Empresa oferece a mães colaboradoras sala de amamentação

A empresa de cuidados pessoais Kimberly-Clark lançou em janeiro deste ano uma nova política para as colaboradoras que são mães de bebês de até 12 meses. A iniciativa permite que elas consigam amamentar seus filhos até quando precisam viajar a trabalho, podendo levar um acompanhante, com todas as despesas pagas pela companhia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A intenção é apoiá-las neste momento de retorno ao trabalho após o período de licença-maternidade e ainda garantir que o vínculo da amamentação seja mantido.

Confira a seguir a conversa que o Razões teve com a empresa e conheça quais os outros benefícios que as mães colaboradoras da Kimberly-Clark possuem.

K-C Cuida Materna

Segundo a diretora de RH da Kimberly-Clark, Alessandra Morrison, a nova política para mães colaboradoras surgiu do comprometimento da empresa com suas mães consumidoras.

“Ao levar esta mensagem para nossas mães consumidoras, nos perguntamos em o que poderíamos fazer para as nossas mães colaboradoras para garantir esta proximidade e este vínculo com seus bebês e assim surgiu a ideia desta nova política, ao garantir coerência entre nosso discurso e nossas práticas”, explica a diretora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela ressalta que a empresa cuida de seus colaboradores “da mesma maneira que zela por sua relação com clientes e consumidores e a comunidade onde está inserida”. Além de incentivar as mulheres no mercado de trabalho por também se preocupar com a “equidade de gênero”.

Esta igualdade se refere ao compromisso da gestão global da empresa que integra suas metas de negócio. “Hoje, 42% das pessoas que fazem parte dos cargos de diretoria são mulheres. Atualmente, 39% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres”, ressalta Alessandra.

Diretora de RH da Kimberly-Clark, Alessandra Morrison. Foto: Divulgação

Programa de Acompanhamento Materno

Como um dos principais benefícios da companhia e lançado em outubro deste ano, o Programa de Acompanhamento Materno para colaboradoras gestantes e dependentes é um projeto que disponibiliza uma enfermeira dedicada exclusivamente à gestante, com o objetivo de prestar apoio do começo ao fim da gestação e também em seu período de retorno ao trabalho.

Além das mães colaboradoras, os casais homoafetivos e as esposas dos pais da Kimberly-Clark também têm direito a este serviço, que inclui tirar dúvidas sobre a gestação e ainda contar com um suporte emocional nesta fase.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todo o acompanhamento é realizado via telefone em atendimentos mensais, agendados conforme dia e horário em que a mãe tem disponibilidade.

Sala de Amamentação

A empresa também oferece outros benefícios às mães. É o caso da Sala de Amamentação, inaugurada em fevereiro de 2016, em seu escritório de São Paulo. A iniciativa foi criada para atender o Projeto Mulher Trabalhadora que Amamenta, criado pelo Ministério da Saúde, que também foi o responsável em certificar o espaço.

Neste local, a principal atividade é manter o vínculo da amamentação, oferecendo às colaboradoras um ambiente adequado para que consigam conciliar a volta ao trabalho com a amamentação de seus bebês. “Criamos a sala, pois acreditamos na importância da conexão da mãe com seu filho durante os primeiros 12 meses”, afirma Alessandra.

Além disso, a Kimberly-Clark oferece às mães colaboradoras seis meses de licença-maternidade. No entanto, em casos de prematuridade, o período é estendido na intenção de que os pais tenham mais tempo de convívio com o recém-nascido em suas casas. Com isso, os bebês nascidos de até 28 semanas, a licença é prorrogada por mais dois meses. E nos nascimentos entre 28 e 37 semanas, a licença é estendida em mais um mês. Já em relação a casos de adoção, também é mantida a licença-maternidade de seis meses.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Outros benefícios

Auxílio Filho Excepcional: Voltado a mães ou pais que tenham filhos que necessitem de tratamento ou de educação especializada.

