécies desse reino são alucinógenos.

    • Na verdade se considerar algumas definições de planta que estão nos dicionários verá que não precisa necessariamente ser um vegetal.

      Exemplo: “2 Denominação genérica dos seres vivos e orgânicos, mas privados de sensibilidade e de movimento voluntário.” Dicionário Michaelis (se notar bem um fungo se encaixa nessa descrição)…

  2. Totalmente de acordo com a Ana. Cogumelo não é planta e eles são mais conhecidos na área alimentícia (champignon).

  3. Isso mesmo pessoal! E micélio não é parte da raiz dos cogumelos, e sim as próprias células do fungo.

  4. “Planta, mais conhecida como alucinógeno”. Ai minha cabeça! Planta!? Hmmm… Incrível o tipo de gente que se diz “geek” hoje em dia!

    Coleguinha, cogumelos são fungos, que pertencem ao reino fungi. De forma alguma é uma planta, e esse é um conhecimento muito básico. Segundo, cogumelos não são “mais conhecidos como alucinógenos”, mas sim como alimentos. São amplamente consumidos nas mais diversas partes do mundo, e o uso como alucinógeno não corresponde a percentual significativo no cultivo mundial dos mais diversos tipos de cogumelos.

    • Calma Bordô, não precise ser ofensivo. Farei as alterações pois várias pessoas já comentaram. O fato de que eu me considero geek é porque eu gosto de ler, estudar e de coisas do universo da tecnologia, e cometer um erro (mesmo que básico) não tira meu mérito em me considerar como tal. Abraços

      • Vicente, você poderia copiar e colar onde exatamente eu fui ofensivo? Você se considera geek porquê está na moda e te coloca como descolado. Esses “movimentos” culturais de afirmação da individualidade intelectual deixaram de existir no momento em que indivíduos passaram a se assumir como parte dessa “coletividade pela afirmação da individualidade”, o que, por motivos óbvios, é a subversão da coisa por aqueles que não a entenderam, mas que, ao invés de querer ser, querem pertencer. Enfim, carência. Em outras palavras, antes de ser modinha, nem os verdadeiros geeks, nerds, hippies ou hipsters se assumiam como tais, menos ainda quem acha que fungo é planta.

    • educação vai passa longe.. se acha inteligentão so pq sabe a respeito de Fungos e ja acha que pode ser ignorante kkkkk dou risada kkk

      • SE dizer que fungo não é planta e shitake não é LSD é “saber sobre fungos”, então eu sou inteligentão. No mais, pare de fingir dar risada na internet após fazer um post revoltado. Não cola, ainda mais se eu sou inteligentão.

Comments are closed.