Empresária responde à altura cliente que reclamou de funcionário autista

Clique e ouça:

A proprietária de uma pizzaria respondeu à altura o pedido de um cliente para colocar uma placa para “alertar” a freguesia que o local tinha um funcionário autista.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Indignada, mas sem perder a compostura, ela “atendeu o pedido” colocando uma placa na frente do restaurante, com os dizeres: “Estamos orgulhosos de ser um empregador que oferece oportunidades iguais e contrata todos os filhos de Deus”.

Amanda Cartagine é dona de uma franquia da Pizza Inn em Greenville, Carolina do Sul (EUA). Dos seus 16 funcionários, 10 tem algum tipo de deficiência física ou transtorno mental.

Empresária responde cliente preconceituoso reclamou funcionário autista

“Eles são como meus filhos, e [esse episódio de discriminação] me deixou com raiva”, disse Amanda ao WYFF. “Eu queria fazer algo que não fosse rude, mas expondo meu ponto de vista.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A empresária afirma que sua equipe tem uma ética de trabalho “sem igual” e sempre atende os clientes com um sorriso no rosto. “Se você tem paciência para permitir que eles tomem seu tempo e aprendam a seu ritmo, eles são imbatíveis”, destacou.

Empresária responde cliente preconceituoso reclamou funcionário autista

Episódio de preconceito

Era outono de 2018, e durante a tarde, um cliente pediu a um funcionário, que é autista, que o ajudasse a reabastecer a tigela de alface. Por alguma razão, ele não ficou satisfeito com o tempo de resposta do rapaz e foi reclamar com Amanda.

Meu gerente explicou-lhe a situação em particular: ‘Esse não é o trabalho
[do rapaz]. Nós o treinamos para fazer outra coisa, em outras circunstâncias’, e o cliente ainda não estava feliz”, lembra a empresária. Basicamente, o funcionário estava fazendo um favor ao cliente mal agradecido.

Empresária responde cliente preconceituoso reclamou funcionário autista

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Se ele não ficou satisfeito com isso, então eu estou satisfeita com o não retorno dele”, complementou. “Esse é o dólar que eu não preciso.”

Angie Mosley, mãe de um dos funcionários da franquia de Amanda, comentou: “Nós, mães de filhos com necessidades especiais, sempre enfrentamos barreiras, estigmas; [ensinamos todos os dias] para as outras pessoas que nossos filhos são mais parecidos com eles do que diferentes”. O filho dela tem síndrome de Down.

Posted by Amanda Skelton Cartagine on Saturday, September 10, 2016

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Amanda acredita que sua mensagem contribui de alguma maneira para que as pessoas entendam a necessidade de inclusão e aceitação das pessoas ditas “diferentes”.

[Nota da Redação]

A cada bebê que traz ao mundo, o médico Calixto Hueb presenteia a mãe com uma arvorezinha para que a criança cresça com ela. É um primeiro presente à família do recém-nascido e também uma contribuição valiosa do médico para a preservação do meio ambiente. Vem conhecer mais essa história, dá play no vídeo abaixo:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Epoch Times/Fotos: Reprodução/Facebook Amanda Skelton Cartagine

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,074,695FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,447SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Policial compra bolo de aniversário para jovem que chorava por terem esquecido a data

O que você faria se todo mundo que você conhecesse esquecesse de seu aniversário? Esta situação, hipotética para muitos, aconteceu com um garoto tailandês....

Após 8 anos presos em gaiolas, leões de circo são resgatados e pisam na grama pela primeira vez

Não é de hoje que percebemos uma mudança radical nos cuidados aos animais de circo. O público tem cobrado mais responsabilidade com espaço, alimentação...

Depois da formatura, ela foi até o trabalho de seu pai, que é pedreiro, para agradecê-lo

Se tem uma coisa que a paraguaia Yudit Romero reconhece é o sacrifício que o pai fez para lhe dar a melhor educação possível. Don...

Instagram

Empresária responde à altura cliente que reclamou de funcionário autista 13