Auxílio creche: As mães colaboradoras têm direito a um reembolso para suas despesas com creche, escolas ou babá para seus filhos, com um valor e limite de idade de até 6 anos.

Isenção de coparticipação do plano de saúde: Colaboradoras mães e esposas dos colaboradores pais da Kimberly-Clark têm direito à isenção de coparticipação do plano de saúde ao longo do período de gestação.

Kit Bebê: A empresa entrega às gestantes e pais da Kimberly-Clark um kit com produtos de uma de suas marcas, a Huggies. Também é disponibilizado um kit para que a mãe realize o processo de extração de leite, que inclui: duas bolsas térmicas, uma bomba extratora de leite manual, dois frascos de vidro para armazenamento do leite materno.

Ainda pensando no bem estar de suas mães e pais colaboradores, a companhia adota a política de home office; sexta-feira curta e jornada de trabalho com horário flexível.

Mãe colaboradora

Para a especialista em comunicação corporativa, Carolina Gancho, trabalhar em uma empresa que se preocupa com o bem estar das mães fez toda a diferença.

A especialista conta que poder usufruir da sala de amamentação oferecida pela Kimberly-Clark “foi essencial para garantir a continuidade da amamentação da minha filha no retorno ao trabalho”. Ela usou o espaço por seis meses para retirar o leite materno e armazená-lo e depois levado para a escola de sua filha. Apesar de nunca ter amamentado nesta sala por morar longe do escritório, Carolina afirma que a “sala foi fundamental para eu poder garantir o leite para ela no período da minha ausência”.

A especialista também contou sobre a política da empresa em que as mães podem levar um acompanhante em viagens a trabalho, totalmente custeado pela Kimberly-Clark.

“Eu tive a oportunidade de usufruir desse benefício em uma viagem que fiz a trabalho e precisei ficar uma semana fora. Foi essencial para manter a amamentação da minha filha.”

Fora os benefícios, para a colaboradora a possibilidade de trabalhar em um ambiente que promova o respeito e o acolhimento também é importante, pois na Kimberly-Clark “existe uma cultura genuína de inclusão de mães e mulheres, de busca verdadeira por equidade de gênero”.

Carolina e sua filha

Ela se sente mais segura em saber que pode desempenhar de forma plena tanto seu lado profissional como o de mãe.

“Minha filha hoje tem 1 ano e 10 meses e eu continuo amamentando. Hoje ela não precisa mais do meu leite enquanto estou ausente, só a amamento pela manhã e quando retorno do trabalho. Manter a amamentação prolongada é um motivo de muito orgulho para mim e fico feliz de ter tido a Kimberly-Clark como minha parceira nesse processo”, conclui.

Tanto para a empresa como para suas colaboradoras, o compromisso, respeito e equidade de gênero são fundamentais para que o ambiente de trabalho seja saudável.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,560,438SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Esta Igreja parece não ter nada de especial, até vê-la de diferentes ângulos

O grupo de arquitetos, Gijs Van Vaerenbergh, construiu esta igreja em Borgloon, Bélgica. Ela a princípio não parece ter nada de especial, até que você...

Asilo em Porto Alegre recebe campeonato de skate

Imagina o seu avô avaliando sua performance no skate? Agora pense em uma competição em um asilo, com vários idosos dando suas notas e...

Pediatra ensina como fazer máscara de proteção com materiais simples; veja o vídeo

As máscaras cirúrgicas rapidamente se tornaram um dos primeiros acessórios a ficarem escassos com a pandemia de Covid-19. O produto é essencial para retardar a...

Dentista fecha consultório para cuidar de cães abandonados

O grego Theoklitos Proestakis abriu um abrigo para acolher cães abandonados por seus antigos donos em razão da crise financeira que vive a Grécia....

Menino engorda 11 kg para doar medula ao pai e salvar sua vida

O menino passou dois meses comendo mais do que o normal. Praticante de esportes, Yinpeng também teve que abandonar algumas competições em que estava inscrito.

Instagram