Empresário que já foi morador de rua agora ajuda crianças e idosos

Pessoas que têm histórias parecidas com as nossas são as que melhor nos entendem. Sua experiência se transforma no apoio que precisamos nas horas mais difíceis.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje empresário, o ex-morador de rua Éverton Alfonsin, de Canoas (RS), ajuda outras pessoas para que elas não sofram as dificuldades enfrentadas por ele no passado. A família que acolheu Éverton no final da adolescência serve de espelho para ele.

“Busco sempre o bem maior dentro do trabalho social que eu faço. O social não é um dia só chegar num lugar e levar uma cesta básica ou ir lá e levar um brinquedinho. Não! O social é todos os dias tu melhorar como ser humano e tu ajudar as pessoas no que ela tem de melhor”, diz.

Ele começou distribuindo 30 brinquedos para crianças carentes no natal. Esse número saltou para 10 mil brinquedos todos os anos. Como se não bastasse, o empresário leva projetos sociais a seis presídios do Rio Grande do Sul.

O seu maior desafio aconteceu em 2011, quando passou a se dedicar mais à presidência voluntária do Lar da Velhice, a convite da filha Filomena Meireles. No dia 24 de dezembro daquele ano, ele assumiu a presidência da instituição ao lado da mulher, a pedagoga Inês Pacheco.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Trabalhar com idoso, como a gente trabalha no Lar São José, é reviver. Os idosos têm uma importância como se fosse uma vela. Eles têm que apagar até o fim. Nós não podemos cortar o caminho deles. Muitas vezes, as pessoas interpretam que o lar de idosos é um depósito de velhos. Não! O lar de idosos é uma casa deles, por opção ou não. Trabalhar com idosos é trabalhar com respeito.”

Atualmente, o Lar atende 40 homens e mulheres com mais de 60 anos. Desse total, 16 são adotados por Éverton por não terem vínculo familiar. Éverton ainda consegue reservar algumas horas do seu dia administrando cinco empresas para visitar os velhinhos diariamente.

17863731

17863732

17863733

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

17863739

via [DIÁRIO GAÚCHO]

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ele criou uma ecobarreira flutuante que já retirou mais de 3 toneladas de lixo de rio no Paraná

Existem algumas pessoas que simplesmente não conseguem esperar que os outros façam as coisas e resolvam os problemas, se adiantam e fazem por eles...

Fundação do ator Ashton Kutcher salva 6 mil crianças do tráfico sexual infantil

O ator e produtor Ashton Kutcher, 41 anos, por meio de sua organização sem fins lucrativos Thorn: Digital Defenders of Children ("Espinho: Defensores Digitais das...

“Você criaria meu filho se eu morresse?”: Mãe com câncer terminal pede à enfermeira para adotar seu filho

Quando Tricia Somers foi informada de que tinha um câncer de fígado terminal, ela logo recorreu à sua enfermeira oncológica e melhor amiga Tricia...

Papai Noel autista é a certeza de que nenhuma criança ficará fora da magia do Natal

Há três anos, Kerry Magro, de 29 anos, veste-se de Papai Noel num evento que ele organiza para crianças com autismo e outros problemas sensoriais.

Menino de 9 anos visita escolas para falar sobre o bullying no Paraná

O garoto Paulo Pirotta tinha apenas 7 anos quando começou a falar sobre o bullying na escola onde estuda, em Cornélio Procópio, no Paraná.

Instagram

Empresário que já foi morador de rua agora ajuda crianças e idosos 2