Empresário vende casa em BH para comprar hotel que ajudará imigrantes e refugiados

O empresário Luís Cláudio Corsini, de 39 anos, vai transformar o prédio que ele comprou, em Esmeraldas, região metropolitana de Belo Horizonte, numa Casa de Apoio ao Imigrante e Refugiado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ideia de Corsini, inspirada pelo amigo missionário Carlos Eduardo Braga Menezes, de 35 anos, que realizou um trabalho social com haitianos em Manaus (AM), é que a moradia seja rotativa: assim que o imigrante conseguir se estabelecer e ter a própria casa, abre-se mais uma vaga para outro recém-chegado.

“A situação crítica dos imigrantes e refugiados está emergindo no Brasil e no mundo. Essas pessoas sofrem com a xenofobia (preconceito contra estrangeiro) e a dificuldade de conseguir se legalizar e trabalhar, principalmente agora com a crise do país. O que queremos é criar uma central para ajuda-los em várias frentes, com comida, moradia, saúde, educação, regularização de documentos e emprego. A ideia é ser para eles tutores até que eles consigam sua independência”, explicou Menezes.

A escolha de Esmeraldas foi estratégica, pois a maioria dos haitianos em Minas residem lá. Segundo a prefeitura da cidade, são cerca de 1.500 haitianos vivendo no município.

“Muito mais que moradia, queremos ser uma referência para o imigrante e refugiado e ajuda-los a se legalizar no Brasil. Queremos que, ao chegar no aeroporto, se não tiverem para onde ir, eles possam vir para cá e receber ajuda”, conclui o empresário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Divulgação

via [O TEMPO]

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,838,442SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Artista desenha lindas coroas de hena na cabeça de mulheres que perderam o cabelo

A tatuagem é uma alternativa aos bonés, chapéus e perucas, normalmente usados pelas pacientes.

Pais criam campanha para comprar remédio que pode curar a filha

Nos unimos à luta dos pais Renato e Talita Roda, de São Paulo (SP), para conseguirmos o valor de R$ 11 milhões para a...

Atleta paralímpico incentiva criança de 2 anos a andar com sua prótese pela 1ª vez

Blake Leeper é um medalhista paralímpico dos Estados Unidos que conquistou o coração dos internautas nessa semana. Mas não foi por causa de nenhuma...

Relato de jovem sobre o amor e a importância do companheirismo viraliza

A cena que presenciou foi como uma luz no fim do túnel para Nelson.

Instagram