Empresário vende casa em BH para comprar hotel que ajudará imigrantes e refugiados

4
1884

O empresário Luís Cláudio Corsini, de 39 anos, vai transformar o prédio que ele comprou, em Esmeraldas, região metropolitana de Belo Horizonte, numa Casa de Apoio ao Imigrante e Refugiado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ideia de Corsini, inspirada pelo amigo missionário Carlos Eduardo Braga Menezes, de 35 anos, que realizou um trabalho social com haitianos em Manaus (AM), é que a moradia seja rotativa: assim que o imigrante conseguir se estabelecer e ter a própria casa, abre-se mais uma vaga para outro recém-chegado.

“A situação crítica dos imigrantes e refugiados está emergindo no Brasil e no mundo. Essas pessoas sofrem com a xenofobia (preconceito contra estrangeiro) e a dificuldade de conseguir se legalizar e trabalhar, principalmente agora com a crise do país. O que queremos é criar uma central para ajuda-los em várias frentes, com comida, moradia, saúde, educação, regularização de documentos e emprego. A ideia é ser para eles tutores até que eles consigam sua independência”, explicou Menezes.

A escolha de Esmeraldas foi estratégica, pois a maioria dos haitianos em Minas residem lá. Segundo a prefeitura da cidade, são cerca de 1.500 haitianos vivendo no município.

“Muito mais que moradia, queremos ser uma referência para o imigrante e refugiado e ajuda-los a se legalizar no Brasil. Queremos que, ao chegar no aeroporto, se não tiverem para onde ir, eles possam vir para cá e receber ajuda”, conclui o empresário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Empresário vende casa em BH para comprar hotel que ajudará imigrantes e refugiados 3

Empresário vende casa em BH para comprar hotel que ajudará imigrantes e refugiados 4

Empresário vende casa em BH para comprar hotel que ajudará imigrantes e refugiados 5

Fotos: Divulgação

via [O TEMPO]

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

4 COMENTÁRIOS

  1. Aguardando que algum milionário rico de qualquer parte do mundo se emocione com a tragédia ocorrida em Bento Rodrigues, MG, e se mobilize na construção de um povoado com casas populares para os desabrigados, equipada com o básico para um recomeço de vida. Haja uma Escola, uma Igreja e um Posto de Saúde para estes seres humanos sobreviventes do inferno reacreditarem em Deus, novamente, e no Anjo Bom que reconheceu que o valor do dinheiro está no bem que pode realizar.

  2. Aguardando que algum milionário rico de qualquer parte do mundo se emocione com a tragédia ocorrida em Bento Rodrigues, MG, e se mobilize na construção de um povoado com casas populares para os desabrigados, equipada com o básico para um recomeço de vida. Haja uma Escola, uma Igreja e um Posto de Saúde para estes seres humanos sobreviventes do inferno reacreditarem em Deus, novamente, e no Anjo Bom que reconheceu que o valor do dinheiro está no bem que pode realizar.

Comments are closed.